Dança – Coletivo O¹² (Votorantim-SP) traz solo e filme para questionar a autonomia em sistemas vivos

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 29 agosto, 2013 08:01

Dança – Coletivo O¹² (Votorantim-SP) traz solo e filme para questionar a autonomia em sistemas vivos

Projeto Conexões, na Funarte, convida o Coletivo O¹² para se apresentar na Sala Renée Gumiel nos dias 30 de Agosto a 01 Setembro de 2013. Nessa pequena temporada em São Paulo, Thiago Alixandre, que é de Votorantim, SP, mostra seu solo “Quando se desprendem as partes” (2008) e o filme “Quanto se dependem as partes” (2012). O Coletivo O¹² é formado por  Tati Almeida, Preta Ribeiro e Thiago Alixandre e se dedica a pesquisas artísticas em torno dos processos de conquista e prática de autonomia em sistemas vivos.

solo de Thiago Alixandre – Quando se desprendem as partes – nasceu dessa inquietação e questiona sobre a fatal naturalidade do desprendimento das partes face a seu amadurecimento, indaga sobre o desprendimento não natural, sobre o aborto das partes, sobre a impossibilidade de desprendimento de partes e suspende perguntas em torno de questões como prática da autonomia, manipulação, mecanismos de controle e permanência.

Produzido em 2008 em Votorantim – SP, o espetáculo foi contemplado pelo Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2008 e 2010. Quando se desprendem as partes foi estreado em novembro de 2009 no Festival Contemporâneo de São Paulo. A obra foi inspirada e desenvolvida a partir do contato com as ideias do Prof. Jorge de Albuquerque Vieira.

Após a apresentação do solo, na sequencia haverá a apresentação do média metragem Quanto se dependem as partes, realizado em 2012, e que tem como proposta mostrar os interesses que tem inquietado o grupo nos últimos cinco anos, sua busca incessante pelas formas de autonomia do individuo na coletividade. Para a realização do filme, o foco da pesquisa foi alçar a autonomia como estratégia de permanência possível somente a partir da codependência. O altruísmo e a coletividade como características sistêmicas. E os ambientes e corpos em suas condições de troca.

Essa obra audiovisual integra ainda o projeto político de revitalização do espaço da Pedreira do Jd. Icatu concebido pelo Coletivo O¹² na cidade de Votorantim.

SERVIÇO
Solo “Quando se desprendem as partes” (2008) e o filme “Quanto se dependem as partes”
Dança – Coletivo O¹² (Votorantim-SP)
Data: 30 de Agosto a 01 Setembro
Horário: Sexta-Feira às 20h, Sábado e Domingo às 19h
Complexo Cultural FUNARTE/SP – Sala Renée Gumiel
Endereço: Alameda Nothman, 1058 – Campos Elíseos
Duração do solo: 20 minutos
Duração do filme: 23 minutos
Classificação: 12 anos
Ingressos: R$ 5,00 e R$ 2,50
Telefone: 11 3662.5177
Horário da bilheteria: uma hora antes do início do espetáculo

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 29 agosto, 2013 08:01


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Brincando com Fogo

Facebook

Reino Gelado e a terra dos espelhos