Sesc São José dos Campos apresenta o show de Walter Franco

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 19 agosto, 2013 09:02

Sesc São José dos Campos apresenta o show de Walter Franco

No sábado, dia 24 de agosto, às 20h, o Sesc São José dos Campos apresenta o show de Walter Franco. A apresentação tem participação especial de Jards Macalé.

Entre os mais renomados e vanguardistas compositores brasileiros da década de 70, Walter Franco é um nome importante da música brasileira e um dos primeiros a fazer música concreta no país. Deixou quatro discos nos anos 70, antes de entrar em uma reclusão e ser recuperado no ano 2000, com um documentário e no ano seguinte, com um novo disco. Desde então, Walter tem se apresentado e mostrado seu trabalho pelo país.

Seu primeiro momento solo aconteceu em 1972, no Festival Internacional da Canção, da Rede Globo, quando tocou “Cabeça”. A confusão começou quando o júri formado por Nara Leão, Roberto Freire, Rogério Duprat, Júlio Medaglia e Décio Pignatari, resolveu premiar aquela música estranha, experimental, com poesia cortada, com o primeiro lugar, apesar das vaias da plateia.

Walter já tinha chamado atenção suficiente para conseguir um contrato, e em 1972 assinou com a Continental. O produtor escolhido para a empreitada seria o radialista Walter Silva, o Pica-Pau, mas ele resolveu chamar o amigo Rogério Duprat, para a missão, por não entender muito as ideias de seu xará.

Com total liberdade no estúdio, o apoio de Duprat, e a melhor tecnologia disponível na época, Walter estreia com o disco “Ou Não” (também conhecido como “Disco da Mosca” ou “Disco Branco”). Em “Ou Não, Walter utilizava técnicas incomuns, como a poesia concreta, repetições de fragmentos de letras e arranjos elaborados. O disco chegou a ser considerado como a melhor estréia de um artista brasileiro.

No ano seguinte, Walter saiu com o show “A Sagrada Desordem do Espírito” onde se apresentava sozinho, com um violão e em posição de lótus. Seu único companheiro era a mesa de mixagem comandada por Peninha Schmidt, que era usada como uma orquestra, dando liberdade para Walter criar em cima do palco.

Mas, nada disso seria páreo para o novo trabalho de Walter. Gravado em outubro de 1975 e lançado no ano seguinte. “Revolver” mostrava um Walter totalmente diferente. Walter só voltaria a lançar um novo disco em 1978. O resultado seria outra obra-prima: “Respire Fundo”, que levou oito meses de gestação e teve mais de 200 músicos envolvidos.

No ano seguinte, Walter lança outra obra fundamental, Vela Aberta. O disco trazia a controversa canção “Canalha”, que rendeu a ele, novamente, vaias quando foi defendida no Festival da Tupy. Berrada, gritada, Walter recebeu enormes vaias e defendeu sua obra, dizendo que não estava chamando ninguém de canalha e apenas falando de uma dor canalha, que é a dor da existência de todo ser humano.

Em 2001, Walter voltou aos estúdios e lançou “Tutano”, seu último disco pela pequena yesbrazil? e posteriormente pela Trama e com participações especiais, como a de Arnaldo Antunes. Em 2001, os dois primeiros discos dele foram relançados na série “Clássicos da MPB – Série Dois Momentos”, com a edição produzida pelo baterista dos Titãs, Charles Gavin.

O show acontece no Ginásio do Sesc. Os preços dos ingressos variam entre R$ 6,00 e R$30,00. Recomendação etária 16 anos.

SERVIÇO
Walter Franco
Participação especial Jards Macalé
Data: 24, sábado, às 20h
Sesc São José dos Campos
Endereço: Av. Adhemar de Barros, 999 – Jd. São Dimas
Ginásio
Os preços dos ingressos variam entre R$ 6,00 e R$ 30,00
Recomendação etária 16 anos

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Fonte: Assessoria de Imprensa/SESC

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 19 agosto, 2013 09:02


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*