Exposição Memórias da Obsolescência segue até 22 de março no Paço das Artes

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 9 fevereiro, 2015 14:10

O Museu da Imagem e do Som (Instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo) apresenta Memórias da Obsolescência, exposição composta pela maior coleção de videoarte do mundo, que fica em cartaz até 22 de março de 2015 no Paço das Artes -instituição irmã do MIS. O projeto, realizado em parceria com a CISMA Produções, reúne um conjunto de obras em vídeo da coleção Ella Fontanals-Cisneros ‒ da Fundação Cisneros Fontanals Art (CIFO).

Composta por trabalhos de 25 artistas, em sua maioria latino-americanos, Memórias da Obsolescência ‒ com curadoria de Jesús Fuenmayor, diretor e curador-chefe da CIFO ‒ apresenta seleção de vídeos pertencentes à CIFO, que conta com obras de Alexander Apóstol, Cao Fei, Francesca Woodman, Francis Alÿs, Leandro Katz, Magdalena Fernández, Marina Abramović, Miguel Ángel Ríos, Nicolás Robbio, Regina José Galindo, Regina Silveira, Song Dong, William Kentridge e Yoshua Okón, entre outros. “A videoarte traz novos elementos para o debate do fazer artístico atual e seu desenvolvimento no Brasil e na América Latina merece destaque no calendário de exposições de São Paulo. O Paço das Artes foi escolhido para abrigar Memórias da Obsolescência por ser a instituição ‘irmã’ do MIS e um espaço cultural multidisciplinar que promove ações culturais de formação e reflexão, além de abranger diferentes segmentos da arte contemporânea”, revela André Sturm, diretor executivo e curador geral do MIS.

“Trazer esta exposição para o Paço das Artes é importante não somente por se tratar de um conjunto de obras da coleção Cisneros, mas por reunir artistas de renome dentro do contexto da arte contemporânea, que dialogam com o vídeo”, complementa Priscila Arantes, diretora técnica e curadora do Paço das Artes.

A CIFO é uma organização sem fins lucrativos fundada pela filantropa e empreendedora Ella Fontanals-Cisneros em 2002. Localizada em Miami, a Fundação nasceu com o objetivo de apoiar artistas que exploram novos caminhos na arte contemporânea e promover intercâmbios cultural e educacional. Com um acervo composto por obras em videoarte e fotografias de Abstração Geométrica e Contemporânea, a CIFO conta com um catálogo de artistas como Alejandro Otero, Bernd, Damian Ortega, Francys Alÿs, Geraldo de Barros, German Lorca, Grete Stern, Helio Oiticica, Hilla Becher, Jesus Soto, Lidy Prati, Lygia Clark, Lygia Pape, Mark Dion, Mira Schendel, Olafur Eliasson, Sophie Calle, Vik Muniz e Waldemar Cordeiro.

Durante a temporada de Memórias da Obsolescência no Paço das Artes, o auditório do Museu da Imagem e do Som receberá projeções de vídeos que integram a coleção da CIFO. Memórias da obsolescência: Projeções vai apresentar quatro sessões com exibições dos trabalhos de Chantal Akerman, Alexander Apóstol, Yaima Carrazana, Daniel González, David Lamelas, Muntean & Rosenblum, Claudio Perna e Lázaro Saavedra.

SERVIÇO
Memórias da Obsolescência
Abertura: 13 de dezembro, às 15h
Data: 14.12.14 a 22.03.15
Horário: Terças a sextas, das 10h às 19h; sábados, domingos e feriados, das 11h às 18h
Local: Paço das Artes
Endereço: Av. da Universidade, 1, Cidade Universitária
Classificação: 14 anos
Ingresso: gratuito

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.
Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 9 fevereiro, 2015 14:10


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!