Parque Municipal Américo Renné Giannetti recebe a abertura da temporada 2013 da Série Concertos no Parque

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 10 abril, 2013 11:04

Parque Municipal Américo Renné Giannetti recebe a abertura da temporada 2013 da Série Concertos no Parque

No próximo fim de semana, no Parque Municipal Américo Renné Giannetti, os corpos artísticos da Fundação Clóvis Salgado abrem a temporada 2013 da série Concertos no Parque. No sábado, dia 13, às 16h, o Coral Lírico de Minas Gerais apresenta repertório diversificado, com regência de Lincoln Andrade. Já no domingo, dia 14, às 10h, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais recebe o regente Cláudio Cohen, para concerto com obras de compositores consagrados, como Chopin e Brahms.

Ave Maria, de Franz Biebl, abre o concerto do Coral Lírico na tarde de sábado, dando início a um repertório sacro, que possui composições de Giacomo Carissimo e Johann Sebastian Bach. Logo depois, o Coral interpreta a bem humorada Die Beredsamkei, de Joseph Hayd, com a seguinte mensagem: a água deixa os homens mudos, como os peixes, já o vinho, os transformam em eloquentes oradores. Continuando o programa, o Grupo apresenta obras de Normal Luboff e Bob Chillcot, finalizando com Va Piensero, da ópera Nabuco, em homenagem a Giuseppe Verdi, que faria 200 anos em 2013.

“As apresentações do Coral Lírico de Minas Gerais no Parque não só dão a oportunidade aos apreciadores da boa música coral de ouvi-la em contato com a natureza, como também confirmam uma vocação histórica de que a música, e sobretudo a música coral, precisa andar de mãos dadas com o público, sem preconceitos”, comenta o maestro titular do corpo artístico. A série é uma iniciativa da Fundação Clóvis Salgado para democratizar o acesso do público belo-horizontino à música erudita.

Na manhã de domingo, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, que conta com Marcelo Ramos como regente titular, recebe o maestro Cláudio Cohen para conduzir o concerto no Parque Municipal. Atualmente, Cohen é maestro e diretor musical da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, em Brasília. O programa inicia com a abertura da opereta O lenço de renda da rainha, de John Strauss Jr. Em seguida, o grupo artístico executa obras de Brahms, Chopin, Dvorak e Strauss Jr. Obras dos brasileiros Ney Rosauro e Carlos Gomes finalizam o concerto.

A apresentação ao ar livre demanda um repertório especial. De acordo com Cláudio Cohen, a Orquestra Sinfônica executará peças mais curtas, para manter não só a atenção de quem está apreciando o concerto, mas também do público flutuante. “O espectador vai assistir obras completas entre quatro e cinco minutos, além de ter a oportunidade de ver como funciona a Orquestra. O público vai conhecer compositores que têm uma linguagem dentro do campo erudito e clássico mais acessível, sempre com um caráter mais festivo e alegre, como é o perfil do concerto”, revela.

Coral Lírico de Minas Gerais

Criado em 1979, o Coral Lírico de Minas Gerais, corpo artístico da Fundação Clóvis Salgado, é um dos raros grupos corais que possui uma programação artística permanente e que interpreta um repertório diversificado, incluindo motetos, óperas, oratórios e concertos sinfônico-corais.

Já estiveram à frente do Coral os maestros Luiz Aguiar, Marcos Thadeu, Carlos Alberto Pinto Fonseca, Angela Pinto Coelho, Eliane Fajioli, Silvio Viegas, Charles Roussin, Afrânio Lacerda e Márcio Miranda Pontes. Seu atual regente titular é o maestro Lincoln Andrade.

O Grupo se apresenta em cidades do interior de Minas e em capitais brasileiras com o intuito de contribuir para a democratização do acesso de diversos públicos ao canto coral. As apresentações têm entrada gratuita ou preços populares. O Coral já atuou com a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais.

Dentro da política de difusão do canto lírico promovida pelo Governo de Minas, o Coral Lírico desenvolve diversos projetos que incluem Concertos no Parque, Lírico na Cidade, Concertos Didáticos e participação nas temporadas de óperas realizadas pela Fundação Clóvis Salgado. O objetivo desse trabalho é fazer com que o público possa conhecer e fruir a música coral de qualidade, além de vivenciar o contato com os artistas.

Orquestra Sinfônica de Minas Gerais

Criada em 1976, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, corpo artístico gerido pela Fundação Clóvis Salgado, é considerada uma das mais importantes orquestras do país.

O repertório interpretado pela OSMG inclui desde o clássico tradicional, como balés, concertos, sinfonias e obras sacras, até o mais significativo da música popular, como a participação anual no Savassi Festival e a série Sinfônica Pop. Na série Sinfônica Pop já se apresentaram nomes como Zizi Possi, Nana Caymmi, João Bosco e Jane Duboc.

A Orquestra apresenta-se em eventos locais e nacionais, além de cidades do interior de Minas, com o intuito de difundir a música erudita e democratizar o acesso de diversos públicos a esse gênero musical. A OSMG atua também na temporada de óperas produzidas pela Fundação Clóvis Salgado.

Dentre seus regentes titulares figuraram os maestros Wolfang Groth, Emilio de César, Sergio Magnani, Carlos Alberto Pinto da Fonseca, Aylton Escobar, David Machado, Afrânio Lacerda, Holger Kolodziej, Charles Roussin, Roberto Tibiriçá e Marcelo Ramos, atual regente titular.

SERVIÇO
Série Concertos no Parque
Local: Parque Municipal Américo Renée Gianetti
Coral Lírico de Minas Gerais
Data: 13/04/2013
Horário: 16h
Orquestra Sinfônica de Minas Gerais
Data: 14/04/2013
Horário: 10h
Entrada gratuita
Classificação livre
Informações para o público:
3236 – 7400 / fcs.mg.gov.br

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 10 abril, 2013 11:04


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Dora e a Cidade Perdida

Facebook

Reino Gelado e a terra dos espelhos