Pintura Italiana e Alfredo Volpi são temas de exposições no MAC USP

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 29 agosto, 2013 17:10

Pintura Italiana e Alfredo Volpi são temas de exposições no MAC USP

Pintura Italiana e Alfredo Volpi são os temas das duas exposições que o MAC USP inaugura no dia 31 de agosto, a partir das 11 horas, abrindo ao público o quinto andar de seu novo edifício. São agora dez exposições em cartaz, todas gratuitas.

A exposição Classicismo, Realismo, Vanguarda: Pintura Italiana no Entreguerras apresenta as 71 pinturas italianas adquiridas entre 1946 e 1947, por Francisco Matarazzo Sobrinho, o Ciccillo, e sua esposa Yolanda Penteado, para a criação do antigo MAM de São Paulo. A exposição traz ainda dez obras de artistas brasileiros cujas práticas mantinham relação com o ambiente artístico italiano do entreguerras. A exposição apresenta um panorama da Arte Moderna Italiana entre 1920 e 1940, período no qual predominava uma arte figurativa, baseada na noção de realismo, em diálogo com a tradição clássica, e que acabou sendo promovida pelo regime fascista na ânsia de fazer sua propaganda no exterior, através da constituição de um sistema de arte, envolvendo galeristas, exposições, instituições e coleções privadas. No caso de São Paulo, um estilo de valores próximos aos italianos podia ser encontrado em artistas de origem italiana do Grupo Santa Helena, como Alfredo Volpi e Fúlvio Pennacchi.

Ana Magalhães, docente do MAC USP e curadora da exposição, observa que a mostra fornece algumas pistas para compreender o que estava em jogo quando se falava de Arte Moderna, dentro do contexto paulista, no momento da criação das nossas instituições de arte moderna. “A coleção comprada na Itália para o antigo MAMSP tem uma relação direta com o meio artístico Brasileiro dos anos de 1930 e aparece como o produto das trocas que eram estabelecidas no entreguerras entre os artistas e críticos brasileiros e o meio artístico italiano”, diz a curadora.

Os Volpis do MAC apresenta dezoito obras do artista que pertencem ao acervo do Museu. Para realizar a curadoria da exposição o MAC USP convidou o também artista plástico Paulo Pasta. “Volpi foi um artista muito peculiar, muito especial. A coleção de Volpis do MAC USP é muito representativa de um momento de transformação em sua obra: da passagem da natureza, do figurativo, para as formas, os esquemas figurados do real. É o momento em que Volpi conquista a autonomia do plano. E Volpi fez isso na pintura de maneira muito sofisticada, o que mostra também como ele foi um artista que não esqueceu seu tempo e as questões da sua época”, diz o curador.

SERVIÇO
Classicismo, Realismo, Vanguarda: Pintura Italiana no Entreguerras
Data: 31/8/2013 – 27/7/2014
Curadoria: Ana Magalhães

Os Volpis do MAC
Data: 31/8/2013 – 2/3/2014
Curadoria: Paulo Pasta

Abertura: 31 de agosto, a partir das 11 horas
Funcionamento: Terça das 10 às 21, quarta a domingo das 10 às 18 horas
Local: MAC USP Nova Sede
Endereço: Avenida Pedro Álvares Cabral, 1301
Telefone: 11 5573.9932
Entrada gratuita
www.mac.usp.br

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 29 agosto, 2013 17:10


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!