Alceu Valença abre 7ª edição do Uberlândia Cultural

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 11 março, 2014 14:07

Alceu Valença abre 7ª edição do Uberlândia Cultural

Frevos, maracatus, caboclinhos e cirandas. Estes são os ritmos indissociáveis da persona artística do cantor, compositor pernambucano Alceu Valença, artista que abrirá no dia 27 de março, às 19h30, a primeira edição do projeto Uberlândia Cultural de 2014. Em suas últimas edições o projeto reuniu mais de 50 mil pessoas na praça de alimentação. O Uberlândia Cultural está em sua 7ª edição e vem no formato de pocket show com música de qualidade, cantores renomados e aclamados no Brasil e no exterior, totalmente de graça.

Segundo o gerente de marketing do Uberlândia Shopping, Antonio Eloy, o sucesso do show é garantido. “Cada artista tem um perfil para encantar o público. Temos certeza que os moradores de Uberlândia e região curtirão esse grande artista. Alceu fará uma apresentação histórica, afinal é um dos artistas de maior credibilidade do país”, afirma Eloy.

 Repertório rico, cheio de sentimento e histórias

No repertório, o público pode esperar um roteiro musical e sentimental, com canções que escreveu e cantou pelas ruas de cidades e países por onde tem andado ao longo de sua carreira. Temas do agreste e do sertão pernambucanos, como “Pau de Arara” e “Sabiá”, do centenário Luiz Gonzaga, sopram o vento de puro éter de “Cavalo-de-Pau” e repisam as ruas do passado de “Cabelo no Pente”.

Cruzando estradas e caminhos como o carro em contramão de “Na Primeira Manhã”, o “Táxi Lunar” de Alceu Valença projeta a viagem de “Sete Desejos”, avança os sinais de “Anunciação” e percorre as vias poéticas do Recife, em “Pelas Ruas Que Andei”. “Talismã”, parceria com Geraldo Azevedo, evoca os tempos seminais em que o artista desbravava sombras e réstias em busca de um lugar ao sol no Rio de Janeiro.

“Ladeiras” celebra Olinda, cidade onde reverbera o “Sino de Ouro” de incontáveis catedrais. Na delicada “Íris”, o amor ganha a força das raízes para o delírio de aprendizes e iniciados na vasta obra do compositor.

A bordo de seu papagaio do futuro, Alceu revisita a Paris em que aterrisou por um ano, na década de 70. Sucessos como “Coração Bobo” e “Solidão” fazem parte desta safra, em que o cantor potencializa sua identidade nordestina ao deparar-se geograficamente distante dela.  “Belle de Jour” faz a ponte entre a musa da Nouvelle Vague e a moça bonita da praia de Boa Viagem.  Do sertão para a metrópole cosmopolita e desta para o litoral, o amor e a sedução ganham contornos explícitos em peles morenas e domingos azuis. Como a “Morena Tropicana”, a criação valenciana tem saliva doce e carne de caju.

Cantores como Jorge Vercillo, Tiê, Oswaldo Montenegro, Toquinho, Sandra de Sá e o mais recente Zeca Baleiro, já subiram ao palco especialmente montado dentro do empreendimento e encantaram o público.

SERVIÇO
ALCEU VALENÇA
Data: Quinta, 27 de março
Horário: 19h30
Local: Praça de alimentação – Uberlândia Shopping
Endereço: Rua Paulo Gracindo, 15 – Gávea – Uberlândia (MG)
ENTRADA FRANCA

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 11 março, 2014 14:07


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook