Ludov lança álbum Miragem e clipe de “Cidade Natal”

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 26 maio, 2014 10:03

Ludov lança álbum Miragem e clipe de “Cidade Natal”

No dia 22 de maio, a banda Ludov lançou o seu 4º álbum, “Miragem”. O lançamento é digital, pelo iTunes, mas, por meio de uma campanha de financiamento coletivo no Catarse, a banda conseguiu financiar a prensagem dos vinis, previstos para serem lançados na primeira quinzena de junho. Além do disco, a banda lança hoje também o clipe de “Cidade Natal”, uma das 10 faixas do álbum.

No início de 2013 a banda se reuniu para pensar o que seria o seu novo álbum após 10 anos desde sua formação. E a premissa básica era que eles queriam dar cara nova na forma como haviam criado e produzido música até então. Para tal, além da experiência que naturalmente o tempo trouxe para cada um dos seus integrantes, permitindo-os experimentar novos formatos de composição, a banda convidou o produtor Arthur Joly, do estúdio Reco-Head, para produzir o disco.

Junto com Arthur vieram suas experimentações com os reco-synths, sintetizadores analógicos construídos por ele mesmo e muito usados no álbum. “É claro que a gente estava de olho nesses instrumentos incríveis, e contamos com eles pra iniciar o processo de criação do Miragem. Começamos a nos reunir duas, três vezes por semana no estúdio pra aprender a controlar os synths e começar a compor, juntar ideias e jogar conversa fora”, conta Habacuque (guitarra).

O processo de criação das canções também trouxe ar fresco para o trabalho, a partir de experimentos novos sobre como escrever essas músicas, algumas em formato condensado como em “Quem Cuida da Casa”, que possui apenas três versos (“Quem vai cuidar da casa / quando eu não estiver aqui / quando eu estiver fora de mim”), ou em uma ideia mais complexa, como em “De Cima do Muro”, onde cada um dos compositores sugeriu um verso sem estar consciente do contexto inteiro da canção.

As letras de Miragem trazem dúzias de imagens bastante reais que se encontram com situações fantásticas, criando o espaço possível para o ouvinte encaixar a sua própria história. É o caso por exemplo de Congelar (“atravessando o viaduto eu vi/ eu vi o vento congelar”) e dos versos iniciais de Cidade Natal (“voltarei mais velho e só / com uma câmera na mão / como um estrangeiro a visitar / minha infância”).

O nome Miragem veio da sensação que a banda sentia no estúdio ao visualizar as músicas do disco antes mesmo delas começarem a ser compostas. “Era como se fosse possível ver, ali na meia-luz do estúdio, entre cabos e centenas de botões, as músicas que estavam aguardando serem descobertas. Como se a gente já ouvisse desde muito tempo antes essas canções nos rondando, esperando a hora certa de se tornarem realidade”, diz Habacuque.

Entre as participações especiais, Hurso Ambrifi gravou baixos e compôs as músicas com a banda; Piero Damiani tocou piano, montou arranjos de vozes e compôs a faixa “Sétima Arte” junto com a banda. Quem assina a fotografia é Sharon Eve Smith, o projeto gráfico o Eduardo Filomeno, ex-integrante do Ludov, e a arte da capa ficou por conta do premiado quadrinista Gabriel Bá. Miragem foi produzido foi produzido por Arthur Joly, mixado e masterizado na Reco-Head.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 26 maio, 2014 10:03


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!