Musa do Festival Varilux 2014, a atriz Isabelle Huppert vem ao Brasil

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 3 abril, 2014 11:30

Musa do Festival Varilux 2014, a atriz Isabelle Huppert vem ao Brasil

Considerada uma das mais importantes atrizes da França, Isabelle Huppert é mais um nome confirmado para a edição 2014 do Festival Varilux de Cinema Francês, realizado entre 9 e 16 de abril em 45 cidades brasileiras. Eleita a musa desta edição e escolhida para estampar a identidade visual do evento, Isabelle visita o Rio, dia 14, São Paulo, dia 15, e Brasília, dia 16, para divulgar dois filmes que integram a programação: “Um Amor em Paris”, de Marc Fitoussi, e “Uma Relação Delicada”, de Catherine Breillat.

66ème Festival de Venise (Mostra)

Ao lado de Huppert, os diretores Jalil Lespert, (Yves Saint Laurent) e Jean-Pierre Jeunet (Uma Viagem Extraordinária), a atriz e diretora Nicole Garcia (“Um belo domingo”), o cineasta Philippe Claudel (Antes do Inverno) e os diretores Jean-Marie Larrieu (“O Amor é um Crime Perfeito”), Marc Fitoussi (“Um Amor em Paris”) e Laurent Tuel (“A Grande Volta”) completam a delegação.

Na programação já confirmada, estão os longas “Eu, Mamãe e os Meninos”, de Guillaume Gallienne, verdadeiro “fenômeno” de 2013 na França e na recente cerimônia do “Cesar” (o “Oscar” francês) no qual conquistou cinco prêmios, entre eles melhor filme e melhor ator; “Yves Saint Laurent”, de Jalil Lespert, biopic do mais famoso estilista francês; “Uma Viagem Extraordinária”, do diretor de “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”, Jean-Pierre Jeunet; a comédia “Uma Juíza sem Juízo”, de Albert Dupontel (Cesar da melhor Atriz para Sandrine Kiberlain), com mais de dois milhões de espectadores na França; e “O Passado”, do diretor iraniano Asghar Farhadi (ganhador do Oscar de melhor filme estrangeiro em 2012 com “A Separação”).

Sobre Isabelle Huppert

Ícone da cinematografia francesa, Isabelle Huppert foi vencedora do Prix d’Interprétation Féminine no Festival de Cannes com os filmes “Violette”, de Claude Chabrol (1978) e “A Professora de Piano”, de Maichael Haneke (2001). Também ganhou o prêmio 1996 da Melhor Atriz no filme “Mulheres Diabólicas”, de Claude Chabrol. Sua estreia nos cinemas aconteceu em “Uma Lágrima… Um Amor..” na década de 70. Em 1976, Isabelle interpreta Pomme em “Um Amor tão Frágil”, de Goretta, obra que a revela ao grande público. De lá pra cá, acumula sucessos da França e no mundo, como os filmes “Um Assunto de Mulheres”, “Madame Bovary”, “A Teia de Chocolate”, “A Comédia do Poder” e “Amor”. Em 2009, volta a Cannes, desta vez para presidir o júri do festival.

Sobre o festival

De 9 a 16 de abril, o Festival Varilux de Cinema Francês exibe o melhor da cinematografia francesa recente, uma seleção de 16 filmes, com os mais variados gêneros e os mais destacados diretores e atores do momento. A edição 2014 chega a 45 cidades (70 cinemas) com estimativa de 100 mil espectadores.

Com produção da Bonfilm, o evento reúne também outras atividades paralelas, como a 3ª edição da Oficina Franco-Brasileira de Roteiros, Masterclasses com o diretor Jean-Pierre Jeunet na FAAP (São Paulo) e na UFRJ (Rio de Janeiro), uma mostra em sua homenagem no M.I.S. em São Paulo e no Instituto Moreira Salles no Rio, e um projeto educativo em mais de 15 cidades, que exibirá gratuitamente para as escolas parte da programação do festival. E, pela primeira vez, o Festival Varilux contará com um grande clássico francês: “Os incompreendidos”, de François Truffaut, projetado em versão digital restaurada, no âmbito da comemoração dos 30 anos da morte do diretor.

Sobre a Essilor/Varilux

A multinacional francesa Essilor/Varilux, que está presente desde a primeira edição do Festival Varilux de Cinema Francês há 11 anos, sabe o quanto incentivar a cultura é importante para a sociedade. Acreditando nisso, a empresa investe em diversas ações culturais, como por exemplo no Panorama de Cinema Francês, o My French Film Festival, que exibe longas e curtas-metragens franceses online e gratuitamente, e o Ópera na Tela, que exibiu filmes de ópera a preços populares. Em 2012, a Essilor patrocinou e apoiou a Conferência de Abertura da Festa Literária de Paraty (Flip), que homenageava o poeta Carlos Drummond de Andrade.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 3 abril, 2014 11:30


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Aprendiz de Espiã

Facebook