Polysom relança “Coisas” de Moacir Santos

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 28 novembro, 2013 08:01

Polysom relança “Coisas” de Moacir Santos

Já em seu primeiro álbum, “Coisas” (Forma – 1965), o arranjador, compositor, maestro e multi-instrumentista pernambucano Moacir Santos deixava claro que se tratava da estreia de um dos maiores músicos do Brasil. Esse debut, considerado um dos melhores discos nacionais de todos os tempos, será relançado pela coleção “Clássicos em Vinil”, da Polysom, em vinil de 180 gramas.

O álbum foi produzido por Roberto Quartin e é composto por 10 faixas nomeadas “Coisa”, diferenciadas apenas pela numeração. São todas de autoria de Moacir, que teve a parceria de Mario Telles, Regina Werneck e Clóvis Mello nas canções “5” e “7”, “9” e “8” e “1”, respectivamente. Pouco depois, algumas de suas músicas ganharam letras, caso de “Nanã” (nº 5), “Senzala” (nº 9), “Quem é Que Não Chora” (nº 7) e “Navegação” (nº8).

A versão que chega às lojas pela Polysom é a original, inteiramente instrumental, e vem com um texto muito carinhoso de Mario Adnet, responsável, junto com Zé Nogueira, pelo projeto “Ouro Negro”, feito em homenagem a Moacir Santos. O maestro e suas dez “coisas” registradas nesse álbum foram e ainda são grande referência para a música mundial.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 28 novembro, 2013 08:01


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!