Mostra de Teatro Tiradentes em Cena chega à terceira edição e inscrições estão abertas até o dia 24 de abril

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 20 abril, 2015 13:06

Cidade com grande vocação turística e palco de diversos eventos de grande porte durante todo o ano, Tiradentes – um dos principais destinos do Estado de Minas – se prepara para receber a terceira edição da mostra de teatro Tiradentes em Cena. O evento que teve início em 2013 e desde a primeira edição levou grandes nomes do cenário teatral brasileiro para a cidade, este ano acontecerá entre os dias 15 e 23 maio.

Será uma semana com intensa programação que incluirá musicais, monólogos e espetáculos intimistas que ocuparão o SESI – Centro Cultural Yves Alves, além dos belos casarios, jardins, e igrejas que abrirão suas portas para as artes cênicas.

Os espetáculos que farão parte da 3ª Mostra Tiradentes em Cena serão selecionados a partir das inscrições feitas no site www.tiradentesemcena.com.br que estão abertas até o dia 24 de abril.

– Este é um ano muito complicado economicamente e queremos reforçar ainda mais o nosso conceito de ocuparmos as praças e casarios da cidade com arte. Espero que vários grupos entendam essa proposta, se inscrevam  e assim possamos promover uma troca íntima entre público e artista, além de deixar um legado artístico para cidade – diz Aline Garcia, idealizadora do evento.

Foi justamente pensando numa maneira de dar continuidade ao projeto de formação de plateia na cidade, que ano passado a produção do evento teve a iniciativa de patrocinar a sua primeira montagem utilizando o grupo local de teatro Entre&Vista e convidou o ator Mateus Nachtergaele para o desafio de encarar a sua primeira direção teatral. Nascia assim o espetáculo “O País do Desejo do Coração” que desde estreia na edição do ano passado circulou por diversas cidades e deu vida ao Tiradentes em Cena ao longo do ano.

Rio de Janeiro tem participação importante na mostra

Em 2013, o Tiradentes em Cena recebeu do Rio de Janeiro espetáculos como “Repétition”, com direção de Walter Lima Jr; “Poema Bar”, de Alexandre Borges; “A Descoberta das Américas”, com Júlio Adrião; “Flicts”, de Ziraldo; “Estação Terminal”, direção de Luiz Fernando Lobo.

Em 2014, a contribuição do Rio de Janeiro na mostra ficou por conta de “Calango Deu”, com Suzana Nascimento; “Bicho do Mato”, da Cia. Os Tapetes Contadores de História; “Se Faz Caminho ao Andar”, de Helena Contente; “Raul Fora da Lei”, de Roberto Bomtempo; “Homem Produto”, de Tatiana France, “Uma Peça como eu Gosto”, direção de Lúcio Mauro Filho e Duda Maia; “Billdog”, com Gustavo Rodrigues; “Oleanna”, direção de Gustavo Paso; “Olheiros do Tráfico”, de Moisés Bittencourt; “Uma Pilha de Pratos na Cozinha”, de Mário Bortolotto; “O Cara”, com Paulo Mathias Jr. “A Princesa e o Sapo”, de Anderson Oliveira; “Dona Mulata e Triunfo”, de Miguel Pinheiro e a grande dama do teatro brasileiro Bibi Ferreira com o espetáculo “Bibi – Histórias e Canções”.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 20 abril, 2015 13:06


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!