Ballet Coppélia se apresenta no Theatro Muncipal do Rio de Janeiro

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 9 outubro, 2014 11:04

Ballet Coppélia se apresenta no Theatro Muncipal do Rio de Janeiro

A perfeita combinação de magia, humor, mistério e romance, com refinada coreografia clássica e a inédita inclusão de danças folclóricas tornaram Coppélia um sucesso imediato, desde sua estreia, em 1870, na Ópera de Paris. Quase um século e meio depois, a obra continua sendo um dos ballets mais populares do mundo e presença obrigatória no repertório das grandes companhias clássicas. De 9 a 19 de outubro, a Fundação Teatro Municipal, vinculada à Secretaria de Estado de Cultura (SEC), apresenta nova temporada, com direção de Dalal Achcar. Nos papéis principais se revezam as primeiras bailarinas do Ballet do Theatro MunicipalClaudia Mota, Márcia Jaqueline e os primeiros solistas Renata Tubarãoe Cícero Gomes, Filipe Moreira e Moacir Emanoel – sob a direção de Sergio Lobato. A bela a música de Léo Delibes será executada pela Orquestra Sinfônica do TM, com regência do Maestro Tobias Volkmann.

“É uma satisfação apresentar Coppélia nessa bela montagem com cenários e figurinos de José Varona. A história contagiante fica ainda mais especial com a direção de Dalal Achcar, na execução da coreografia de Enrique Martinez. É, com certeza, um espetáculo para toda a família”, comenta Carla Camurati, presidente da Fundação Teatro Municipal.

A coreógrafa Dalal Achcar, diretora desta montagem, ressalta a importância da obra para o Theatro Municipal: “Coppélia é um marco para todos nós. Foi o espetáculo que lançou a bailarina Ana Botafogo e um dos mais belos do repertório”.

Baseado no conto Der Sandmann (O Homem da Areia) de Ernst Hoffmann, de 1815, o ballet Coppéliafoi coreografado originalmente por Arthur Saint-León, que também assinou o libreto com Charles Nuitter. Foi o primeiro grande ballet clássico a incluir danças folclóricas como mazurcas, polcas e czardas, escolhidas pelo compositor Delibes, autor da partitura, para dar mais realismo à obra. No Theatro Municipal do Rio, foi apresentado inicialmente em 1918, pela Cia. de Anna Pavlova. Desde 1981, quando Ana Botafogo fez sua estreia com grande sucesso no BTM, o Theatro Municipal apresenta a versão do coreógrafo cubano Enrique Martinez, criada originalmente para o American Ballet Theatre e que se tornou uma unanimidade, adotada pelas maiores companhias do mundo.

Sergio Lobato, diretor do Ballet do TMRJ, destaca: “Coppélia, de Enrique Martinez, nos conduz através da alegria de suas danças e do humor moderado de seus personagens a duas lindas histórias de amor e fidelidade – o amor do pai por sua filha e o amor entre dois jovens apaixonados”.

A música de Coppélia é um excelente exemplo de uma exitosa composição para ballet, como explica o Maestro Tobias Volkmann. “Com danças típicas do Leste Europeu e valsas de muita elegância, Léo Delibes oferece ao Corpo de Baile uma música excepcionalmente adequada ao virtuosismo coreográfico. Ao mesmo tempo, o compositor alcança grande teatralidade no segundo ato através de música dramática consistente e, por muitas vezes, bem-humorada, com especial atenção à representação da boneca e do Dr. Coppelius. Trata-se de um balé completo, que deve agradar a todos!”

O projeto Falando de Ballet terá mais uma edição nesta temporada. Serão palestras gratuitas com uma hora de duração sobre o espetáculo a ser apresentado, com início uma hora e meia antes do começo da sessão, no Salão Assyrio. O palestrante será Paulo Melgaço, professor da Escola Estadual de Dança, Artes e Técnicas do Theatro Municipal Maria Olenewa, que falará sobre as coreografias e detalhes desta montagem.

SERVIÇO
Coppélia
Datas: 9, 10, 11, 15, 16, 17 e 18/10, às 20h, e 12 e 19/10, às 17h
Local: TMRJ
Endereço: Praça Floriano, S/N – Centro
Classificação etária: Livre
Duração: 2h30 (com dois intervalos)

Ingressos

  • Frisas e camarotes – R$ 504,00
  • Plateia e balcão nobre – R$ 84,00
  • Balcão superior – R$ 60,00
  • Galeria – R$ 25,00

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 9 outubro, 2014 11:04


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Aprendiz de Espiã

Facebook