Crítica | A Fuga

Flávio Siqueira
Por Flávio Siqueira 13 março, 2013 17:38

Crítica | A Fuga

Poster 2 DeadFall.indd

A Fuga (Deadfall)
Direção.: Stefan Ruzowitzky
Roteiro.: Zach Dean
Gênero.: Crime | Drama | Thriller
Distribuidora.: PlayArte
Elenco.: Charlie Hunnam, Eric Bana, Olivia Wilde, Alain Goulem, Allison Graham, Jason Cavalier, Kate Mara, Kris Kristofferson, Patrick Kerton, Sissy Spacek, Treat Williams.
Sinopse.: Os irmãos Addison (Eric Bana) e Liza (Olivia Wilde) estão em plena fuga com o fruto do roubo em um cassino que acabou dando horrivelmente errado. Quando um acidente de carro deixa um parceiro da dupla e um policial mortos no meio do caminho, eles se separam e fogem pela fronteira com o Canadá enfrentando a pior das circunstâncias – uma nevasca terrível. Em seu caminho, Liza cruza com o atormentado ex-boxeador Jay (Charlie Hunnam), recém-saído da prisão, que segue para o jantar de Ação de Graças com seus pais, June (Sissy Spacek) e o xerife aposentado Chet (Kris Kristofferson). O que vai acontecer quando estes dois mund os colidirem em uma reviravolta do destino, forçando estes laços de família até o limite?

Avaliação.: Recanto-Adormecido-3.0-Estrelas-F.CINZA-v.01

Em A Fuga, você vai se deparar com um thriller de ação com uma direção delicada e que explora as belíssimas paisagens gélidas, porém conduzida por uma trama linear, aonde os personagens problemáticos e emblemáticos são pouco explorados o que torna ainda mais a história previsível e repleta de clichês.

Com roteiro do estreante Zach Dean, o longa se destaca pela ótima direção do premiado diretor Stefan Ruzowitzky que consegue explorar ao máximo o roteiro, tentando mascarar em alguns momentos os diversos clichês contidos na trama. O cineasta começa a se aproveitar dessa maneira de elementos como locações, atores, planos – com bons enquadramentos – e perseguições, que se deslumbram com ótimas tomadas abertas, enfatizando ainda mais a grandiosidade e as belíssimas paisagens do local. Foi com essa certeza que o produtor Gary Levinsohn foi pessoalmente bater na porta da casa do cineasta austríaco Stefan Ruzowitzky para convencer ele a conduzir seu novo filme, A FUGA (Deadfall).

Na trama Eric Bana e Olivia Wilde vivem os irmãos Addison e Liza que estão em fuga com o dinheiro que é fruto do roubo de um cassino, nesse momento eles sofrem um acidente de carro matando um parceiro da dupla. Eles decidem se separar e fugir pela fronteira com o Canadá é nesse instante que Liza cruza com o ex-boxeador Jay (Charlie Hunnam), recém-saído da prisão, que está indo para o jantar de Ação de Graças na casa de seus pais. A partir daqui que a trama começa a mostrar exatamente para o que veio e começa explorar ainda mais o conceitos de família. Além da trama principal, o roteiro acerta em trazer em sua trama paralela mais um conflito familiar entre pai e filha, aonde o Hanna (Kate Mara) tenta provar para si mesma e para seu pai e também xerife da cidade, Becker (Treat Williams), que é capaz de solucionar um caso.

As ótimas atuações do trio de protagonistas – vivido pelos atotres Eric Bana, Olivia Wilde e Charlie Hunnam – também ganham seu destaque, porém seus personagens pouco explorados limitam uma aproximação ainda maior com o público.

A Fuga é um thriller divertido que encanta pela beleza natural porém, mesmo que com um perfil dos personagens muito bem elaborados, a produção falha em optar em não mostrar com mais riqueza de detalhes o drama vivido por cada um deles no passado, o que poderia ajudar a criar uma trama mais envolvente que enfatizaria ainda mais o tema central – superação familiar – do longa.

Flávio Siqueira
Por Flávio Siqueira 13 março, 2013 17:38


Escreva um comentário

4 Comentários

  1. Ronaldo março 13, 18:20

    Quero muito assistir!! Será que é bom??

    Responder a esse comentário
  2. Leandro março 13, 19:02

    Olivia Wilde sua linda quero te ver nesse filme!!

    Responder a esse comentário
  3. Renato março 14, 16:53

    Elenco é de atores muito bom… quero ver se o filme vai ser bom. Pela sinopse e crítica chama muito atenção

    Responder a esse comentário
  4. Erik março 14, 22:41

    Já vi um filme desse diretor e gostei bastante. Vamos ver se ele me agrada novamente. A sinopse achei bobinha. Será que vai ser bom? Veremos!

    Responder a esse comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*