História da comida e abordada na série “Prazer à La Carte” do canal Nat Geo

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 5 fevereiro, 2015 11:39

História da comida e abordada na série “Prazer à La Carte” do canal Nat Geo

Há mais de 50 anos a chef Julia Child apareceu em um programa de televisão para promover seu livro de receitas e, involuntariamente, lançou o mundo da comida no meio de comunicação. Desde então, tem surgido centenas de chefs na TV, milhares de horas de programas culinários e vários canais dedicados exclusivamente ao tema. Mas, apenas de tudo isso, nenhum canal ou programa olhou para trás e respondeu às perguntas de quando comemos o quê, o porquê de comermos ou como a comida nos tornou o que somos hoje em dia…Até agora.

O Nat Geo apresenta no sábado, dia 7, às 22h30, a história da comida em “Prazer À La Carte”. A série de seis episódios responde a todas as perguntas que já vieram à tona, e até as que não vieram, sobre a evolução da comida, desde os nossos antepassados colocando carne crua no fogo pela primeira vez a equipes de técnicos de laboratório aperfeiçoando a batata frita. E ainda mais importante, o programa vai mostrar como essa evolução do que comemos e como comemos tem definido a civilização humana e culturas ao redor do mundo.

Para esse aprofundamento na história da comida, o Nat Geo entrevistou mais de 70 chefs, autores, especialistas em alimentos e cientistas de alimentos, incluindo:

  • José Andrés
  • Dan Barber
  • Anna Boiardi
  • Graham Elliot
  • Eric Greenspan
  • Kerry Heffernan
  • Padma Lakshmi
  • Nigella Lawson
  • Simon Majumdar
  • Nobuyuki Matsuhisa
  • Mashahuru Morimoto
  • Nathan Myhrvold
  • Garrett Oliver
  • Michael Pollan
  • Rachael Ray
  • Ruth Reichl
  • Eric Ripert
  • Marcus Samuelsson
  • Barton Seaver
  • Andrew F. Smith
  • Richard Wrangham
  • Curtis Stone

Da maneira como o SPAM (alimento feito de carne pré-cozida e enlatada) ajudou a derrotar Hitler, à forma como a salsicha se espalhou pelo Império Romano, e como especiarias criaram a economia global. Cada um dos seis episódios de “Prazer À La Carte” é centrado em um tema diferente: os revolucionários da comida, a carne, o açúcar, frutos do mar, junk food e os grãos. Ao longo dos episódios, este incrível grupo de embaixadores de alimentos compartilham suas histórias pessoais e reflexões sobre a comida, não apenas contando sobre o passado, mas olhando para o futuro e para impacto cultural do consumo. O autor Simon Majumdar faz um resumo sobre o assunto quando afirma: “Existem poucas ocasiões na vida de qualquer família em qualquer cultura que não são marcadas por uma refeição; desde a chegada de um bebê até um velório irlandês e todos os pontos entre esses eventos”.

Os episódios:

Santa Carne – A história da carne: é o que fez nós sermos nós mesmos. Ela aumentou nosso cérebro e diminuiu nosso intestino. Ela fez de nós caçadores. Ela fez de nós assassinos. Ela formou nossas famílias. E os hambúrgueres nos permitiram sonhar. Desde então, não conseguimos comer o bastante dela. O apetite insaciável do homem pode ter criado seu caminho desde as criaturas pré-históricas, efetivamente modificando a cadeia alimentar e, por consequência, a paisagem. Ao que o homem continuou sua jornada pelos séculos, ele viveu momentos icônicos relacionados à cultura, tecnologia, inovação e pura inspiração, que mudaram e definiram seu relacionamento com a carne… para melhor e para pior. Desde assar carne de mamute em uma fogueira até procurar um filé à Chateaubriand em Wall Street, a história da carne é a história da humanidade.

NEAT12053

O Mundo dos Cereais – Os grãos, assim como a descoberta de como cultivá-los e cozinhá-los, levaram ao estabelecimento da agricultura, o que permitiu ao homem encerrar suas práticas de caça e de coleta de alimentos para se fixar em grupos familiares que formaram as primeiras civilizações. Hoje, a civilização considera os cereais algo certeiro e garantido e, nesta hora, vamos explicar por que esta pode ser uma visão de curto alcance. Pães, cervejas, massas, pizzas, noodles e arroz fazem o mundo girar diariamente, e todas as culturas têm algum tipo de variação destes temas culinários.

Viciados em Frutos do Mar – Frutos do mar ricos em ômega e com alta concentração de proteínas salvaram nossa espécie de sua primeira ameaça de extinção, guiaram os vikings, financiaram a revolução americana, deram esperança aos Aliados durante duas guerras mundiais, e cada vez mais alimentam nossos cérebros e músculos. Peixes de mercado como bacalhau e atum definiram eras inteiras da história, mas práticas insustentáveis estão nos obrigando a redefinir nossos objetivos comerciais no oceano. A demanda atual necessita de uma mudança radical em nossas atitudes com relação aos frutos do mar. Cada vez mais, procuramos formas de pescar, comer e preparar “o que o mar nos dá” ao invés de criar demandas sustentáveis para uma única espécie. Recentes técnicas 3D de cultivo de ostras, mexilhões e algas no oceano não apenas tornam a situação sustentável, mas também cura os oceanos.

Revolução Alimentar – Cristóvão Colombo. Julia Child. Clarence Birdseye. Estes são alguns dos revolucionários homens e mulheres que mudaram o que e como comemos, recriando não apenas a história da comida, mas a história humana. Alguns destes revolucionários da comida são conhecidos, outros nem tanto. Mas uma coisa eles têm em comum, e é o fato de que eles fundamentalmente moldaram a forma com que vivemos hoje.

Ataques de Açúcar – Ao longo da história, a humanidade tem tentado satisfazer nosso gosto por doces e pelo consumo de energia vital. Nessa jornada, o açúcar ajudou a construir impérios e até abasteceu a Revolução Industrial. Com refrigerantes açucarados e sobremesas processadas, o homem procura um ponto de felicidade na vida. Desde a primeira cana-de-açúcar refinada na Índia há milhares de anos, até nossas recentes fábricas de doces de alta tecnologia, nós criamos novos e melhores sistemas de entrega para o sabor sem o qual não conseguimos viver.

Prazer Alimentar – No século XX, o que comemos mudou tanto que nossos avós dificilmente reconheceriam tudo. Hoje, gastamos menos tempo do que nunca com comida. Como isso aconteceu e o que isso significa? Este programa explora o difícil relacionamento da conveniência com a qualidade dos alimentos modernos.

NEAT12053

NEAT12053

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 5 fevereiro, 2015 11:39


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!