Cine Humberto Mauro traz “Mostra SEM DESTINO” que revela a diversidade das produções do gênero Road Movie

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 7 abril, 2015 17:36

A partir do dia 10 de abril, a Fundação Clóvis Salgado, por meio do Cine Humberto, vai exibir amostra Sem destino, filmes na estrada. Dedicada aos Road Movies, a mostra reúne obras de diretores diversos, entre eles Malick, Spielberg e Peckinpah.

Mostra SEM DESTINO-Cine Humberto Mauro-01

Mostra SEM DESTINO-Cine Humberto Mauro-02

Muito mais do que uma viagem de carro, Road Movies são obras que retratam a transformação de personagens. Na programação, que busca evidenciar as diferentes manifestações do gênero, o público encontra, em formato digital, obras de Dennis Hopper, Steven Spielberg, Michelangelo Antonioni, Terrence Malick e Walter Salles.

Apesar de terem o mesmo gênero, e retratarem pessoas buscando ou fugindo de algo, os filmes abordam diferentes temáticas. Desde os dramas, como Thelma e Louise e Priscila – A Rainha do deserto, até suspenses como Encurralado, o primeiro filme de Steven Spielberg. Outros destaques da mostra, segundo o curador, são Tragam-me a cabeça de Alfredo Garcia, de Sam Peckinpah e Terra de Ninguém, de Terrence Malick.

Para Philipe Ratton, Road Movies são filmes que se desenvolvem entre um ponto de partida e um ponto de chegada. “E este trajeto, inevitavelmente, irá provocar mudanças nos personagens”.

Programação MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA (clique aqui!)

10 SEX
17h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Cada um vive como quer, de Bob Rafelson (Five Easy Pieces, USA, 1970) | Exibição digital | 16 anos | 98’
19h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Sem destino, de Dennis Hopper (Easy Rider, USA, 1969) | Exibição digital | 16 anos | 95’
21h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Zabriskie Point, de Michelangelo Antonioni (USA, 1970) | Exibição digital | 12 anos | 110’

11 SAB
16h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Corrida sem fim, de Monte Hellman (Two-Lane Blacktop, EUA, 1971) | Exibição digital | Livre | 102’
18h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | A última missão, de Hal Ashby (“The last detail”, EUA, 1973) | Exibição digital | 16 anos | 104’
20h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Drugstore Cowboy, de Gus Van Sant (USA, 1989) | Exibição digital | 16 anos | 102’

12 DOM
16h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Espantalho, Jerry Schatzberg (USA, 1973) | Exibição digital | 14 anos | 112’
18h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Tragam-me a cabeça de Alfredo Garcia, de Sam Peckinpah (Bring me the head of Alfredo Garcia, EUA, 1974) | Exibição digital | 12 anos | 112’
20h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Terra de ninguém, de Terrence Malick (“Badlands”, EUA, 1973) | Exibição digital | 14 anos | 94’

13 SEG
14h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Profissão: repórter, de Michelangelo Antonioni (Professione: reporter, ITA-ESP-FRA, 1975) | Exibição digital | 14 anos | 119’
16h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Paris, Texas de Wim Wenders (ALE-FRA-RU, 1984) | Exibição digital | 16 anos | 147’
19h CURTA CIRCUITO
21:30 MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Encurralado, de Steven Spielberg (Duel, EUA, 1971) | Exibição digital | 12 anos | 90’

14 TER
17h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Priscilla, a rainha do deserto, de Stephan Elliott (“The Adventures of Priscilla, Queen of the Desert”, AUS-RU, 1994) | Exibição digital | 16 anos | 104’
19h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Thelma & Louise, de Ridley Scott (EUA-FRA, 1991) | Exibição digital | 16 anos | 130’
21h15 MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Uma história real, de David Lynch (“The Straight Story”, FRA-RU-EUA, 1999) | Exibição digital | 16 anos | 112’

15 QUA
17h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | E sua mãe também, de Alfonso Cuarón (“Y tu mama también”, México, 2001) | Exibição digital | 16 anos | 106’
19h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Dead man, de Jim Jarmusch (EUA, 1995) | Exibição digital | 14 anos | 121’
21:15 MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Assassinos por natureza, de Oliver Stone (“Natural born killers”, EUA, 1994) | Exibição digital | 18 anos | 118’

16 QUI
15h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Diários de motocicleta, de Walter Salles (ARG-CHI-PER-BRA-EUA-RU-ALE-FRA, 2004) | Exibição digital | 12 anos | 126’
17h HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA |
19h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | O céu que nos protege, de Bernardo Bertolucci (“The Sheltering Sky”, RU-ITA, 1990) | Exibição digital | 14 anos | 138’
21h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | E Aí, Meu Irmão, Cadê Você?, de Joel Coen e Ethan Coen (“O Brother, Where Art Thou?”, UK-FRA- EUA, 2000) | Exibição digital | 12 anos | 106’
17h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Tragam-me a cabeça de Alfredo Garcia, de Sam Peckinpah (Bring me the head of Alfredo Garcia, EUA, 1974) | Exibição digital | 12 anos | 112’
19h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Terra de ninguém, de Terrence Malick (“Badlands”, EUA, 1973) | Exibição digital | 14 anos | 94’
21h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Espantalho, Jerry Schatzberg (USA, 1973) | Exibição digital | 14 anos | 112’

18 SAB
16h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Encurralado, de Steven Spielberg (Duel, EUA, 1971) | Exibição digital | 12 anos | 90’
18h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Profissão: repórter, de Michelangelo Antonioni (Professione: reporter, ITA-ESP-FRA, 1975) | Exibição digital | 14 anos | 119’
20h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Paris, Texas de Wim Wenders (ALE-FRA-RU, 1984) | Exibição digital | 16 anos | 147’

19 DOM
16h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Sem destino, de Dennis Hopper (Easy Rider, USA, 1969) | Exibição digital | 16 anos | 95’
18h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Zabriskie Point, de Michelangelo Antonioni (USA, 1970) | Exibição digital | 12 anos | 110’
20h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Cada um vive como quer, de Bob Rafelson (Five Easy Pieces, USA, 1970)| Exibição digital | 16 anos | 98’

20 SEG
17h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | A última missão, de Hal Ashby (“The last detail”, EUA, 1973) | Exibição digital | 16 anos | 104’
19h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Drugstore Cowboy, de Gus Van Sant (USA, 1989) | Exibição digital | 16 anos | 102’
21h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Corrida sem fim, de Monte Hellman (Two-Lane Blacktop, EUA, 1971) | Exibição digital | Livre | 102’

21 TER
16:30 MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | O céu que nos protege, de Bernardo Bertolucci (“The Sheltering Sky”, RU-ITA, 1990) | Exibição digital | 14 anos | 138’
19h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | E Aí, Meu Irmão, Cadê Você?, de Joel Coen e Ethan Coen (“O Brother, Where Art Thou?”, UK-FRA- EUA, 2000) | Exibição digital | 12 anos | 106’
21h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Diários de motocicleta, de Walter Salles (ARG-CHI-PER-BRA-EUA-RU-ALE-FRA, 2004) | Exibição digital | 12 anos | 126’
17h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Uma história real, de David Lynch (“The Straight Story”, FRA-RU-EUA, 1999) | Exibição digital | 16 anos | 112’
19h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Priscilla, a rainha do deserto, de Stephan Elliott (“The Adventures of Priscilla, Queen of the Desert”, AUS-RU, 1994) | Exibição digital | 16 anos | 104’
21h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Thelma & Louise, de Ridley Scott (EUA-FRA, 1991) | Exibição digital | 16 anos | 130’

23 QUI
15h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Dead man, de Jim Jarmusch (EUA, 1995) | Exibição digital | 14 anos | 121’
17h HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
19h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Assassinos por natureza, de Oliver Stone (“Natural born killers”, EUA, 1994) | Exibição digital | 18 anos | 118’
21h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | E sua mãe também, de Alfonso Cuarón (“Y tu mama también”, México, 2001) | Exibição digital | 16 anos | 106’
17h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Drugstore Cowboy, de Gus Van Sant (USA, 1989) | Exibição digital | 16 anos | 102’
19h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Corrida sem fim, de Monte Hellman (Two-Lane Blacktop, EUA, 1971) | Exibição digital | Livre | 102’
21h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | A última missão, de Hal Ashby (“The last detail”, EUA, 1973) | Exibição digital | 16 anos | 104’

25 SAB
16h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Zabriskie Point, de Michelangelo Antonioni (USA, 1970) | Exibição digital | 12 anos | 110’
18h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Cada um vive como quer, de Bob Rafelson (Five Easy Pieces, USA, 1970)| Exibição digital | 16 anos | 98’
20h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Sem destino, de Dennis Hopper (Easy Rider, USA, 1969) | Exibição digital | 16 anos | 95’

26 DOM
16h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Thelma & Louise, de Ridley Scott (EUA-FRA, 1991) | Exibição digital | 16 anos | 130’
18h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Uma história real, de David Lynch (“The Straight Story”, FRA-RU-EUA, 1999) | Exibição digital | 16 anos | 112’
20h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Priscilla, a rainha do deserto, de Stephan Elliott (“The Adventures of Priscilla, Queen of the Desert”, AUS-RU, 1994) | Exibição digital | 16 anos | 104’

27 SEG
15h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Terra de ninguém, de Terrence Malick (“Badlands”, EUA, 1973) | Exibição digital | 14 anos | 94’
16:30 MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Espantalho, Jerry Schatzberg (USA, 1973) | Exibição digital | 14 anos | 112’
19h CURTA CIRCUITO
21h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Tragam-me a cabeça de Alfredo Garcia, de Sam Peckinpah (Bring me the head of Alfredo Garcia, EUA, 1974) | Exibição digital | 12 anos | 112’

28 TER
17h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Assassinos por natureza, de Oliver Stone (“Natural born killers”, EUA, 1994) | Exibição digital | 18 anos | 118’
19h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | E sua mãe também, de Alfonso Cuarón (“Y tu mama también”, México, 2001) | Exibição digital | 16 anos | 106’
21h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Dead man, de Jim Jarmusch (EUA, 1995) | Exibição digital | 14 anos | 121’

29 QUA
17h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | E Aí, Meu Irmão, Cadê Você?, de Joel Coen e Ethan Coen (“O Brother, Where Art Thou?”, UK-FRA- EUA, 2000) | Exibição digital | 12 anos | 106’
19h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Diários de motocicleta, de Walter Salles (ARG-CHI-PER-BRA-EUA-RU-ALE-FRA, 2004) | Exibição digital | 12 anos | 126’
21h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | O céu que nos protege, de Bernardo Bertolucci (“The Sheltering Sky”, RU-ITA, 1990) | Exibição digital | 14 anos | 138’

30 QUI
15h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Encurralado, de Steven Spielberg (Duel, EUA, 1971) | Exibição digital | 12 anos | 90’
17h HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
19h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Profissão: repórter, de Michelangelo Antonioni (Professione: reporter, ITA-ESP-FRA, 1975) | Exibição digital | 14 anos | 119’
21h MOSTRA SEM DESTINO – FILMES NA ESTRADA | Paris, Texas de Wim Wenders (ALE-FRA-RU, 1984) | Exibição digital | 16 anos | 147’

O carro e a estrada –  Os Road Movies possuem uma estética própria. Muitas vezes veículos, estrada e paisagem se tornam também personagens, que auxiliam os protagonistas em uma jornada única. “Neste ambiente, os personagens principais entram em contato com universos estranhos e buscam assimila-los, ao mesmo tempo em que esse universo tenta assimilar esses personagens estranhos”, complementa Philipe. O curador afirma ainda que esse gênero cinematográfico foi fortemente influenciado pelo desenvolvimento da indústria automobilística nos Estados Unidos, após a 2ª Guerra Mundial.

Entretanto, Philipe chama a atenção para o fato de que as produções ultrapassam e muito o universo norte-americano. “Muitas dessas obras retratam viagens em outras partes do mundo e são, até mesmo, produções de outros países”. Esse é o caso das obras que também serão exibidas: Paris, Texas, de Wim Wenders, E sua mãe também, de Alfonso Cuarón, e, inclusive, Diários de Motocicleta, do brasileiro Walter Salles.

Sem destino, de Dennis Hopper (Easy Rider, USA, 1969) | Exibição digital | 16 anos | 95’
Wyatt e Billy são motoqueiros que viajam pelo sul dos Estados Unidos. Após levarem drogas do México até Los Angeles, eles as negociam com um homem em um Rolls-Royce. Com o dinheiro, a dupla parte rumo ao leste, na esperança de chegar a Nova Orleans a tempo para o Mardi Grass: um dos carnavais mais famosos em todo o planeta.

Zabriskie Point, de Michelangelo Antonioni (USA, 1970) | Exibição digital | 12 anos | 110’
Zabriskie Point é um retrato contracultural da América do Norte nos anos 60, na perspectiva de um jovem casal: Daria, estudante de antropologia que ajuda a construir uma cidade no deserto de Los Angeles, e Mark, que largou os estudos e é procurado pela polícia sob suspeita de ter assassinado um policial durante um tumulto estudantil.

Cada um vive como quer, de Bob Rafelson (Five Easy Pieces, USA, 1970)| Exibição digital | 16 anos | 98’
Robert Eroica Dupea é um talentoso pianista clássico que atualmente trabalha em uma refinaria de petróleo. Ele mora num trailer com a namorada, a garçonete Rayette Dipesto. Quando descobre que seu pai está morrendo, Robert decide voltar para casa, levando Rayette.

Encurralado, de Steven Spielberg (Duel, EUA, 1971) | Exibição digital | 12 anos | 90’
Homem de negócios, dirigindo sozinho em uma estrada secundária, se vê perseguido por um motorista de caminhão. Depois de algum tempo, ele chega a conclusão de que aquele motorista pretende matá-lo.

Corrida sem fim, de Monte Hellman (Two-Lane Blacktop, EUA, (1971) | Exibição digital | Livre | 102’
Piloto e Mecânico viajam pelos Estados Unidos em um Chevy 55, à procura de competições de corrida. Num posto de gasolina os dois – agora acompanhados de uma garota – conhecem G.T.O, homem tão viciado em velocidade quanto eles. Eles travam uma corrida até Washington e quem chegar primeiro ficará com o carro perdedor.

A última missão, de Hal Ashby (“The last detail”, EUA, 1973) | Exibição digital | 16 anos | 104’
Dois oficiais tem como missão levar um jovem marinheiro para a prisão, mas acabam se afeiçoando a ele. Antes disso, decidem mostrar para o rapaz os verdadeiros prazeres da vida.

Terra de ninguém, de Terrence Malick (“Badlands”, EUA, 1973) | Exibição digital | 14 anos | 94’
Kit Carruthers é um jovem com problemas mentais aparentes, que mata o pai de Holly Sargis (sua namorada de 15 anos), pois ele não aprovava o relacionamento. Os dois fogem juntos para Montana, tornando-se criminosos famosos e caçados pela polícia de vários estados.

Espantalho, de Jerry Schatzberg (USA, 1973) | Exibição digital | 14 anos | 112’
Em uma estrada da Califórnia Max (Gene Hackman) e Lion (Al Pacino), dois desconhecidos, se encontram. Max saiu da prisão recentemente, após ter cumprido uma pena de sete anos por assalto, e Lion é um marinheiro que passou seis anos no mar. O primeiro planeja ir para Pittsburg, onde sonha em abrir um lava- carros. O segundo deseja ver a mulher, que abandonou, e conhecer o filho de cinco anos.

Tragam-me a cabeça de Alfredo Garcia, de Sam Peckinpah (Bring me the head of Alfredo Garcia, EUA, 1974) | Exibição digital | 12 anos | 112’
Alfredo Garcia engravida a filha de El Jefe, um latifundiário mexicano, que, indignado, oferece um milhão de dólares pela sua cabeça.

Profissão: repórter, de Michelangelo Antonioni (Professione:reporter, ITA-ESP-FRA, 1975) | Exibição digital | 14 anos | 119’
David Locke, um jornalista televisivo, está no deserto africano preparando um documentário sobre as guerrilhas da região. Depois de ser abandonado pelo seu guia e ter seu veículo atolado na areia, ele entra em crise, se vendo cansado do trabalho, do casamento e da vida.

Paris, Texas de Wim Wenders (ALE-FRA-RU, 1984) | Exibição digital | 16 anos | 147’
Um homem é encontrado exausto e sem memória em um deserto ao sul dos Estados Unidos. Aos poucos se recordando de sua vida,

ele é acolhido pelo irmão Walt, que é casado com Anne. Com eles, vive também Alex, filho do homem sem memória, que aos poucos volta a se identificar com o pai.

Drugstore Cowboy, de Gus Van Sant (USA, 1989) | Exibição digital | 16 anos | 102’
Bob, companheiro de Dianne, lidera uma gangue de viciados em drogas que se mantém assaltando farmácias.

O céu que nos protege, de Bernardo Bertolucci (“The Sheltering Sky”, RU-ITA, 1990) | Exibição digital | 14 anos | 138’
Logo após o final da 2ª Guerra Mundial Kit e Port Moresby, um casal de americanos que vive em Nova York, viajam para a África. Os dois esperam que novas experiências lhes dê um novo rumo na vida, reconstrua o amor e preencha suas vidas vazias, pois a relação está em crise e o casamento tende a acabar.

Thelma & Louise, de Ridley Scott (EUA-FRA, 1991) | Exibição digital | 16 anos | 130’
Louise Sawyer é uma garçonete mais velha e Thelma é uma jovem dona-de-casa. Cansadas da vida monótona que levam, as amigas resolvem deixar tudo para trás e pegar a estrada.

Priscilla, a rainha do deserto, de Stephan Elliott (“The Adventures of Priscilla, Queen of the Desert”, AUS-RU, 1994) | Exibição digital |16 anos | 104’
Duas drag-queens e uma transexual conseguem um contrato para realizar um show de drags em um resort em Alice Springs, uma cidade turística no remoto deserto australiano. Cada uma delas têm

um motivo pessoal para querer deixar a segurança de Sidney. Elas vivenciarão o preconceito das pessoas e a solidariedade de alguns.

Assassinos por natureza, de Oliver Stone (“Natural born killers”, EUA, (1994) | Exibição digital | 18 anos | 118’
Mickey Knox e Mallory Knox se uniram pelo desejo que um sente pelo outro e por amarem a violência. Eles mataram algumas dezenas de pessoas em 3 semanas, mas sempre deixam alguém vivo para contar quem fez os crimes.

Dead man, de Jim Jarmusch (EUA, 1995) | Exibição digital | 14 anos | 121’
William Blake é injustamente acusado do assassinato de uma mulher com quem se envolveu e do ex-marido dela, assim ele tem que fugir da cidade. Com uma bala alojada no peito e sendo perseguido, conhece um índio chamado Ninguém e, juntos, os dois vão começar uma jornada pelo oeste dos Estados Unidos, que mistura misticismo e realidade.

Uma história real, de David Lynch (“The Straight Story”, FRA-RU-EUA, 1999) | Exibição digital | 16 anos | 112’
Um retrato lírico da real viagem de um homem através do coração da América. Filmado ao longo da rota de 260 milhas que Alvin Straigt percorreu em 1994, indo de Laurens, Iowa para Mr. Zion, Wisconsin, o filme conta as crônicas da odisséia de Alvin e das pessoas com as quais encontrou ao longo da travessia.

E Aí, Meu Irmão, Cadê Você?, de Joel Coen e Ethan Coen (“O Brother, Where Art Thou?”, UK-FRA-EUA, 2000) | Exibição digital |12 anos | 106’
Everett Ulysses McGill, criminoso eloquente e mesquinho, resolve fugir do trabalho forçado a que é submetido no Mississipi. Para isso, tem a companhia de Delmar e Pete, dois sujeitos desajeitados e perdedores.

E sua mãe também, de Alfonso Cuarón (“Y tu mama también”, México, 2001) | Exibição digital | 16 anos | 106’
Tenoch e Julio são dois adolescentes de 17 anos que são controlados pelos seus hormônios e desejam se tornar adultos rapidamente. Em uma tarde festiva eles encontram Luisa, uma garota espanhola 11 anos mais velha que eles e que é casada com o primo de Tenoch.

Diários de motocicleta, de Walter Salles (ARG-CHI-PER-BRA-EUA-RU- ALE-FRA, 2004) | Exibição digital | 12 anos | 126’
Che Guevara era um jovem estudante de Medicina que, em 1952, decide viajar pela América do Sul com seu amigo Alberto Granado. A viagem é realizada em uma moto, que acaba quebrando após 8 meses. Eles passam a seguir viagem através de caronas e caminhadas, conhecendo novos lugares e pessoas.

SERVIÇO
Evento: MostraSem Destino – filmes na estrada
Data: 10 a 30 de Abril
Local: Grande Teatro do Palácio das Artes
Endereço: Cine Humberto Mauro – Palácio das Artes – Av. Afonso Pena, 1.537
Classificação etária: 12 anos
Ingressos: Entrada gratuita
Informações para o público: 3236-7400

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 7 abril, 2015 17:36


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!