Sesc Piracicaba traz exposição sobre a Rua do Porto

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 5 agosto, 2013 16:09

Sesc Piracicaba traz exposição sobre a Rua do Porto

Na próxima quinta, à 19h, o Largo dos Pescadores, tradicional espaço de manifestações culturais e religiosas da Rua do Porto em Piracicaba, recebe o Grupo de Samba de Lenço do Mestre Antônio Carlos Ferraz, em seguida o cortejo caminha até o Sesc Piracicaba em trajeto simbólico que abrange alguns dos pontos icônicos do local. A atividade é apenas uma das diversas programações complementares que integram a exposição Memórias e Imagens da Rua do Porto, um recorte da vizinhança e seu entorno, que ainda inclui atrações como contação de histórias e causos, shows de música regional, exibição de filmes, oficinas de fotografia, bate-papos com os moradores da Rua do Porto, entre outras.

A exposição tem como ponto de partida a dissertação de mestrado da piracicabana Caroline Paschoal Sotilo, que assina a curadoria do projeto. Em seu trabalho acadêmico, Caroline visitou e conversou com vários moradores da Rua do Porto, todos idosos, sobre as fotografias por eles guardadas nos álbuns de família, em caixas de sapato, em gavetas e nos porta retratos. Assim, a fotografia cumpre o papel de elemento desencadeador para a organização das narrativas e da história local, num grande exercício de oralidade.

As imagens foram trabalhadas pelo fotógrafo Ivan Feitosa, também responsável pela identidade visual da exposição, e têm seu valor justamente pelo amadorismo ingênuo com o qual foram captadas, fato que deixa transparecer informações e discursos que dificilmente estariam presentes em registros profissionais, onde a técnica e os ensaios exaustivos podem ser utilizados tanto para mostrar e fixar quanto para esconder, omitir e apagar.

Na mostra, estão retratados o Rio, as manifestações religiosas e o cotidiano dos moradores. As enchentes, as pescarias, os peixes – pintados, dourados, cascudos e outros, hoje encontrados apenas em regiões mais remotas – e animais silvestres como tatus, antas, perdizes e capivaras aparecem nas imagens junto aos habitantes. Além dos registros fotográficos, a exposição conta também com vários móveis antigos, que foram restaurados e transformados em objetos artísticos por Anne Vidal, arquiteta responsável pelo projeto expográfico e pela direção de arte. Desse modo, fotos, janelas e mobiliários, redes de pesca, relatos dos moradores e até uma canoa contribuem para fazer reviver a Rua do Porto de trinta, cinquenta, setenta anos atrás.

A exposição segue até o dia 1º de novembro, e ao longo deste período serão desenvolvidas muitas atividades que vão ao encontro da premissa da mostra: a relação entre local geográfico, fotografia, memória e o componente da ocupação humana na cidade. É sobre Piracicaba, mas nos diz muito sobre as reminiscências do interior de São Paulo em tempos idos, quando as ruas eram de terra, as cadeiras eram colocadas na calçada e a comunicação feita de janela em janela.

SERVIÇO
Memórias e Imagens da Rua do Porto
Abertura: 8, quinta, 19h30
Cortejo da Rua do Porto até o Sesc. Com o grupo de Samba de Lenço de Piracicaba Mestre Antonio Carlos Ferraz que mantém viva a manifestação de origem africana.
Concentração no Largo dos Pescadores, 19h.
Visitação: De 9 de agosto a 1 de novembro, de terça a sexta, das 13h às 21h30; sábados, domingos e feriados das 9h30 às 18h.
Sesc Piracicaba
Endereço:
Rua Ipiranga, 155 – Centro
Local: Hall de Entrada e Área de Exposições
Classificação: Livre para todos os públicos
Entrada gratuita
Acesse o portal – www.sescsp.org.br/piracicaba
Tel: (19) 3437-9292

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Fonte: Assessoria de Imprensa/SESC

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 5 agosto, 2013 16:09


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

A Estrela de Belém

Facebook

Terra Selvagem