Garotas Suecas faz três shows gratuitos em São Paulo

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 11 setembro, 2014 14:07

Garotas Suecas faz três shows gratuitos em São Paulo

Recém-lançado em vinil, o elogiado álbum Feras Míticas, do Garotas Suecas, é o foco de três apresentações que o agora quarteto de São Paulo realiza na cidade em setembro.

Dia 11/9 (quinta), às 22h, a banda passa pelo bar temporário Jack Daniel’s Saloon, na Vila Madalena. Na semana seguinte, em 14/9, às 17h30, o grupo é atração da festa C.R.I.A., na Casa das Caldeiras, também na zona oeste da capital. No último domingo do mês, 28/9, às 17h, os paulistanos chegam a São Bernardo do Campo, onde tocam no Parque Municipal Engenheiro Salvador Arena.

Em todos os shows, eles têm a companhia do percussionista Matheus Prado, do grupo Projeto Coisa Fina.

Considerado um dos melhores discos de 2013 por publicações como Folha de S. Paulo e Revista Rolling Stone, o LP duplo tem edição do selo espanhol Vampi Soul.

Com influências de funk e soul dos anos 60 e 70, pop psicodélico e música popular brasileira, Feras Míticas tem produção do britânico Nick Graham-Smith e recebe os convidadosPaulo Miklos, Lurdez da Luz e Kid Congo Powers, fundador do The Cramps e The Gun Club.

O trabalho reflete sobre a vida em cidades como São Paulo e Nova York, e sugere a criação de novas comunidades, a exemplo de canções como “New Country”, “Bucolismo” (estrelada pelo baterista Nico Paoliello), “Roots Are For Trees”, “Manchetes da Solidão” e “St. Mark’s Theme”.

“Charles Chacal”, cantada pelo guitarrista Tomaz Paoliello, vem do baú do Titãs. Censurada pela ditadura nos anos 80 e nunca gravada oficialmente, a composição de Sérgio Britto ganhou novo arranjo. Em “A Nuvem”, “Pode Acontecer” e “O Primeiro Dia” os vocais são da tecladista Irina Bertolucci.

Com a saída do vocalista Guilherme Saldanha, o Garotas Suecas reforça ao vivo a divisão de vozes principais aplicada em estúdio – o baixista Fernando Freire Machado também assume o microfone.

Sal, como é chamado pelos amigos, participou da criação da banda, em 2005, e gravou o mundialmente elogiado Escaldante Banda (2010), além de Feras Míticas e os EPs de estreia do grupo, como Dinossauros (2009) – responsável pela primeira excursão nos Estados Unidos. O músico deixou o posto para se dedicar a trabalhos fora dos palcos.

Escaldante sucesso
Formado na capital paulista, o Garotas Suecas condensou suas influências nos EPs Hey, Hey, Hey, São os Garotas Suecas (2006) e Difícil de Domar (2008), e no mencionadoDinossauros, que garantiu indicação ao prêmio “Revelação” no Video Music Brasil (VMB) da MTV, em 2009.

Desde o início da carreira, o grupo investiu na criatividade dos clipes. “Difícil de Domar” rendeu prêmio de “Aposta” na edição de 2008 do VMB. Os vídeos de “Bugalu” e “Codinome Dinamite” (filmado no bairro de Chinatown, em Nova York) somaram-se à bem-sucedida empreitada audiovisual, que teve seu auge no divertido “Banho de Bucha”, primeiro vídeo extraído de Escaldante Banda – com direção de Arthur Warren e participação do dançarino Jacaré (ex-É o Tchan), projetou o então quinteto para um público mais amplo.

Lançado nos EUA em 2010 pelo selo American Dust, o disco trouxe um ar tropicalista às experiências sonoras já realizadas anteriormente, e proporcionou uma grande turnê que passou por dezenas de cidades no país.

No Brasil, Escaldante Banda teve lançamento independente e forte repercussão: foi eleito um dos 10 melhores álbuns de 2010 pela Revista Rolling Stone e indicado ao 7º Prêmio Bravo! Prime de Cultura na categoria Melhor CD Popular, além de integrar enquetes de grandes jornais. Na turnê nacional, o Garotas Suecas frequentou eventos de música como Planeta Terra e Cultura Inglesa Festival.

Em 2012, o grupo circulou em festivais de verão na Europa e extraiu mais dois clipes do álbum: “Não Se Perca Por Aí”, drama romântico protagonizado por bonecos, novamente dirigido por Warren e indicado a “Clipe do Ano” no VMB; e “Alma”, peça experimental assinada pelo diretor Pedro Knoll – no mesmo ano, a canção teve novo registro em estúdio, desta vez num encontro com Elza Soares no projeto Meet the Legends, parceria da marca Ray-Ban com a revista VICE.

Como forma de antecipar Feras Míticas, em junho de 2013 a banda lançou um compacto de sete polegadas com versão alternativa para “Eu Vou Sorrir Pra Quem É Gente Boa” (intitulada “Eu Avisei Você”) no lado A e “New Country” no lado B. O álbum completo chegou às lojas em setembro seguido por show no Auditório Ibirapuera.

SERVIÇO
Garotas Suecas no Jack Daniel’s Saloon
Data: Quinta, 11 de setembro, às 22h
Endereço: Rua Girassol, 115, Vila Madalena, São Paulo-SP
Entrada gratuita
Censura: 18 anos
Capacidade: 400 lugares

Garotas Suecas na Casa das Caldeiras
C.R.I.A
Data: Domingo, 14 de setembro, às 17h30
Endereço: Avenida Francisco Matarazzo, 2000, Água Branca, São Paulo-SP
Entrada gratuita
Censura: 18 anos
Capacidade: 500 lugares
Informações: (11) 3873-6696

Garotas Suecas no Parque Municipal Engenheiro Salvador Arena
Data: Domingo, 28 de setembro, às 17h
Endereço: Av. Caminho do Mar, s/nº, Vila Franca, São Bernardo do Campo-SP
Entrada gratuita
Censura livre
Capacidade: 1500 lugares
Informações: (11) 4348-1000

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 11 setembro, 2014 14:07


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Angry Birds 2

Facebook

O Clube dos Canibais
Meu Nome é Daniel