Concurso seleciona 11 jovens talentos para concerto especial com a Orquestra Sinfônica

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 23 setembro, 2013 08:01

Concurso seleciona 11 jovens talentos para concerto especial com a Orquestra Sinfônica

Um total de 10 cantores líricos e uma cantora revelação foram selecionados na IV edição do Concurso Jovens Solistas, que este ano teve número recorde de inscritos – 38 artistas, cerca de 32% a mais em relação à edição anterior. Esta é uma realização do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e da Fundação Clóvis Salgado. O Concurso Jovens Solistas integra a política de incentivo à revelação de jovens artistas do canto lírico, promovida pela Fundação Clóvis Salgado.

Presidida pelo Maestro convidado, Roberto Tibiriçá, a Banca Examinadora, que contou também com a participação do Regente Titular da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, Marcelo Ramos, e do Regente Titular do Coral Lírico de Minas Gerais, Lincoln Andrade, realizou audição dos candidatos, avaliando técnica vocal, musicalidade, domínio da língua cantada, entre outros critérios.

Para acompanhar a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais no concerto de premiação do IV Concurso Jovens Solistas, sobem ao palco do Grande Teatro os jovens cantores: Daiana de Oliveira Neto,Danielle Rocha de FrançaMaria da Penha Vasconcelos Batista SabetiNívea Raf (Sopranos); Aline Rafaella Lobão (Mezzosoprano); Ernane Teixeira Dias e Matheus Pompeu(Tenores); e Antônio Marcos Batista de Souza, Arthur Vinícius de Oliveira Moraes Cornélio e Samuel Frederico Ferreira de Resende (Barítonos). Um prêmio especial, de cantora revelação, foi concedido à performance impecável da paranaense Rafaela Fernandes (Soprano). Os artistas selecionados são oriundos de Belo Horizonte, do interior de Minas Gerais e de estados como Amazonas, Rio de Janeiro, Paraná e Espírito Santo.

Segundo o Maestro Roberto Tibiriçá, o nível dos candidatos foi extremamente alto, tendo sido muito difícil se chegar a um consenso. “Finalizamos esse processo com grande satisfação. Tivemos um número grande de inscritos, prova de que o concurso é uma importante e necessária ação para promover e prestigiar o jovem talento”, destaca o Maestro Tibiriçá.

Já o Maestro Marcelo Ramos constata que o nível dos concorrentes este ano foi bastante avançado. “Devido ao grande número de inscritos, tivemos mais opções de escolha, o que é sempre muito bom para um concurso. Temos percebido também, mais pessoas surgindo de escolas de música do interior de Minas. Isso demonstra uma realidade muito promissora, pois estão se formando núcleos interessantes de cantores líricos nessas cidades”, revela Marcelo Ramos.

Lincoln Andrade, maestro que também compôs a banca, afirma que o Concurso Jovens Solistas já conquistou um lugar definitivo no calendário de concursos honoríficos do Brasil. “Belo Horizonte e Minas Gerais se tornaram um celeiro de belas vozes associadas a uma sólida formação acadêmica”, afirma o maestro, que demonstra também satisfação em ver a diversidade vocal e o repertório audacioso dos concorrentes deste ano.

Para a presidente da Fundação Clóvis Salgado (FCS), Fernanda Machado, em sua quarta edição, “o Concurso consolida-se como uma grande iniciativa da instituição em revelar novos cantores líricos para o concorrido mercado da música erudita”.

“O Concurso viabiliza, também, o contato entre os artistas selecionados e toda a equipe da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, bem como os aproxima de produtores profissionais de um grande concerto o que, sem dúvida, irá acrescentar muito à carreira de cada um deles”, ressalta Edilane Carneiro, Diretora Artística da Fundação.

Concerto eclético – O concerto é dedicado à memória da cantora lírica mineira Maria Helena Buzelin, que se destacou em produções nacionais e estrangeiras nas décadas de 60 e 80. O início do evento apresenta duas obras em homenagem à artista e conta com a participação da cantora Lilian Assumpção, integrante do Coral Lírico de Minas Gerais.

Em seguida, os vencedores do Concurso Jovens Solistas interpretam as peças apresentadas durante a prova de seleção. Um repertório variado e inusitado irá rechear a noite. Árias de grandes óperas como ‘Carmen’, de Bizet, ‘A Flauta Mágica’, de Mozart, e ‘La Traviata’, de Puccini, serão apresentadas por uma parte dos selecionados.

O programa contará também com obras raras, pouco executadas para o grande público, como ‘A Clemência de Tito’, de Mozart; ‘Lakmé’, de Delibes; e ‘Werther’, de Massenet, que confirmam a maturidade musical dos candidatos. O concerto assume, também, um tom mais intimista na apresentação de três números, deixando no palco somente um cantor e um pianista, na interpretação das obras: ‘L’invitation au Voyage’, de H. Duparc, ‘Dengues da mulata desinteressada’, de Marlos Nobre, e ‘Canção de Amor’, de Villa-Lobos.

Segundo o Maestro Roberto Tibiriçá, o concerto será uma grande festa, que vai exaltar não só os premiados, mas, também, os professores destes novos artistas. “O repertório está bem variado. Vamos executar todos os momentos da história da ópera e da música erudita: desde o barroco até o romantismo”, conta Tibiriçá.

Orquestra Sinfônica de Minas Gerais

Criada em 1976, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, corpo artístico gerido pela Fundação Clóvis Salgado, é considerada uma das grandes orquestras do país.

O repertório interpretado pela OSMG inclui desde o clássico tradicional, como balés, concertos, sinfonias e obras sacras, até o mais significativo da música popular, com a série Sinfônica Pop. No projeto já se apresentaram nomes como Zizi Possi, Nana Caymmi, Wagner Tiso, João Bosco e Gal Costa.

A Orquestra apresenta-se em eventos locais e nacionais, além de cidades do interior de Minas, com o intuito de difundir a música erudita e democratizar o acesso de diversos públicos a esse gênero musical. A OSMG atua também na temporada de óperas produzidas pela Fundação Clóvis Salgado.

Dentre seus regentes titulares figuraram os maestros WolfangGroth, Emilio de César, Sergio Magnani, Carlos Alberto Pinto da Fonseca, Aylton Escobar, David Machado, Afrânio Lacerda, HolgerKolodziej, Charles Roussin, Roberto Tibiriçá e Marcelo Ramos, atual regente.

SERVIÇO
Concerto de premiação do IV Concurso Jovens Solistas – Canto
Orquestra Sinfônica de Minas Gerais
Regência: Maestro convidado Roberto Tibiriçá
Data: Dia 26 de setembro de 2013
Horário: 20h30
Local: Grande Teatro do Palácio das Artes
Endereço: Av. Afonso Pena, nº 1.537
Preço: Acesso gratuito – distribuição de ingressos a partir do dia 24 de setembro, na bilheteria do Palácio das Artes
Informações para o público: (31) 3236-7400
www.fcs.mg.gov.br

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 23 setembro, 2013 08:01


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!