Repertório de Afrobrasilidades é apresentado no Sesc Vila Mariana, no show Goma-Laca

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 5 fevereiro, 2014 11:04

Repertório de Afrobrasilidades é apresentado no Sesc Vila Mariana, no show Goma-Laca

Nos dias 8 e 9 de fevereiro, o Sesc Vila Mariana recebe o novo espetáculo especial do projeto Goma-Laca, com o maestro baiano Letieres Leite, da Orkestra Rumpilezz, e os cantores Juçara Marçal, Russo Passapusso, Karina Buhr e Lucas Santtana para reinventar músicas gravadas entre os anos 1920 e 1950, acompanhados pelo percussionista Gabi Guedes (Orkestra Rumpilezz), Serginho Machado (Metá Metá),o baixista Marcos Paiva (sexteto MP6) e o pianista jazzístico Hercules Gomes. No programa, serão apresentadas releituras e versões de alguns dos primeiros registros de música afrobrasileira e seus desenvolvimentos em gêneros como emboladas, cocos, jongos, maracatus, a partir de discos em 78 rotações de artistas como Elsie Houston, Almirante, Vanja Orico, Stefana de Macedo, Bidú Sayão, Josué de Barros, Jararaca e Ratinho, Mano Elói e Getúlio Amor Marinho e o grupo Filhos de Nagô.

Simultaneamente aos preparativos para o show, o projeto lança também uma pesquisa inédita que garimpa e investiga as mais antigas gravações afrobrasileiras conhecidas, de 1909 a 1933. O levantamento inclui os primeiros discos brasileiros gravados sob a classificação de “macumba” e “candomblé” e um panorama da música brasileira em seu período de cristalização. No espetáculo, serão apresentadas algumas destas pérolas, como o Batuque, dança do Quilombo dos Palmares gravada em 1929 pela cantora e pesquisadora Stefana de Macedo, e Babaô Miloquê, lançado por Josué de Barros em 1930, e reconhecido como o primeiro “batuque africano” gravado em disco no Brasil.

Lançado em 2009, o projeto Goma-Laca é um centro de investigações dedicado à música brasileira registrada em discos de 78 rotações, originalmente feitos de cera de carnaúba e goma-laca na primeira metade do século XX. Além de programas de rádio, pesquisas, playlists e artigos, o Goma-Laca promove o intercâmbio entre acervos e enfoques, épocas e gerações, provocando recriações das obras a partir do olhar de alguns dos mais criativos artistas contemporâneos. Em 2011, o primeiro espetáculo musical do Goma-Laca recebeu, no Centro Cultural São Paulo, Sambanzo, Emicida, Juçara Marçal, Luisa Maita, Marcelo Pretto, Rodrigo Brandão e Bruno Morais, interpretando preciosidades do acervo de discos em 78 rotações da Discoteca Oneyda Alvarenga, idealizada por Mário de Andrade, em 1935.

A concepção e pesquisa são de Biancamaria Binazzi e Ronaldo Evangelista, a direção artística é de Ronaldo Evangelista e a direção musical e arranjos são de Letieres Leite.

SERVIÇO
GOMA-LACA
COM LETIERES LEITE, LUCAS SANTTANA, JUÇARA MARÇAL, KARINA BUHR E RUSSO PASSAPUSSO
Datas: 8 e 9 de fevereiro, sábado, às 21h e domingo, às 18h
Sesc Vila Mariana
Endereço: Rua Pelotas, 141
Teatro
Capacidade: 611 lugares
Venda pela rede INGRESSOSESC, nas bilheterias do Sesc São Paulo e online, pelo portal Sesc SP.
Não recomendado para menores de 12 anos
Preço: R$ 24,00 (inteira); R$ 12,00 (usuário inscrito no Sesc e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino com comprovante). R$ 4,80 (trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes).

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 5 fevereiro, 2014 11:04


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!