Grupo Inglês Theatre Ad Infinitum traz o espetáculo “Translunar Paradise” para curta temporada no CCBB em São Paulo

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 13 março, 2013 21:06

Grupo Inglês Theatre Ad Infinitum traz o espetáculo “Translunar Paradise” para curta temporada no CCBB em São Paulo

“Extraordinariamente comovente…lindamente realizado… um verdadeiro soco de emoções. No fim das contas, esta é uma peça sobre perda e luto que é mais sobre o que se perde de si do que a dor de se perder um parceiro de muitos anos”  – assim o jornal inglês The Guardian se referiu a “Translunar Paradise, mais recente trabalho do grupo inglês Theatre Ad Infinitum, que o Centro Cultural Banco do Brasil traz ao Brasil para apresentações únicas, em três unidades – Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília. O espetáculo, que no ano passado veio ao país como convidado dos festivais internacionais de teatro de Belo Horizonte e de Londrina – impressionando crítica e público –  volta agora para uma curta temporada de três meses.

A peça que estreou no Rio de Janiero no dia 15 de fevereiro e foi até 9 de março, segue para São Paulo aonde o grupo fica em cartaz de 15 de março 7 de abril e depois segue para o CCBB de Brasília. Além das apresentações, o grupo irá ministrar oficinas.

Translunar Paradise – Theatre Ad Infinitum-Official Poster Banner PROMO-02Fevereiro2013 (POST)

“Translunar Paradise” leva o expectador a uma tocante viagem pela vida, morte e amor eterno através da estória, baseada em um conto irlandês, de um homem que é confrontado com a solidão da perda. Seus sentimentos de dor e amor – complexos e conflituosos – são mostrados em cena sem uma única palavra. Três elementos poéticos os alinhavam: a linguagem corporal dos três atores, a música de um acordeom tocado ao vivo e máscaras que, usadas pelos personagens, marcam as passagens de tempo entre juventude e velhice.

No palco está William (George Mann). Em solidão após o falecimento de sua esposa, ele passa a viver em um mundo de fantasia e memórias passadas. Lugares que o mantém distante da realidade de sua dor. Até que Rose (Deborah Pugh), sua mulher, retorna à vida após a morte para um último ato de amor: ajudá-lo a seguir frente. Kim Heron completa a encenação, tocando acordeom e como apoio nas atuações.

Além de críticas excepcionais, o espetáculo, que estreou no Festival de Edinburgh de 2011, na Escócia, e ficou em turnê na Inglaterra em 2012, ganhou seis prêmios, incluindo o de Audiência do Mess Festival, Sarajevo, e melhor espetáculo pelo Liverpool Daily Post.

Fundada em 2007 e dirigida pelo inglês George e o israelense Nir Paldi, a companhia tem como fio condutor a paixão pela arte inovadora e emocional, utilizando-se da linguagem universal do corpo. Tem acumulado elogios da crítica e prêmios desde seu trabalho de estreia, “Behind the Mirror”, que estreou no mesmo ano, seguido de “Odyssey” (2009), “The Big Smoke” (2010) e “Ballad of the Burning Star”.

O diretor George Mann, que também atua no espetáculo, comenta: “A peça trata de juventude e envelhecimento. A idade pode, como uma máscara, obscurecer o fato de que uma pessoa já foi jovem. Optamos pela ausência de palavras para transmitir esta estória através do corpo e da música em um nível poético. O público vai ser imerso em sentimentos, sensações e movimentos. Esperamos que voltem para casa sentindo que experimentaram algo muito especial”. Ele completa: “Depois da maravilhosa passagem em 2012, estamos muitos felizes em estar na estrada de novo e levar a peça ao Brasil dentro da turnê internacional”.

Oficinas – O corpo como contador de história

Além das apresentações pelo mundo afora, a companhia inglesa vem promovendo workshops para atores, bailarinos, diretores e estudantes de teatro e dança, em diversos países, dentro da filosofia de promover intercâmbio com outras cul turas e troca de experiências artísticas e da quebra de fronteiras entre elas.

No Brasil, o grupo também irá compartilhar sua técnica com nossos artistas com oficinas que serão ministradas por George Mann e Nir Paldi, fundadores da companhia. Serão 25 vagas em cada cidade – uma oportunidade singular de mergulhar de cabeça em um ambiente que explora histórias através do método Lecoq, que pretende fazer com que o ator ultrapasse seus limites físicos, se transformando em um ator-criador.

SERVIÇO
Translunar Paradise – Theatre Ad Infinitum
Local: CCBB – Teatro
Endereço: Rua Álvares Penteado, 112 – Sé São Paulo
Telefone: (11) 3113-3651
Categoria: drama
Estreia em SP: 15 de março
Temporada em SP: 15 de março – 7 de abril
Horários: quarta, quinta e sexta: 20h; sábado: 17h30 e 20h; e domingo: 19h
*Sessão extra no último domingo – 16h30h
Preço: R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia)
Duração: 70min
Capacidade: 125 lugares
Classificação: 14 anos

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 13 março, 2013 21:06


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Dora e a Cidade Perdida

Facebook

O Clube dos Canibais
Meu Nome é Daniel