Nublu Jazz Festival com Robert Glasper, Roy Ayers, Calibro 35, Love Trio, Headhunters e Marcos Paiva Sexteto

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 12 março, 2013 08:01

Nublu Jazz Festival com Robert Glasper, Roy Ayers, Calibro 35, Love Trio, Headhunters e Marcos Paiva Sexteto

Epicentro de uma fusão de sonoridades diversas, o Nublu é um selo e um espaço em Nova York frequentado por músicos e artistas, consagrados mas principalmente novos. Desde sua criação, em 2002, o Nublu dialoga com a música brasileira, seja através da distribuição de seus discos aqui, como da participação de artistas nacionais nos shows e projetos do Nublu.

Em novembro de 2009, o Nublu Nova York lançou o seu Festival Anual de Jazz, uma maratona musical de duas semanas que incluiu mais de 60 shows. Através do SESC São Paulo sua primeira edição aconteceu em São Paulo, em outubro de 2010.

Nos dias 21, 22 e 23 de março acontece a 3ª edição do Nublu Jazz Festival em São Paulo. Com o Sesc como realizador, o Nublu traz ao Brasil Robert Glasper Experiment, que acaba de ganhar o Grammy na categoria “Melhor Ábum de R&B”, Roy Ayers, Calibro 35, Love Trio, Headhunters e Marcos Paiva Sexteto.

Love Trio

O festival abre com o grupo de um dos sócios-fundador do Nublu, Ilhan Ersahin. Ele toca saxofone e rhodes no inventivo Love Trio, que ainda tem Kenny Wollesen (bateria e percussão) e Jesse Murphy (baixo) na formação. Tendo como base o dub e o rocksteady, mas com influências do jazz e sonoridades turcas, o resultado dos estilos variados vem ampliando as possibilidades de composição e improvisação do trio.

Trabalhando muitas vezes com artistas convidados, o Love Trio vem ao Brasil para tocar com os renomados músicos brasileiros; o lendário guitarrista Lanny Gordin e o baterista João Parahyba, do Trio Mocotó. O Love Trio continua, desta maneira, abrindo fronteiras e estabelecendo parcerias musicais ao redor do mundo.

Roy Ayers

O vibrafonista/vocalista Roy Ayers figura entre os mais conhecidos, mais amados e respeitados artistas de jazz/R&B ainda em evidência. Na cena musical já há quatro décadas, ele é conhecido como o padrinho do neo-soul. Sua carreira começou como um premiado vibrafonista de jazz até tornar-se um popular bandleader de R&B e figura icônica ainda em alta demanda, cuja música tem sido sampleada pelos artistas que fazem os sucessos do hip-hop atual, incluindo Mary J. Blige, Erykah Badu, 50 Cent, A Tribe Called Quest, Tupac e Ice Cube. Nesse show ele se apresentará com a seguinte formação: Roy Ayers (vibrafone, teclado e vocal), Donald Nicks (baixo), Lee Pearson (bateria), Ray Gaskins (saxophone e teclado), Mark Adams (teclado) e John Pressley (vocal).

http://royayers.net

Calibro 35

Quinteto italiano formado em 2007 por adoradores de vinil e raridades musicais, que mistura elementos do rock, jazz e funk, muitas vezes fazendo trilhas para cinema ou inspirado por elas. Com mais de 3 álbuns e incontáveis singles e compilações, o Calibro 35 já rodou o mundo com seus shows suingados e potentes. O quinteto é formado por Massimo Martellotta (guitarra), Enrico Gabrielli (teclados e saxofone), Luca Cavina (baixo), Fabio Rondanini (bateria) e Tommaso Coliva (produção e regência).

http://www.calibro35.net/

Headhunters

Completamente interligado ao legendário Herbie Hancock, os Headhunters tem redefinido o funk moderno, o jazz e o world music nas décadas que se passaram desde que Hancock produziu o primeiro encantamento do grupo para seu álbum homônimo de 1973. As primeiras gravações da banda incluem “Survival of the Fittest”, que apresentou o hino funk “God Make Me Funky”, uma das canções mais sampleadas do jazz/fusion na história da música moderna. A música do Headhunters é complexa, porém é uma mistura harmoniosa de muitos estilos e gêneros, abrangendo o mundo todo, da África à Broadway. O grupo é aclamado por seus conceitos musicais pioneiros e inovadores. Em 2012 eles lançaram um novo CD (“Platinum”), dramático e estarrecedor, que abriga gêneros e gerações, à medida que primorosamente perpassa hip-hop, jazz, funk até rap e R&B.

http://www.headhuntersplatinum.com/

Marcos Paiva Sexteto

Em fevereiro de 2012, Marcos Paiva lançou o CD “Meu Samba no Prato – Tributo a Edison Machado”, no qual homenageia a estética do sambajazz brasileiro dos anos 60 e 70, em particular o antológico disco do baterista Edison Machado, “Edison Machado é Samba Novo”. Muito elogiado pela imprensa, esse é a base do show que irá apresentar. Para celebrar este grande músico, Marcos Paiva compôs canções inspiradas no LP “Edison Machado é Samba Novo” e fez arranjos das músicas “Aquarela do Brasil”, de Ary Barroso, e “Acender as Velas”, de Zé Ketti. Ele apresenta esta homenagem ao lado de seu sexteto MP6.

http://marcospaiva.com/

Robert Glasper Experiment

Ganhador do Grammy na categoria “Melhor Álbum de R&B”, pelo genial “Black Radio”, o habilidoso pianista Robert Glasper apresenta, no Nublu Festival, seu jazz muito pessoal, com influências do hip hop e do rap. Com 5 álbuns de carreira e diversas colaborações com outros artistas, como Maxhell, Q-Tip e MeShell Ndgeocello ele vai mostrar porque é considerado um dos grandes nomes da música black atual. No Brasil ele tocará com sua banda; Casey Benjamin (saxofone), Derrick Hodge (baixo) e Chris Dave (bateria).

http://robertglasper.com/

SERVIÇO
Nublu Jazz Festival
Datas: 21, 22 e 23 de março

Programação

21/3 às 21h30
Roy Ayers (EUA) / Love Trio (EUA) com participações de João Parahyba e Lanny Gordon
22/3 às 21h30
Headhunters (EUA) / Calibro 35 (Itália)
23/3 às 21h30
Robert Glasper Experiment (EUA) / Marcos Paiva Sexteto (Brasil)

Local: Sesc Belenzinho
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000 – Belenzinho – São Paulo
Informações: Tel. (11) 2076-9700 / www.sescsp.org.br/belenzinho
Capacidade: 500 pessoas
Proibido para menores de 18 anos
Duração: 2h
Preço: R$32 (inteira) / R$16 (usuário matriculado no Sesc e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) / R$8 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes)
Ingressos à venda pela rede INGRESSOSESC (unidades do Sesc) a partir de 01/03
Estacionamento para espetáculos com venda de ingressos:
R$6 (não matriculado) / R$3 (matriculado no Sesc – trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo / usuário)

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 12 março, 2013 08:01


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*