Cinema do IMS-RJ exibe “Onde a coruja dorme”, documentário sobre Bezerra da Silva, e promove debate com um dos diretores

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 21 novembro, 2012 17:10

Cinema do IMS-RJ exibe “Onde a coruja dorme”, documentário sobre Bezerra da Silva, e promove debate com um dos diretores

De 23 a 28 de novembro, o cinema do IMS-RJ apresenta o filme Onde a coruja dorme (Brasil, 2010. 72’), documentário sobre o sambista brasileiro Bezerra da Silva (1927-2005), com direção de Márcia Derraik e Simplício Neto. No dia 27 de novembro, às 20h, o IMS realiza o debate O sambandido de Bezerra da Silva, entre o diretor Simplício Neto e o jornalista Luiz Fernando Vianna. A entrada para o debate é gratuita.

O pernambucano José Bezerra da Silva deixou os seus sobrenomes marcados no grande livro da História da Música Brasileira como a voz do samba aguerrido da favela. Nos anos 1980 e 1990, alguns de seus sucessos como “Malandragem Dá um Tempo”, “Defunto Caguete”, “Bicho Feroz”, “Candidato Caô Caô” e “Quem Usa Antena é Televisão” levaram para um grande público, de todas as classes sociais, a linguagem, os dramas e o humor de uma população sacrificada, que usa a esperteza e a criatividade para sobreviver em condições econômicas e sociais precárias. Apesar de ter passado por boa parte das situações descritas nas letras (Bezerra da Silva chegou ao Rio como clandestino num navio, trabalhou na construção civil e morou no Morro do Cantagalo), as músicas que o tornaram famoso não são, na esmagadora parte, suas. Mas de uma série de compositores dos morros cariocas e da Baixada Fluminense.

Onde a Coruja Dorme acompanha o cotidiano desses até então desconhecidos cronistas da malandragem carioca, que não tiram seu sustento da música ou da contravenção, mas de uma rotina cansativa de trabalhos comuns, braçais e dignos. Eles são os “Compositores de Verdade”, título do samba de Naval, Romildo e Edson Show, que Bezerra gravou no LP Alô Malandragem, Maloca o Flagrante (1986): “A razão do meu sucesso / Não sou eu nem é minha versatilidade / É que eu gravo pra uma pá de pagodeiros / Que são compositores de verdade”. Entre a labuta e os pagodes do fim de semana, regados a batida de limão e moela, os autores dos sambas de sucesso discorrem no filme sobre os tipos e temas do universo bezerriano: o malandro, o otário, o dedo-duro, a sogra, o bicho solto, o corno, a umbanda, a droga… Sem papas na língua e sem jamais perder a linha. “Esses compositores são pessoas complexas, com visões de mundo muito próprias”, conta Simplicio. “Uma das coisas que nos encantavam desde o início era que as músicas deles falavam das gangues, da favela e da violência de uma forma completamente irônica e engraçada, cheia de folclore, cheia de cor. É uma escola carioca, de você conseguir gerar humor a partir de uma situação de extrema penúria e violência.”

Onde a coruja dorme: de terça a quinta R$ 16 (inteira) e R$ 8 (meia). Sexta a domingo R$ 18 (inteira) e R$ 9 (meia).

Programação 

SEXTA | 23 DE NOVEMBRO

14h00, 15h30, 17h00, 18h30 e 20h00: Onde a coruja dorme

de Márcia Derraik e  Simplício Neto (Brasil, 2010. 72’)

Inicialmente um curta-metragem, premiado em 2001 no festival de Gramado e no Festival do Rio, o filme transformou-se num longa-metragem, com a inclusão de novos materiais, após a morte de seu protagonista, o cantor Bezerra da Silva em 2005. Grande intérprete do cotidiano dos morros cariocas, para os seus sambas, em geral reportagens irônicas do cotidiano das favelas, tinha como parceiros trabalhadores comuns, pedreiros, carteiros, motoristas e trocadores de ônibus, biscateiros em geral, sambistas dos morros cariocas.

Classificação indicativa: 12 anos

SÁBADO | 24 DE NOVEMBRO

14h00, 15h30, 17h00, 18h30 e 20h00: Onde a coruja dorme

de Márcia Derraik e  Simplício Neto (Brasil, 2010. 72’)

Classificação indicativa: 12 anos

DOMINGO | 25 DE NOVEMBRO

14h00, 15h30, 17h00, 18h30 e 20h00: Onde a coruja dorme

de Márcia Derraik e  Simplício Neto (Brasil, 2010. 72’)

Classificação indicativa: 12 anos

TERÇA | 27 DE NOVEMBRO

14h00, 15h30, 17h00 e 18h30: Onde a coruja dorme

de Márcia Derraik e Simplício Neto (Brasil, 2010. 72’)

20h: Debate – O sambandido de Bezerra da Silva, com Simplício Neto e Luiz Fernando Vianna

QUARTA | 28 DE NOVEMBRO

14h00, 15h30, 17h00, 18h30 e 20h: Onde a coruja dorme

de Márcia Derraik e Simplício Neto (Brasil, 2010. 72’)

QUINTA | 29 DE NOVEMBRO

14h00, 15h30, 17h00, 18h30 e 20h: Onde a coruja dorme

de Márcia Derraik e Simplício Neto (Brasil, 2010. 72’)

SERVIÇO
Instituto Moreira Salles
Endereço: Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea – Rio de Janeiro – RJ
Tel.: (21) 3284-7400; Fax: (21) 2239-5559
De terça a domingo e feriados, das 11h às 20h.
www.ims.com.br
Acesso a portadores de necessidades especiais
Estacionamento gratuito no local
Capacidade da sala: 113 lugares
Ingressos e senhas sujeitos à lotação da sala

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 21 novembro, 2012 17:10


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!