Segunda edição do CarnaSka traz Orquestra Brasileira de Música Jamaicana & Mr. T-Bone (ITA), Caroloregians (BEL), The Upsessions & Judge Dread Memorial (HOL) e Yellow Cap (ALE)

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 7 março, 2014 14:07

Segunda edição do CarnaSka traz Orquestra Brasileira de Música Jamaicana & Mr. T-Bone (ITA), Caroloregians (BEL), The Upsessions & Judge Dread Memorial (HOL) e Yellow Cap (ALE)

A segunda edição do CarnaSka, evento gratuito que irá festejar o pós-carnaval em ritmo jamaicano, acontece neste domingo, 09 de março a partir das 12h, e traz para o boulevard da avenida São João, a Orquestra Brasileira de Música Jamaicana, acompanhada de Mr. T-Bone (Itália), Caroloregians (Bélgica), The Upsessions & Judge Dread Memorial (Holanda), Yellow Cap (Alemanha), além do nacionais São Paulo Ska Jazz, Ba-Boom, Pequena Morte e Jurassic Sound System. A festa é inspirada no projeto Skarnaval que começou no Hangar 110 em 2002, como uma brincadeira criada pelos integrantes do banda Sapo Banjo, onde as tradicionais marchinhas carnavalescas se misturavam com versões em ska e outros ritmos.

Bruno Lancellotti, curador e produtor do CarnaSka pensou em reunir no mesmo palco bandas de ska do cenário nacional e internacional, primando pela seleção musical de qualidade. “Impulsionados pelos cerca de 8 mil presentes na primeira edição do evento, nesta edição 2014 traremos expoentes e promessas locais e internacionais. Pela primeira vez teremos uma performance colaborativa, união da Orquestra Brasileira de Música Jamaicana e do trombonista italiano Gigi de Gaspari, conhecido como Mr. T-Bone, líder do grupo Bluebeaters, da Velha Bota.”, explica. Bruno é dono da Radiola Records & Booking, que em seus 20 anos de profissão, já teve desde fanzines até programa de ska na rádio Brasil 2000, o que o credencia a fazer a curadoria da festa.

Para Karen Cunha, coordenadora de eventos da Secretaria Municipal de Cultura, a ideia é fugir do óbvio: “Pensamos em um evento que tivesse a cara de um baile de Carnaval, mas trouxesse um repertório com uma pluralidade de ritmos”, ressalta.

Line-up:

Jurassic Sound System (Brasil) – das 12h00 ás 13h00 e nos intervalos entre bandas.
No chão. Caixas a toda potência. Seleção poderosa e fruto de uma vasta coleção de compactos jamaicanos e britânicos. Renomados graças à promoção da música jamaicana dos anos 60, particularmente, através do blog You and Me on a Jamboree. Com vocês, as seleções de Jurássico, Greg, Sono e companhia.

Pequena Morte (Brasil) – das 13h00 às 13h30
Uma das grandes surpresas do festival. Grupo que promete iniciar os trabalhos no palco vem de Belo Horizonte e mostram um ska com influências variadas, com sabor latino e espírito brasileiríssimo.

Yellow Cap (Alemanha) – das 14h00 às 14h30
Na sua segunda passagem pelo Brasil, o grupo alemão provoca o bailão com sua sonoridade bem ao estilo da 3rd Wave e do ska europeu, repleta de referências de grupos conterrâneos, como Skaos e Busters. A simpatia e carisma do vocalista Kay “Beijaflor”, entusiasta da Capoeira, são marca registrada da apresentação.

São Paulo Ska Jazz (Brasil) – das 15h00 às 15h30
Comandados pelo baixista Marcelo Calderazzo o grupo mostra sofisticação em temas próprios, do álbum homônimo, lançado em 2010. As releituras, para temas de Nirvana e Police, chamam atenção pela criatividade e execução.

Ba-Boom (Brasil) – das 16h00 às 16h30
Com mais de uma década de e estrada, a banda do ABC paulista executa um ritmo forte, com melodias cativantes e arranjos bem recheados. É música jamaicana brasileira de raiz, com respeito à tradição, que não tem medo de inovar e dialogar com as novas influências. Mostram seu álbum de estreia “Incendeia”, produzido por Sérgio Soffiatti, da OBMJ.

Caroloregians (Bélgica) – das 17h00 às 18h00
O baterista Nico Leonard é uma das figuras centrais do ska Europeu. Do seu estúdio, Pum Pum Hotel, saíram, recentemente, algumas das melhores produções do gênero, tal qual o extinto Moon Invaders, célula master desses Caroloregians, especializados em beats nervosos funkeados, mas repletos de early reggae e ska, com sabor de western spaghetti e trilhas sonoras das mais variadas.

The Upsessions & Judge Dread Memorial (Holanda) – das 19h00 às 20h00
A Holanda possui grande tradição em grupos de ska. Desde os anos 80, com grupos como Mark Foggo Skasters e Mr. Review, influenciados pelos ares britânicos da 2 Tone, assolam os Países Baixos. Com três álbuns no currículo, mais jovens, os Upsessions são descentes diretos desta tradição, mas apostam no early reggae, uma raiz mais próxima a sonoridade jamaicana, como arma para mostrar porque vieram ao Brasil. Já o “memorial” a Judge Dread é dedicado a este grande ícone do reggae britânico, lançado e eternizado pelo selo Trojan. Judge Dread foi o primeiro não jamaicano a emplacar um reggae nas paradas de sucesso inglesas.

Orquestra Brasileira de Música Jamaicana convida Mr. T-Bone (Itália) – das 21h00 às 22h00
Credenciada por dois álbuns aclamados, onde clássicos da música popular brasileira ganham roupagem jamaicana, a big band paulistana convida ao palco o músico italiano, Mr. T-Bone, que foi integrante da Jamican Liberation Orchestra e é membro dos Bluebeaters, maior nome do ska italiano. Em carreira solo, lidera projetos com os Young Lions e atua ao lado de diversos músicos da cena ska e reggae mundial.

SERVIÇO
CarnaSka
Data: 09 de março de 2014, domingo
Horário: das 12h00 às 22h00
Local: Boulevard da Avenida São João, entre o largo do Paissandu e o Anhangabaú
Grátis/Livre

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 7 março, 2014 14:07


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

A Espiã Vermelha

Facebook

Kardec