Cinemateca Brasileira exibe mostra “Heróis e anti-heróis” com seleção de clássicos

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 21 maio, 2014 12:30

Cinemateca Brasileira exibe mostra “Heróis e anti-heróis” com seleção de clássicos

A Cinemateca Brasileira, localiza em São Paulo, apresenta a mostra Heróis e Anti-heróis, entre 23 de maio a 08 de junho aonde traz uma seleção de clássicos.

Na programação da mostra estão A como O Bandido da Luz Vermelha, uma das obras-primas de Rogério Sganzerla, conduzido por um protagonista irônico e trágico; Os guarda-chuvas do amor, de Jacques Demy, e sua heroína romântica interpretada por Catherine Deneuve; Broadway Danny Rose, de Woody Allen e seu atrapalhado agente teatral perseguido pela máfia; e o detetive de Antonio Fagundes em A dama do cine Shangai. Corpo fechado, de M. Night Shyamalan, tem um herói trágico: único sobrevivente de um acidente de trem, é um homem à procura de respostas.

CINEMATECA BRASILEIRA-HERÓIS E ANTI-HERÓIS-PROMO-21MAIO2014 CINEMATECA BRASILEIRA-HERÓIS E ANTI-HERÓIS-PROMO-21MAIO2014-01

Em Antes da revolução, de Bertolucci, o jovem Fabrizzio também está buscando respostas em meio às mudanças políticas na Itália dos anos 1960. A mostra também traz anti-heróis pouco conhecidos, como o Lula de Meteorango Kid – o herói intergalático, de André Luiz Oliveira, Finis Hominis, o louco e profético personagem interpretado por José Mojica Marins no perturbador Quando os deuses adormecem, e famosos, como Macunaíma, o herói sem nenhum caráter de Mário de Andrade brilhantemente interpretado por Grande Otelo e Paulo José no filme de Joaquim Pedro de Andrade.

Todos os filmes serão exibidos em cópias 35mm pertencentes ao acervo da Cinemateca Brasileira.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA DA
mostra Heróis e Anti-heróis

SEXTA 23/05

SALA BNDES
18h00 LONGE DO PARAÍSO
20h00 ANTES DA REVOLUÇÃO

SALA PETROBRAS
19h00 BROADWAY DANNY ROSE

SÁBADO 24/05

SALA BNDES
17h00 2046
19h30 TABU

SALA PETROBRAS
18h00 GLADIADOR

DOMINGO 25/05

SALA BNDES
17h00 OS GUARDA-CHUVAS DO AMOR
19h00 CORPO FECHADO

QUINTA 29/05

SALA BNDES
18h00 KIKA
20h00 QUANDO OS DEUSES ADORMECEM

SEXTA 30/05

SALA BNDES
18h00 A DAMA DO CINE SHANGAI
20h00 O BANDIDO DA LUZ VERMELHA

SÁBADO 31/05

SALA BNDES
18h00 BROADWAY DANNY ROSE
20h00 MACUNAÍMA

DOMINGO 01/06

SALA BNDES
17h00 LONGE DO PARAÍSO
19h00 2046

SALA PETROBRAS
18h00 METEORANGO KID – O HERÓI INTERGALÁTICO

QUINTA 05/06

SALA PETROBRAS
18h00 CORPO FECHADO
20h00 MACUNAÍMA

SEXTA 06/06

SALA PETROBRAS
18h00 KIKA
20h00 TABU

SÁBADO 07/06

SALA PETROBRAS
18h00 ANTES DA REVOLUÇÃO
20h00 A DAMA DO CINE SHANGAI

DOMINGO 08/06

SALA PETROBRAS
17h00 O BANDIDO DA LUZ VERMELHA
19h00 GLADIADOR

2046, de Wong Kar-Wai
Hong Kong, China, França, Itália, Alemanha, 2004, 35mm, cor, 129′ | Legendas em português
Tony Leung, Gong Li, Takuya Kimura, Maggie Cheung, Zhang Ziyi
Escritor retorna a Hong Kong para escrever um romance. Ele se hospeda em um hotel barato em Wanchai, assumindo a personalidade de conquistador e inicia uma série de relações amorosas com quatro diferentes mulheres que se hospedam no quarto 2046. Fotografia de Christopher Doyle e Pung-Leung Kwan. É o último filme de uma trilogia de Kar-Wai formada por Dias selvagens e Amor à flor da pele.

Classificação indicativa: 14 anos

Antes da revolução (Prima della rivoluzione), de Bernardo Bertolucci
Itália, 1964, 35mm, pb, 112′ | Legendas em português
Adriana Asti, Francesco Barilli, Allen Midgette, Morando Morandinni, Gianni Amico.
Fabrizio, um jovem de 22 anos, passa por uma fase de indecisão política e afetiva. Apesar de renegar a burguesia, não se sente à vontade no movimento revolucionário, pois se considera à frente das ideologias da esquerda. Ao mesmo tempo, vive um amor conturbado com sua tia. Antes da Revolução é um filme emblemático sobre a juventude dos anos 60 e um dos mais importantes da obra de Bernardo Bertolucci.
Classificação indicativa: 14 anos

O Bandido da Luz Vermelha, de Rogério Sganzerla
São Paulo, 1968, 35mm, pb, 92’
Paulo Villaça, Helena Ignez, José Marinho, Luiz Linhares, Sérgio Hingst.
Marginal paulista coloca a população em polvorosa e desafia a polícia ao cometer seus crimes desconcertantes. Numa de suas incursões, conhece a provocante Janete Jane,
famosa em toda a Boca do Lixo, por quem se apaixona. Clássico do cinema moderno brasileiro que toma como ponto de partida um caso policial de grande repercussão à
época. Quatro décadas depois, Helena Ignez dirigiu uma seqüência do filme, Luz nas trevas, à partir de um roteiro original de Rogério Sganzerla.
Classificação indicativa: 16 anos

Broadway Danny Rose, de Woody Allen
EUA, 1984, 35mm, pb, 84′ | Legendas em português – Woody Allen, Mia Farrow, Nick Apollo Forte
Agente fracassado de um cantor, amante da namorada de um ciumento gangster, é perseguido pela máfia. Fotografia de Gordon Willis, frequente colaborador de Woody Allen. Indicado aos Oscars de direção e roteiro original e ao Globo de Ouro de melhor atriz de comédia para Mia Farrow. Livre

Corpo fechado (Unbreakable), de M. Night Shyamalan
EUA, 2000, 35mm, cor, 106′ | Legendas em português
Bruce Willis, Samuel L. Jackson, Robin Wright
Um espantoso desastre de trem choca os Estados Unidos. O único sobrevivente deste acidente sai completamente ileso, para espanto dos médicos e de si mesmo. Buscando explicações sobre o ocorrido, ele encontra um homem que sofre de uma doença que faz com que seus ossos quebrem como vidro. Obra-prima do moderno cinema norteamericano. Música de James Newton Howard, habitual parceiro de Shyamalan.
Classificação indicativa: 12 anos

A Dama do Cine Shanghai, de Guilherme de Almeida Prado
São Paulo, 1988, 35mm, cor, 114’
Maitê Proença, Antônio Fagundes, Paulo Villaça, José Mayer
Numa noite de verão, um corretor de imóveis e ex-boxeador entra num cinema do centro para ver um filme policial. Na sala escura conhece uma bela e misteriosa mulher. A partir desse encontro, se envolve numa labiríntica aventura de suspense, paixão e assassinato. Guilherme de Almeida Prado presta uma homenagem ao cinema noir norte-americano. Fotografia de Cláudio Portioli e José Roberto Eliezer.
Classificação indicativa: 16 anos

Gladiador (Gladiator), de Ridley Scott
EUA, 2000, 35mm, cor, 155′ | Legendas em português
Russell Crowe, Joaquin Phoenix, Connie Nielsen, Oliver Reed, Richard Harris
Nos dias finais do reinado de Marcus Aurelius, o imperador desperta a ira de seu filho Commodus ao tornar pública sua predileção em deixar o trono para Maximus, o comandante do exército romano. Sedento pelo poder, Commodus mata seu pai, assume a coroa e ordena a morte de Maximus. Versão de A queda do Império Romano, dirigido por Anthony Mann em 1964.
Classificação indicativa: 14 anos

Os Guarda-chuvas do amor (Les Parapluies de Cherbourg), de Jacques Demy
França, 1963, 35mm, cor, 91’ | Legendas em português Catherine Deneuve, Nino Castelnuovo, Anne Vernon, Marc Michel
Jovem vive como mecânico numa oficina de carros namora uma adolescente que trabalha com a mãe numa loja de guarda-chuvas. Convocado pelo exército, ele parte para a Guerra da Argélia e a adolescente descobre que está grávida. Filme inteiramente cantado de Jacques Demy, com brilhante trilha sonora de Michel Legrand. Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1964.
Classificação indicativa: 14 anos

Kika, de Pedro Almodóvar Espanha/França, 1993, 35mm, cor, 114’ | Legendas em português
Verónica Forqué, Peter Coyote, Victoria Abril, Alex Casanovas, Rossy de Palma
Kika é uma maquiadora otimista que vive com um fotógrafo, Ramón, seu oposto: muito fechado e obcecado pela morte da mãe. Kika tem uma amiga, Amparo, e uma inimiga, Andrea Caracortada, apresentadora do programa de TV O pior do dia. Com figurinos de Jean-Paul Gaultier, o filme é uma comédia ácida e colorida, que encerra uma fase da obra de Almodóvar. O cineasta retornou às comédias com o recente Os amantes passageiros.
Classificação indicativa: 14 anos

Longe do paraíso (Far from heaven), de Todd Haynes – EUA, 2002, 35mm, cor, 107 min | Legendas em português Julianne Moore, Dennis Quaid, Dennis Haysbert
Dona de casa leva uma vida aparentemente perfeita, com filhos, um dedicado marido, e a possibilidade de ascensão social. Mas um dia tudo cai por terra quando vê o marido beijando outro homem. Ela faz amizade com um jardineiro negro, mas a aproximação dos dois causa desconfiança junto a vizinhança. Releitura de Tudo que o céu permite e Imitação da vida, de Douglas Sirk, e O medo devora a alma, de Rainer Werner Fassbinder.
Classificação indicativa: 16 anos

Macunaíma, de Joaquim Pedro de Andrade – Rio de Janeiro, 1969, 35mm, cor, 108’
Paulo José, Grande Otelo, Dina Sfat, Milton Gonçalves, Jardel Filho, Joana Fomm, Zezé Macedo
Reinterpretação do famoso romance de Mário de Andrade sobre o “herói sem nenhum caráter”. Nascido no fundo da mata virgem como um menino negro, ele torna-se branco e deixa o sertão pela cidade grande na companhia de seus dois irmãos. Ali, apaixona-se por uma guerrilheira e entra em confronto com o milionário Venceslau Pietro Pietra, enquanto busca de reconquistar uma pedra mágica.
Classificação indicativa: 12 anos

Meteorango Kid – o herói intergalático, de André Luiz Oliveira
Salvador, 1969, 35mm, pb, 85’
Antonio Luiz Martins, Sonia Martins, José Wagner, Carlos BastosCom humor e escatologia, o filme apresenta o cotidiano de um revoltado universitário em busca de aventuras. Ilustre exemplar do cinema marginal/cinema de invenção brasileiro. Primeiro longa de André Luiz Oliveira, muito influente na geração seguinte do cinema baiano.
Classificação indicativa: 18 anos

Quando os deuses adormecem, de José Mojica Marins – São Paulo, 1972, 35 mm, cor, 82 ‘
Segundo filme com o personagem Finis Hominis, misto de profeta e louco, que volta ao manicômio de onde fugiu no filme anterior. Mas os deuses que regem o universo adormecem e o Mal instala-se na Terra, fazendo com que imagens e sons do mundo desordenado voltem a povoar a mente de Finis. Ele sai às ruas novamente para pregar a razão e visita uma favela, um terreiro de umbanda, um casamento de ciganos e sai em peregrinação, sempre convidando os homens a refletir sobre seus atos. Um dos mais inventivos filmes de Mojica.
Classificação indicativa: 18 anos

Tabu (Gohatto), de Nagisa Oshima – Japão, 2000, 35mm, cor, 118′ | Legendas em português
Takeshi Kitano, Ryuhei Matsuda, Shinji Takeda, Tadanobu Asano
Jovem de dezoito anos torna-se membro de uma tropa de samurais especialmente selecionados pelo Shogun, e desperta um misto de fascínio e atração sexual entre os demais guerreiros de sua tropa. Último filme do mestre do cinema japonês Nagisa Oshima.
Classificação indicativa: 14 anos

SERVIÇO
Evento: Cinemateca Brasileira exibe mostra “Heróis e anti-heróis” com seleção de clássicos
Data: De 23 de Maio até 08 de junho de 2014
Local: CINEMATECA BRASILEIRA
Endereço: Largo Senador Raul Cardoso, 207
Classificação etária: consultar programação
Ingressos: entrada gratuita.
Informações para o público: (11) 3512-6111 (ramal 215)
*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.
Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 21 maio, 2014 12:30


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!