Sesc Piracicaba exibe “O que eu mais desejo” de Hirokazu Koreeda, filme que aborda inocência e saudosismo

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 23 julho, 2013 10:00

Sesc Piracicaba exibe “O que eu mais desejo” de Hirokazu Koreeda, filme que aborda inocência e saudosismo

Nesta terça-feira (23)  às 20h, o SESC PIRACICABA exibe longa “O que eu mais desejo” de Hirokazu Koreeda – produção que contrapõe sonhos infantis e a realidade da vida adulta.

Na ilha japonesa de Kyushu, dois irmãos são separados após o divórcio dos pais. O mais velho, Koichi, vai morar com sua mãe na casa dos avós, localizada no sul da ilha, numa área campestre perto do preocupante vulcão Sakurajima. O irmão mais novo, Ryunosuke, manteve-se com o pai, guitarrista, no norte da ilha, região moderna e industrializada.

sesc-piracicaba-o-que-eu-mais-desejo-official-poster-banner-promo-photo-23julho2013

Durante uma aula, Koichi descobre com os amigos que a chegada do Trem Bala à ilha poderá mudar o destino dos habitantes locais, já que a crença popular diz que milagres acontecem quando dois trens se cruzam. Assim, o garoto decide orquestrar um plano para ver o cruzamento dos trens e concretizar seu desejo mais profundo: ver o vulcão entrar em erupção e destruir sua parte da ilha, para que ele, a mãe e os avós sejam obrigados a morar com o pai, reunindo novamente sua família.

O filme reforça a crença de quesomente as crianças são realmente puras, íntegras e espontâneas, ou seja, este é um filme sobre a infância, feito para adultos. O olhar adulto em questão vem do diretor japonês Hirokazu Koreeda, que sempre deu grande atenção aos personagens infantis. Aliás, esta narrativa é muito bem segmentada em três gerações: as crianças ingênuas, os pais desestruturados, e finalmente os avós, incondicionalmente bons, compreensivos, adoradores das crianças. É neste olhar saudosista da terceira idade que se encontra o filme, tão impiedoso com os filhos quanto clemente com os netos.

O diretor não hesita em rechear este filme com músicas típicas de aventura, deliciando-se com imagens de crianças que correm para todos os lados, perseguem trens e criam mentiras inverossímeis para escaparem da escola. Neste caso, o humor apresentado pode ser considerado como agridoce, pois nasce da incompatibilidade entre os planos das crianças e a prática da vida adulta.

SERVIÇO
Evento.: Exibição de ‘O que eu mais Desejo’ (Japão, 2012, Cor, 128’. Dir: Hirokazu Koreeda).
Data: 23.07 – terça-feira | Horário: 20h
Local: SESC PIRACICABA – Teatro.
Endereço: Rua Ipiranga, 155 – Centro
Classificação etária: Livre para todos os públicos.
Ingressos: Entrada Gratuita. Retirada de ingressos tem início uma hora antes da exibição.
Informações para o público: (19) 3437-9292
*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.
Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 23 julho, 2013 10:00


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Aprendiz de Espiã

Facebook