“Entre Fronteiras” visita sete países e desvenda novos aspectos da cultura africana em sua 3º temporada

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 25 novembro, 2014 13:41

Na nova temporada do programa “Entre Fronteiras”, que estreia no próximo dia 21 de novembro, às 19h30, no canal Futura, o jornalista Luís Nachbin volta a África em busca de novas histórias e apresenta um olhar original e sensível sobre o continente, tão presente na história e na memória coletiva do Brasil. Acompanhado apenas de sua câmera, Nachbin percorre as estradas de países como Nigéria, Etiópia, Tunísia, Senegal, Marrocos, Argélia e Congo e apresenta diferentes visões sobre política, religião e cultura, mostrando também as tradições e os hábitos de cada povo. “Entre Fronteiras – África II” é fruto de uma parceria entre o Canal Futura, a Turner Broadcasting e a Matrioska Filmes.

Canal Futura-Entre Fronteiras-PROMO-25NOVEMBRO2014

No primeiro episódio, “Noite e Dia na Tunísia”, o jornalista mostra como é a convivência entre seguidores do islamismo, dentro e fora das mesquitas, e os jovens tunisianos, que lotam bares e casas noturnas. O que eles pensam? Quais são suas expectativas com relação ao futuro do país? Quais são os maiores desafios e oportunidades, pós-Primavera Árabe? Em um giro pela capital Túnis, pelo balneário liberal Sousse e nos arredores da cidade sagrada Kairouan, Nachbin apresenta o contexto e os costumes locais, fugindo do tradicional, por meio de uma jornada que envolve andanças por cenários diferentes e depoimentos muitas vezes curiosos e emocionantes.

Já no segundo episódio, o jornalista investiga e apresenta a “cultura sapeur”, movimento que leva homens e mulheres a usarem roupas elegantes e fumar charuto, por exemplo, como se fosse um contraponto às difíceis condições de vida no Congo ou uma paródia à elegância dos colonos franceses. Para mostrar os hábitos e a linguagem dos seguidores da Sapologia, Nachbin conversou com membros da Sociedade dos Criadores de Ambiente e das Pessoas Elegantes – SAPE, em Brazzaville, capital da República do Congo, e chegou a vestir-se como eles, raspando o cabelo e misturando-se ao grupo para entendê-lo ainda melhor. A culinária da Etiópia, o cinema da Nigéria e a disputa pelo Saara Ocidental também estão entre os temas tratados nesta temporada do programa. A terceira temporada da série tem 20 episódios, de 25 minutos cada.

Sobre o “Entre Fronteiras”:

O “Entre Fronteiras” é uma série sobre lugares, mas é, acima de tudo, uma série sobre pessoas. Sob o comando do jornalista Luís Nachbin, já explorou as fronteiras do Brasil e da África, buscando histórias instigantes e personagens cativantes. Rica em diversidade político-cultural e social, a África foi novamente escolhida como palco desta nova jornada, sendo o cenário da terceira temporada da série.

3ª temporada Entre Fronteiras – Canal Futura

Sobre os sete primeiros episódios:

Episódio 1: “Noite e Dia na Tunísia”

Luís Nachbin acompanha dois universos que ditam a vida tunisiana. De dia, os muçulmanos seguem a tradicional rotina dos cultos religiosos. Depois do pôr-do-sol, as mesquitas dão lugar ao ritmo alucinado das casas noturnas. Em cidades como a capital Túnis, o balneário de Sousse e a sagrada Kairouan, Nachbin vê de perto como essas diferenças convivem no país.

Episódio 2: “A Luta Senegalesa”

Luís Nachbin viaja ao interior do Senegal para documentar um torneio de “laamb” – um tipo de luta na areia que é o esporte mais popular do país. No vilarejo de Boyard, o jornalista segue a performance do lutador Mamadou Ndour e mostra como poderes mágicos e musicais atuam em todos os combates.

Episódio 3: “Saara Ocupado”

O Saara Ocidental, hoje sob domínio do Marrocos, é a última colônia do continente africano. Luís Nachbin viaja disfarçado de turista, como se estivesse com uma namorada, à capital El Aaiún para conversar com grupos pró-independência. Sempre que os ativistas se manifestam fora de quatro paredes, sofrem com a violência das repressões.

Episódio 4: “Do Lado de Cá do Muro”

Há 200 mil refugiados do Saara Ocidental vivendo permanentemente no deserto da Argélia. Em meio a campos minados, Luís Nachbin segue os passos de um deles: Mohamed Zrug, representante da República Árabe Saaraui Democrática que trabalha pelo reconhecimento de seu país no Brasil.

Episódio 5: “À Moda Congolesa”

Nas ruas do Congo-Brazzaville, algumas pessoas vestem roupa de gala à plena luz do dia e, literalmente, param o trânsito para se exibir. São eles, os “sapeurs”. Para investigar as razões pessoais, políticas e religiosas dessa tribo urbana, Luís Nachbin acompanha a rotina de um grupo de “sapeurs” e faz de conta que é um deles.

Episodio 6: “A Poética Culinária de Yasser”

Luís Nachbin está na Etiópia para conhecer o cozinheiro Yasser Bagersh. Num país ainda marcado pela imagem da fome, Yasser conduz um projeto que oferece alimentação para crianças pobres e também se aventura pela alta gastronomia etíope. No episódio, o chef promove também um concurso para eleger o melhor bolo de chocolate do pedaço.

Episódio 7: “Bodabodas”

Em Uganda, é impressionante a quantidade de “bodabodas”, os mototáxis de lá. Em meio ao trânsito caótico da capital Kampala, Luís Nachbin conta histórias daqueles que sobrevivem levando as pessoas de um lugar para o outro – como Naume, a primeira mulher a se tornar condutora de bodaboda no país.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 25 novembro, 2014 13:41


Escreva um comentário

1 Comentário

  1. Inês Morato julho 25, 00:39

    Adoro esse programa!!

    Responder a esse comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Aprendiz de Espiã

Facebook