Teatro Municipal do Jockey – Centro de Referência do Teatro Infantil apresenta o espetáculo “Philodendrus”

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 12 julho, 2013 15:08

Teatro Municipal do Jockey – Centro de Referência do Teatro Infantil apresenta o espetáculo “Philodendrus”

Desde o dia 05 de Julho o Teatro Municipal do Jockey – Centro de Referência do Teatro Infantil apresenta, sob direção de Cristina Moura, o espetáculo “Philodendrus”. A proposta é a criação de um ambiente cênico que, por si só, é capaz de transportar o espectador como parte do experimento. Entre o natural e o laboratório, o clima criado é de um futuro antigo. Uma reflexão fora do tempo que rompe com o espaço bidimensional e amplia as variáveis cognitivas do público.

O espetáculo se passa numa conferência fictícia onde os interpretes, por vezes jardineiros (botânicos), neurocientistas ou atores falam sobre suas vivências e discutem e experimentam as possibilidades vigentes: penetrar na sabedoria coletiva das plantas, vivenciando sua lógica natural; voltar ao estágio de consciência dos animais, vivenciando o instinto; ou aventurar-se sobre o desconhecido que é ser humano. Ou até mesmo uma combinação de todas elas.

Sob uma lógica de pesquisa corporal clara e intensa, a peça foi criada colaborativamente a partir do choque das lógicas propostas. Com intensa fisicalidade, Philodendrus conta várias histórias e passeia por situações diversas criando uma dramaturgia que combina surpreendentes elementos cênicos. Inspirados pela história real de Jill Taylor, pelo livro “A Vida Secreta das plantas” e outros escritos, os intérpretes e criadores investigaram espaços fronteiriços entre corpo e palavra, espaço cotidiano e extracotidiano, e síntese da informação através da modalidade visual.

Philodendrus tem como objetivo geral produzir um espetá­culo de teatro-dança que traça o paralelo entre as atividades cerebrais do ser humano com manifestações sutis de inteligência das plantas. O propósito dessa pesquisa cênica é dar foco sobre a percepção sen­sorial nas atividades humanas e as implicações que isso pode exercer no nosso cotidiano.

O elenco, que conta com a própria diretora e ainda Felipe Abib, Fabricio Boliveira, Goos Meeuwsen, Helena Bittencourt e Thiare Maia, aposta na dramaturgia colaborativa para construção de um trabalho que visa investigar espaços fronteiri­ços entre corpo e palavra, experiências pessoais e ficcionais.

SERVIÇO
Philodendrus
Horário: sexta a domingo, às 21h
Temporada: de 05 de julho a 18 de agosto
Local: Teatro Municipal do Jockey – Centro de Referencia do Teatro Infantil
Endereço: Av. Bartolomeu Mitre, 1.110 – Gávea. Rio de Janeiro – RJ
(Entrada de veículos pela Rua Mário Ribeiro, 410)
Telefone: (21) 3114-1286
Bilheteria: de quinta a domingo das 15h às 21h
Ingresso: R$ 20,00 (inteira)/ R$ 10,00 (meia)
Classificação: 12 anos
Duração: 70 minutos
Capacidade: 87 lugares

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 12 julho, 2013 15:08


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Aprendiz de Espiã

Facebook