Museu Imperial oferece cine-debates sobre cultura afro-brasileira com exibição de filmes

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 20 setembro, 2013 10:00

Museu Imperial oferece cine-debates sobre cultura afro-brasileira com exibição de filmes

Dentro da programação da 7ª Primavera dos Museus, que possui como tema “Museus, memória e cultura afro-brasileira”, o Museu Imperial/Ibram oferece três dias de cine-debates, de 24 a 26 de setembro, às 18h30. Os filmes exibidos terão temáticas relacionadas com o tema do evento e serão seguidos de reflexões e debates com participação de especialistas na área. A entrada é franca.

zozimo-bulbul

O primeiro dia, 24/09, trabalhará a questão da “Memória e escravidão”, com exibição dos filmes “Memórias do cativeiro” (2005, 42min.), produzido pelo Laboratório de História Oral (Labhoi) da UFF, e “Quilombo da Tapera – Uma História Centenária” (2011, 07 min.), dirigido por Eliana Castilho. 

“Memórias do Cativeiro” é baseado no livro “Memórias do Cativeiro: família, trabalho e cidadania no pós-abolição”, de Ana Lugão Rios e Hebe Mattos. O documentário é dirigido por Guilherme Fernandez e Isabel Castro e tem direção acadêmica de Martha Abreu e Hebe Mattos. De maneira artesanal, o filme se construiu a partir do acervo oral do Labhoi/UFF, composto então principalmente por áudios de entrevistas realizadas desde meados dos anos 1990 com descendentes de escravos do estado do Rio, de uma pesquisa iconográfica e de uma filmagem em vídeo realizada na comunidade São José da Serra em 2005.

Em “Quilombo da Tapera – Uma História Centenária”, Eliana Castilho, administradora pós-graduada em Produção Executiva para Cinema e TV, apresenta a comunidade, localizada em Petrópolis, e sua relação com o passado (a memória de seus antepassados) e o presente (as dificuldades enfrentadas, em especial após a tragédia das chuvas de 2011, que afetou o local).

No debate, estarão presentes a própria Eliana Castilho e as historiadoras Bárbara Primo (mestre em História Social pela UFF e historiadora do Palácio Rio Negro/Ibram) e Patrícia Souza Lima (professora adjunta da Uerj, pesquisadora doutora em História Social pela UFRJ e membro do Instituto Histórico de Petrópolis).

No dia 25, o Museu Imperial presta uma homenagem a Zózimo Bulbul, um dos maiores expoentes do cinema negro nacional. Bulbul iniciou sua carreira em meados dos anos 60, e despontou como ator no Cinema Novo. Além de ter atuado em 30 filmes, foi o primeiro protagonista negro de uma novela brasileira. Insatisfeito com a condição reservada aos negros nas telas, decidiu escrever e dirigir seus próprios filmes. Com nove filmes lançados, acumulou diversos prêmios e participações em festivais. Em 2007, fundou o Centro Afro Carioca de Cinema, onde desenvolveu um trabalho de referência para a cinematografia afro-brasileira. Zózimo Bulbul faleceu em janeiro de 2013.

No evento, serão exibidos dois filmes dirigidos por ele: “Referências – O cinema negro brasileiro nas décadas de 50 / 60 /70” (2006, 38min.) e “Pequena África” (2002, 14min.). Em seguida, haverá debate com participação de Naira Fernandes e Ruth Pinheiro (ambas do Centro Afro Carioca de Cinema) e Janaina Perrayon (historiadora, mestre em História Social pela UFRJ e professora da Universidade Católica de Petrópolis).

O último dia, 26/09, será reservado para a temática da “Memória e cultura afro-brasileira”, apresentando o filme “Jongos, Calangos e Folias – Música negra, memória e poesia” (2007, 45min.), também produzido pelo Labhoi/UFF. O documentário historiográfico, constituído a partir do acervo UFF Petrobrás Cultural Memória e Música Negra, traz a história dos jongos, calangos e folias como patrimônios culturais, apresentada de forma associada à historia social dos grupos que lhe dão suporte. O filme coloca em destaque o papel da poesia negra em todas as três manifestações culturais e seu papel na legitimação política das comunidades remanescentes de quilombo do estado do Rio de Janeiro.

O debate contará com a presença de Martha Abreu (historiadora, doutora em História pela Universidade Estadual de Campinas e professora associada da UFF), que assina a direção do filme ao lado da professora Hebe Mattos, além de Elaine Monteiro (doutora em Serviço Social, Política Social e Cidadania pela UFRJ e professora associada da UFF) e Toninho Canecão (membro do Quilombo São José da Serra).

Os debates acontecerão no Cine Teatro Museu Imperial, que possui entrada pelo Bosque do imperador, s/n, Centro, Petrópolis (nos fundos do Museu Imperial). As atividades fazem parte da 7ª Primavera dos Museus, que acontece de 23 a 29 de setembro em todo o país. No Museu Imperial e em sua subunidade, a Casa de Cláudio de Souza, haverá ainda atividades educativas, apresentações musicais, leitura dramatizada e outras.

SERVIÇO
Cine-debates sobre cultura afro-brasileira com exibição de filmes
Data: de 24 a 26 de Setembro | Horário: 18:30hs
Local: Cine Teatro Museu Imperial
Endereço: Bosque do Imperador, s/n, Centro, Petrópolis
Classificação etária: 12 anos
Ingressos: Entrada Gratuita.
Informações para o público: acesse www.museuimperial.gov.br ou entre em contato pelo telefone (24) 2233-0368 / (24) 2233-0300 / (24) 2233-0360 ou pelo e-mail mimp.faleconosco@museus.gov.br.

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Museu Imperial-Cinedebates-cultura afro-brasileira-Newsletter-Primavera-20SETEMBRO2013

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 20 setembro, 2013 10:00


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Homem Aranha - Longe de Casa

Facebook

Kardec