Matilha lança single com primeiras músicas de novo disco solo do MC Sombra

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 5 março, 2013 18:11

Matilha lança single com primeiras músicas de novo disco solo do MC Sombra

No dia 16 de março, sábado, a partir das 17h, a Matilha Cultural promove o lançamento do single do rapper Sombra, com as canções “O Homem sem Face” e “Rap do Brasil”, ao lado do DJ Ajamu, do MC Gilmar de Andrade e Minari Groove Box, disparando beats com suas parafernálias hightech. As faixas deste single estarão disponíveis para download no dia seguinte e o vinil, com as duas músicas, à venda na Matilha por R$ 40,00, no dia do lançamento. Em maio será lançado o disco completo, composto por 10 faixas e que conta com a participação especial de RAPadura, Kiko Dinucci, Thiago França, Rael da Rima, entre outros.

“A Matilha escolheu o Sombra para gravar porque acreditamos que nossa independência cultural ainda deve ser conquistada e ele também sabe disso. Ele é muito talentoso e somos parceiros há bastante tempo”, diz Ricardo Costa, diretor artístico e idealizador do espaço. Além de shows e happy hours que valorizam o hip hop, a Matilha Cultural apoia e promove o lançamento de trabalhos de artistas de destaque na cena do rap paulistano, assim como fez com o rapper Criolo, quando financiou o elogiado disco Nó na Orelha, lançado no próprio espaço em 2011.

Nesse novo trabalho, Sombra abusa da sonoridade de instrumentos: metal, sopros, cordas e percussão, chegando a um disco extremamente dançante, aliado à poesia, rimas e letras fortes. Mesmo enraizado no hip hop, as composições do rapper dão abertura para vários estilos musicais adicionando, assim, elementos de samba, afrobeat, maracatu e reggae. “A principal novidade desse disco é a musicaldade que fica explícita nos diferentes instrumentos, fazendo jus ao nome do álbum. Além disso, nos permite montar o show de dois formatos: com banda ou o tradicional MC e DJ”, conta o rapper.

No single que será lançado dia 16, a faixa “Rap do Brasil“ faz um panorama sobre a cultura hip hop até os dias de hoje em forma de agradecimento ao caminho que Sombra conseguiu traçar, semelhante a todos que fazem parte e acreditam no rap nacional. Já a música “Homem sem Face“, traz a narrativa de um personagem qualquer, desprovido de valores, como honestidade, bom caráter e lealdade, num forte jogo de rima. “Qualquer que seja então que assim seja/ Quem não viu, não crê, então observe e veja/ Retrato falado chama a vítima/ Cara ou crachá é ou não é pra legítimar/ Mestre dos disfarces causa uma alusão pra ludibriar/ Na sua mente é uma coisa, mas é outra no olhar“.

Perfil

Sombra faz parte da cena hip hop desde os anos 90, quando juntou-se ao SNJ. O grupo passou por diversas formações e, durante um período sabático em 2010, aproveitou para continuar carregando o nome do grupo em suas apresentações, chamando a atenção pelos temas propostos e timbre variado. Músicas de protesto, que tratam sobre desigualdade social, racismo e drogas fazem sucesso até hoje, assim como as faixas “Se Tú Lutas, Tú Conquistas“, “Mundo da Lua“ e “Pensamento“. Com o SNJ, gravou os discos Se Tú Lutas, Tú Conquistas e O Show Deve Continuar. Em 2001, SNJ ganhou o prêmio Hutúz na categoria RAP, na época a premiação de hip hop mais importante do Brasil.

Em 2002, lançou o álbum Sombra & Bastardo, em parceria com o amigo rapper, em projeto paralelo ao SNJ. Ainda com Bastardo, participou das coletâneas Espaço Rap, Uma Luz que Nunca Irá se Apagar e KL Jay na Batida – Vol III. Efetivamente, a carreira solo veio em 2004, quando começou a trabalhar na produção de seu primeiro disco solo, intitulado Sem Sombra de Dúvida, lançado no final de 2008, destacando as faixas “Chá, Razante Louco” e “Capota mais não Breca”. Em 2012, o SNJ retornou à cena musical, com shows nos principais clubes de São Paulo, formado por Sombra, Gilmar de Andrade, Minare Groove Box, Cris e Rebelde.

Sombra, 37 anos, nasceu na zona norte de São Paulo, região de outros grandes nomes do rap nacional assim como Emicida, Kamau e KLJay, mas viveu em São Gonçalo (RJ), dos 04 aos 14 anos. De volta à cidade, Jorge Antonio Andrade de Jesus Santos ganhou o apelido de Sombra nos anos 90, por andar sempre acompanhado de seu melhor amigo. Na adolescência, trabalhou como ajudante de pedreiro, garçom e em lava-rápido, mas desde 1998, vive exclusivamente do hip hop. Em 2012, formou-se em Gestão de Comunicação em Rádio e TV para dar continuidade ao trabalho com o rap e aprender ainda mais sobre produção cultural.

SERVIÇO
Sombra – lançamento do single @ Matilha Cultural
Data: Sábado,16 de março
Horário: 17h – 22h
Entrada gratuita
Vinil à venda por R$ 40,00

MATILHA CULTURAL
Endereço: Rua Rego Freitas, 542 – São Paulo
Tel.: (11) 3256-2636
Horários de funcionamento: terça-feira a domingo, da 12h às 20h/ exceto sábados: 14h às 20h
Wi-fi grátis
Cartões: VISA (débito/ crédito)
Entrada livre e gratuita, inclusive para cães
www.matilhacultural.com.br

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 5 março, 2013 18:11


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Dora e a Cidade Perdida

Facebook

O Clube dos Canibais
Meu Nome é Daniel