Oi Futuro apresenta o espetáculo infantil “A Casa Bem Assombrada”

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 30 janeiro, 2015 12:05

O Oi Futuro apresenta a partir de 24 de janeiro a peça infantil “A Casa Bem Assombrada”, do autor e diretor Ivan Fernandes, do premiado espetáculo infantil Leonardo – O Pequeno Gênio Da Vinci. A peça, com o patrocínio da Oi e apoio cultural do Oi Futuro, leva ao palco uma história de terror para crianças, inspirada no clima de filmes como os do diretor Tim Burton (‘Os Fantasmas se Divertem’, ‘Frankenweenie’ e ‘Estranho mundo de Jack’).

A montagem conta a história de Juju (Maíra Kestenberg), que após a separação dos pais, se muda para uma velha casa, habitada por uma família de monstros – um pai vampiro Karloff (Vini Messias), com seu filho Zorg (Adriano Pelegrini) e um lobisomem de estimação, Ozzy (Marcelo Dias). Por acidente, ela acaba surpreendendo Zorg, o menino monstro, dentro de um dos cômodos. Mas ao invés de se assustar, os dois se tornam amigos, iniciando a discussão da peça: aceitar as diferenças. A relação desperta a ira dos moradores da cidade, que se unem para perseguir e separar a dupla.

“A infância também é um período de medo e ansiedade, e o terror funciona como os contos de fada, só que repletos de monstros e ameaças, aliviando a criança desses estados de espírito”– destaca Ivan, acrescentando que o texto aborda temas como bullying, preconceito, solidão e separação familiar, mas sem perder o humor e a leveza.  A mãe da menina (Isabel Guéron) representa a maioria dos pais modernos, com mais dúvidas do que respostas: uma mulher sozinha, que tem que se dividir entre o trabalho, as tarefas domésticas e a criação da filha pré-adolescente.

O cenário da casa assombrada, construído por Paulo Denizot, é uma das grandes atrações do espetáculo, com paredes que se movem e se transformam no telhado, deixando ver uma noite enluarada. Há um clima de suspense e terror, mas na dose certa para não assustar as crianças. O figurino de Palloma Morimoto propõe um visual colorido e poético para os monstros, que usam máscaras inspiradas na Commedia Dell’Arte, desenvolvidas e confeccionadas por Flávia Lopes e Marise Nogueira. A trilha sonora, criada originalmente para a peça pelo músico Pedro Cintra, funciona como um alívio cômico para as aventuras e o suspense da história.

Após conferir o espetáculo, a criançada poderá brincar com os personagens da peça através do jogo A Casa Bem Assombrada – O Voo do Vampiro, disponível para download gratuito no site www.casabemassombrada.com.br, compatível com as plataformas web, tablets e smartphones. Neste jogo, o monstro Zorg e o Lobisomem Ozzy estão longe de casa e Karloff, o vampiro pai, precisa trazê-los de volta.  Para isso, precisará voar até cada um. O dia está amanhecendo e ele só poderá voar embaixo das nuvens para se proteger do sol.  O jogador deverá ser ágil para tocar nas nuvens e não deixar o vampiro cair e reunir todos os personagens da peça “A Casa Bem Assombrada” para o início do espetáculo teatral. O jogo estreia junto com a montagem no dia 24 de janeiro.

SERVIÇO
A CASA BEM ASSOMBRADA
Temporada: de 24 de janeiro a 29 de março
Horário: Sábados e domingos, às 16h
Oi Futuro Ipanema
Endereço:
Rua Visconde de Pirajá, 54 – Ipanema
Preço: R$ 15 (inteira)*
Classificação etária: Livre
A meia entrada é vendida somente com a apresentação da carteirinha e/ou documentos de identificação no ato da compra

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.
Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 30 janeiro, 2015 12:05


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!