Vilma Slomp realiza exposição Curitiba Central no Museu Oscar Niemeyer

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 10 janeiro, 2013 19:15

Vilma Slomp realiza exposição Curitiba Central no Museu Oscar Niemeyer

Curitibana de coração, a fotógrafa Vilma Slomp registra em imagens há 33 anos a cidade que a recebeu ainda na infância. Em 1975, assim que comprou sua primeira máquina profissional, a artista descobriu a paixão pela fotografia e, de lá pra cá, mergulhou na capital paranaense para registrar de todos os ângulos a vida do centro da cidade, homenageando-a e evidenciando as profundas modificações sofridas pelo espaço urbano ao longo deste período. As fotos compõem a exposição Curitiba Central, com curadoria de Rubens Fernandes Jr., em cartaz na Galeria Niemeyer, no Museu Oscar Niemeyer (MON), de 12 de janeiro a 10 de março de 2013. O trabalho tem como referência o anel central determinado pelo IPPUC (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba), formado pela Avenida Sete de Setembro até a Alameda Augusto Stellfeld, e da Rua Desembargador Motta até a Ubaldino do Amaral.

São 60 fotografias em preto e branco que retratam a cidade desde o final da década de 70 até os dias atuais. As imagens provocam sensações distintas ao observador, como se existissem várias cidades em um mesmo espaço. Para os mais velhos, é uma viagem no tempo e na memória, pois a arquitetura de madeira do século passado que remete à colonização e as modernas construções estão retratadas em detalhes. “Curitiba e eu crescemos e mudamos juntas. Registrei detalhes e construções importantes da história, como o Café Alvorada e o Museu Paranaense. O observador resgata nas fotografias o patrimônio urbano que remete a diferentes épocas da nossa cultura e ajuda a entender a Curitiba central atual”, afirma Vilma.

Para mostrar a vida urbana de uma das principais cidades do país, a artista registrou o ritmo de vida da sua população, suas etnias e peculiaridades, com destaque para a arquitetura central, valorizando o detalhe, o fragmento e as marcas do tempo. “O destaque é a arquitetura curitibana, com seus monumentos, prédios, lojas, igrejas, restaurantes e todas as construções que compõem o centro, cenário das principais transformações urbanas vivenciadas por Curitiba central ao longo destes mais de 30 anos”, explica a artista. Para realizar as imagens, usou equipamentos analógicos e filmes preto e branco.

Ao longo dos anos, Vilma procurou enquadramentos mais desafiantes que revelassem a sua visão da cidade. Nas fotos, aparecem detalhes que muitas vezes passam despercebidos na correria do dia a dia e mostram uma Curitiba de outro ângulo. “Procurei usar as luzes naturais a meu favor e captar registros únicos, mostrando a transformação do centro de Curitiba neste período. As fotos permitem ao observador passear pela cidade e resgatar sua visão da capital”, aponta a fotógrafa.

Vilma Slomp prepara o livro Curitiba Central, com cerca de 200 fotografias, que será lançado no começo de março, em comemoração ao aniversário da cidade.

SERVIÇO
Exposição Curitiba Central
Data: 12/01 a 10/03/2013
Local: Museu Oscar Niemeyer
Endereço: Rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico) / Galeria Niemeyer
Horário: terça a domingo, das 10h às 18h
Ingresso: R$ 4 a inteira e R$ 2 a meia – menores de 12 anos, maiores de 60 anos e grupos pré-agendados de estudantes de escolas públicas, do ensino médio e fundamental, não pagam ingressos

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 10 janeiro, 2013 19:15


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Aprendiz de Espiã

Facebook