Exposição “Fabíola de Francis Alÿs” é inaugurada na Pinacoteca do Estado de São Paulo

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 4 abril, 2013 14:07

Exposição “Fabíola de Francis Alÿs” é inaugurada na Pinacoteca do Estado de São Paulo

Pinacoteca do Estado de São Paulo, instituição da Secretaria da Cultura, apresenta a exposição Fabíola de Francis Alÿs (Antuérpia, Bélgica, 1959).

A mostra exibe cerca de 400 imagens de Santa Fabiola, encontradas por Alÿs em mercados populares, antiquários e coleções particulares em toda a Europa e Américas. Todas são baseadas em um retrato realizado pelo artista Frances Jean-Jacques Henner. A pintura original apresenta uma mulher jovem, vestindo um véu vermelho, retratada em perfil contra um fundo escuro monocromático. Na composição, estilo e iconografia, caracterizam-se pela simplicidade. O retrato de São Fabiola nunca foi considerado obra-prima Henner, mas no início do século era conhecido como uma das figuras mais populares do artista. Depois que foi exibida no Salão de Paris de 1885, esta imagem espalhou-se em todo o continente europeu e de tão venerada passou a ser copiada por amadores e profissionais. Tornando-se um ícone popular, um fenômeno de reprodutibilidade.

Francis Alÿs: Fabíola integra o programa de exposições temporárias da mostra Arte no Brasil: uma história na Pinacoteca de São Paulo. Segundo Valéria Piccoli, curadora chefe da Pinacoteca, o trabalho de Francis é baseado na ideia de colecionar, por isso a mostra é sempre apresentada em museus históricos.

A exposição apresentada na Pinacoteca coloca em discussão questões estéticas e históricas geralmente associadas aos grandes mestres do passado, e problematizam tópicos como autoria, iconografia, originalidade e colecionismo, entre outras. Embora pareçam semelhantes num primeiro olhar, quando vistas de perto as obras se mostram muito diversas, valendo-se de várias técnicas como bordado, esmalte e até sementes e feijões. Há também um surpreendente número de técnicas apresentada em cada imagem.

Poucos demonstram a proficiência esperado de um artista profissional, a maioria deve ter sido feita por amadores. No entanto, muitas vezes são as limitações técnicas que tornam a repetição convincente. Outras diferenças podem ser atribuídas ao fato de que, conscientemente ou não, alguns desses pintores interromperam características pertencentes a outro modelo, às vezes conhecido pessoalmente, idealizada ou imaginária. Afirma Lynne Cooke, curadora da mostra.

SERVIÇO
Exposição Fabíola de Francis Alÿs
Abertura: 4/4/2013; a partir das 19h
Data: até 29/9/2013
Endereço: Praça da Luz, 02 – Luz
Tel. 11 3324-1000
Terça a domingo das 10h às 17h30 com permanência até as 18h
As quintas até as 22h. Entrada franca das 18h às 22h
Ingresso combinado (Pinacoteca e Estação Pinacoteca): R$ 6,00 e R$ 3,00
Grátis aos sábados
Estudantes com carteirinha pagam meia entrada
Crianças com até 10 anos e idosos maiores de 60 anos não pagam.

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 4 abril, 2013 14:07


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

O MELHOR VERÃO DAS NOSSAS VIDAS

Facebook

Reino Gelado e a terra dos espelhos