Acervo de Millôr Fernandes será exposto no Instituto Moreira Salles do Rio de Janeiro

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 19 março, 2013 09:02

Acervo de Millôr Fernandes será exposto no Instituto Moreira Salles do Rio de Janeiro

O Instituto Moreira Salles (IMS) recebe este mês em sua reserva técnica do Rio de Janeiro o acervo do extraordinário desenhista, jornalista e escritor Millôr Fernandes (1923-2012). A coleção, que acaba de ser submetida a um inventário quantitativo, e ainda passará por catalogação, é composta por obras e documentos que se encontravam em seu estúdio em Ipanema, no Rio de Janeiro. No total, o acervo é composto por 7.858 itens.

Seguirão para o IMS-RJ duas mapotecas com desenhos em nanquim, colagens, impressões a jato de tinta (desenhos feitos em computador), guache, aquarela, lápis de cor e crayon. Os arquivos – quatro no total – contêm documentos pessoais, recortes de jornais e revistas e manuscritos. Ao longo de sua carreira, Millôr Fernandes teve o cuidado de encadernar grande parte de seus trabalhos publicados em diversos jornais e revistas. Também vão para o IMS os 101 volumes encadernados, divididos por veículos: IstoÉ, Veja, Pif Paf, O Cruzeiro, O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, Jornal do Brasil, O Dia, Voga, O Pasquim.

Para a catalogação e a supervisão dos futuros projetos relacionados ao acervo Millôr, o Instituto Moreira Salles contará com a consultoria do desenhista e caricaturista Cássio Loredano.

Fundado em 1992 como entidade civil sem fins lucrativos, o IMS tem excelência técnica na preservação dos acervos que alberga e especial cuidado para que suas coleções sejam acessíveis aos pesquisadores e ao público geral da maneira mais ampla possível. Ao incorporar esse acervo a suas coleções, o IMS visa providenciar as melhores condições de guarda, conservação, consulta e pesquisa ao legado do grande artista e também divulgá-lo por meio de exposições e publicações, tanto impressas quanto virtuais. O Blog do IMS (www.blogdoims.com.br), por exemplo, já publica a partir de hoje depoimentos sobre Millôr Fernandes escritos por Fernanda Montenegro, Luis Fernando Verissimo, Janio de Freitas, Geraldo Carneiro e Sergio Augusto.

Após a catalogação do material, internautas e pesquisadores poderão ter acesso a grande parte desse acervo pela internet e na Reserva Técnica do IMS-RJ.

Em suas instalações, o IMS tem atualmente sob sua guarda o acervo de outros grandes nomes das letras e da cultura brasileira, como Otto Lara Resende, Rachel de Queiroz, Décio de Almeida Prado, Lygia Fagundes Telles e Ana Cristina Cesar – sem mencionar expressivas coleções de música e fotografia brasileira, totalizando mais de 800 mil imagens fotográficas e 120 mil fonogramas.

Por meio desta iniciativa, o IMS está seguro de contribuir para o legado de Millôr, bem como para a preservação da memória cultural brasileira.

Em julho de 2003, o IMS publicou o 15º número de seus Cadernos de Literatura Brasileira (CLB) dedicado a Millôr Fernandes. A publicação tem colaboração de Ariano Suassuna, Zuenir Ventura, Luis Fernando Veríssimo, Carlos Heitor Cony, Chico Caruso, Jaguar, Gianni Ratto, Carlos Lyra, Alberto Dines, Juan Esteves, entre outros.

www.ims.com.br

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 19 março, 2013 09:02


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Angry Birds 2

Facebook

O Clube dos Canibais
Meu Nome é Daniel