Coral Lírico de Minas Gerais interpreta um variado repertório que reúne obras sacras de famosos compositores

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 17 março, 2014 10:03

Coral Lírico de Minas Gerais interpreta um variado repertório que reúne obras sacras de famosos compositores

Em mais uma ação para promover o acesso do público à música erudita, a Fundação Clóvis Salgado realiza a primeira edição da temporada 2014 da série Lírico na Cidade. Na próxima quinta-feira, 25, no Museu Inimá de Paula, o Coral Lírico de Minas Gerais interpreta um variado repertório que reúne obras sacras de famosos compositores. O concerto tem regência do maestro Lincoln Andrade e a entrada é gratuita.

Dividido em dois momentos e intitulado “Banquete de Vozes”, este  primeiroconcertoda  série Lírico na Cidade traz o momento especial de apresentação dos novos integrantes do Coral Lírico, que interpretam o Kyrie eleison(oração da liturgia cristã) da Missa Tiburtina, do compositor britânico GilesSwayne. A peça sacra foi composta enquanto Swayne vivia na cidade italiana de Tivoli, cujo nome em latim é Tibur, daí o título da peça. Mais do que uma celebração religiosa, a composição se decida a ser um protesto contra a corrupção e outras mazelas da sociedade.

Já a segunda metade do concerto traz Misere Mei, do italiano GregorioAllegri, para solos masculinos, coro de câmara e grande coro. A peça foi cantada até 1870 pelo Coro da Capela Sistina durante a Semana Santa. Outro destaque do programa é Duo Seraphim, de Francesco Guerrero; composição para três coros, é uma das grandes obras da polifonia da península ibérica e faz alusões a passagens bíblicas. A peça, como manda a tradição regional, não utiliza baixo no primeiro coro, que possui formação SSAT – soprano I, soprano II, alto e tenor.

A série Lírico na Cidade integra um conjunto de ações da política pública do Governo de Minas, realizada por meio da Fundação Clóvis Salgado e voltada para a promoção do acesso à música erudita. De acordo com a presidente da Fundação Clóvis Salgado, Fernanda Machado, as apresentações do Coral Lírico são um estímulo para que a música clássica se torne mais popular. “As ações desenvolvidas pela Fundação Clóvis Salgado evidenciam não só o talento dos nossos artistas, mas, também, o vasto repertório que o Coral Lírico oferece”, diz.

Diversidade musical – Peças de JohannesBrahamJohn Tavener e Henryk Góerick compõem o programa, que sintetiza um apanhado do repertório da música coral que vai desde a renascença ibérica até a música contemporânea inglesa, passando, inclusive, pelo romantismo alemão.

Segundo o Maestro Lincoln Andrade, reunir diferentes estilos de música coral é uma grande oportunidade para que o público possa conhecer a diversidade do trabalho do Coral Lírico de Minas Gerais. “Esses compositores trouxeram para a música vocal o arrojo de mostrar a voz como um instrumento complexo e capaz de expressar música de altíssimo nível. Além disso, nós priorizamos por romper os nossos próprios limites. E público vai poder observar o retorno de um investimento feito na melhoria de um dos corpos artísticos mais importantes do Estado”, aponta.

SERVIÇO
Lírico na Cidade – Banquete de Vozes
Data: 25 de março
Horário: 20h30
Local: Museu Inimá de Paula
Endereço: Rua da Bahia, 1201, Centro – Belo Horizonte
Classificação: Livre
Entrada: Acesso gratuito

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 17 março, 2014 10:03


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook