Alunos da rede pública de ensino de Piedade assistem à peça teatral ‘Histórias com Desperdícios’

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 10 dezembro, 2013 11:04

Alunos da rede pública de ensino de Piedade assistem à peça teatral ‘Histórias com Desperdícios’

Acreditando na emoção que as histórias produzem nas crianças, a Stoller do Brasil patrocina o espetáculo “Histórias com desperdícios”, que será apresentado para alunos do ensino público de escolas da cidade de Piedade Ao todo, cerca de 500 alunos assistirão a divertida e educativa peça, que será dividida em 2 apresentações no dia 9 de dezembro. A peça proporciona aos alunos um universo de aprendizado lúdico, a história narrada por meio de personagens feitos em sucata fala sobre a importância da reciclagem e dos cuidados com o meio ambiente.

O espetáculo, apresentado pela Companhia Teatro de La Plaza, utiliza uma linguagem simples e acessível, onde o ator discute importantes aspectos do comportamento humano. A peça faz parte do projeto “História com Desperdícios” e é realizada com recursos ProAC pela 3S Projetos em parceria com a Secretaria de Educação de Piedade e conta com o patrocínio da Stoller do Brasil.

Em “Histórias com desperdícios”, Hector Girondo busca envolver os alunos em uma atmosfera de criatividade e imaginação. “Reflexões da sociedade contemporânea como ética, meio ambiente, qualidade de vida são apresentadas na peça. Com isso queremos promover a cidadania e levar até as crianças uma nova forma de pensar o mundo em que vivemos, para que elas tomem conhecimento de que pequenas atitudes no dia a dia são capazes de mudar o nosso planeta para melhor”, explica Hector.

A história

Utilizando a grande cidade como exemplo de aproveitamento e reciclagem dos “desperdícios”, a peça conta a história de um catador de lixo em seu trabalho diário pelas ruas. Vasculhando o lixo, ele encontra um velho rádio que o remete a um passado distante. É neste momento que o homem imerge em suas memórias, transformando incrivelmente toda a sucata espalhada pelo palco em um novo cenário, para contar a história de sua vida. Caixas de papelão se transformam em prédios e casas, tecidos verdes em grandes gramados, uma velha garrafinha plástica em um potente trator, surgindo então dois países separados por um rio. No entanto, em uma disputa por recursos hídricos, os dois países mergulham em hostilidades que os conduzirão a uma inevitável guerra.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 10 dezembro, 2013 11:04


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Aprendiz de Espiã

Facebook