Instituto Moreira Salles (IMS) participará da SP-Arte/Foto/2014

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 16 agosto, 2014 16:09

Instituto Moreira Salles (IMS) participará da SP-Arte/Foto/2014

Entre os dias 21 e 24 de agosto, o Instituto Moreira Salles (IMS) participará da SP-Arte/Foto/2014, uma das mais importantes feiras de fotografia da América Latina. Os destaques do estande do IMS deste ano são as fotógrafas Alice Brill, Hildegard Rosenthal e Madalena Schwartz, nomes de referência da fotografia brasileira do pós-guerra. Além de fotografias dessas artistas, estarão em exposição conjuntos de Séries Numeradas de outros fotógrafos do acervo do instituto, entre eles: Maureen Bisilliat, Chico Albuquerque, Thomaz Farkas, Hans Gunter Flieg, Marcel Gautherot, José Medeiros, Haruo Ohara e Otto Stupakoff.

Alice Brill (Colônia, 1920 – Itu, 2013)

Nasceu em Colônia e, aos 14 anos, mudou-se para o Brasil, em fuga do nazismo. Em 1940, frequentou o Grupo Santa Helena, associação informal de pintores paulistas. Ganhou uma bolsa de estudos em 1946 e, com ela, deu continuidade à sua formação na New Mexico University (Albuquerque) e na Art Student’s League (Nova York). De volta ao Brasil, trabalhou na revista Habitat, documentando arquitetura e artes plásticas. Participou da 1ª Bienal de São Paulo (1951), realizou dezenas de exposições de artes plásticas e fotografias no Brasil e no exterior e dedicou-se à crítica de arte, tendo artigos publicados no jornal O Estado de S. Paulo e reunidos no livro Da arte e da linguagem (Perspectiva, 1988). Em 2005, o Instituto Moreira Salles organizou a retrospectiva O mundo de Alice Brill. Desde o ano 2000, sua coleção de 14 mil negativos está sob a guarda do IMS.

Hildegard Rosenthal (Zurique, 1913 – São Paulo, 1990)

Nasceu em Zurique, mas foi registrada em Frankfurt, onde viveu até a idade adulta. Graduada em pedagogia, começou a atuar como fotógrafa em 1929, ao vencer um concurso promovido pelo jornal Neue Freie (atual Die Press). Em 1937, fugindo da 2ª Guerra Mundial, migrou para o Brasil, onde foi contratada pela agência de notícias Press Information. Sua primeira exposição individual foi em 1974, no MAC-USP. No ano seguinte, sua exposição Memória paulistana inaugurou o MIS-SP. Em 1977, a artista ganhou o prêmio de melhor fotógrafa na 14ª Bienal de São Paulo. Foi uma das pioneiras do fotojornalismo brasileiro. Deixou um acervo com cerca de 3.400 negativos, adquirido pelo IMS em 1996, com destaque para cenas urbanas de São Paulo nos anos 1930 e 1940.

Madalena Schwartz (Budapeste, 1921 – São Paulo, 1993)

Nasceu na Hungria, mas em 1934 emigrou para a Argentina, onde viveu até 1960, mudando-se para a cidade de São Paulo nesse mesmo ano. Em 1966, iniciou seus estudos de fotografia no Foto Cine Clube Bandeirante. Especializou-se em retratos de personalidades, produzindo também dois importantes ensaios sobre travestis/transformistas e sobre o povo brasileiro do Norte e do Nordeste. Fotografou vistas de São Paulo e peças teatrais. Em 1974, o Masp abrigou a primeira exposição individual da artista. Entre 1979 e 1991, trabalhou para a Rede Globo e colaborou assiduamente com a Editora Abril. Em 1983, recebeu o prêmio de fotografia da APCA. Deixou uma coleção de 16 mil negativos em preto e branco e 450 cromos, que foi adquirida pelo IMS em 1998.

SERVIÇO
SP-Arte/Foto/2014
Data: 21 a 24 de agosto
Horário: Quinta a sábado, das 14h às 21h, e domingo das 14h às 20h.
Espaço de Eventos Shopping JK Iguatemi | 3º piso
Endereço: Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 2041 – Vila Olímpia
Entrada gratuita
Estacionamento pago no local

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 16 agosto, 2014 16:09


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Angry Birds 2

Facebook

O Clube dos Canibais
Meu Nome é Daniel