Os poetas Antonio Cícero e Chacal discutem a Poesia Marginal em mais um encontro do ciclo Sarau de Ideias, do CCBB

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 15 setembro, 2012 16:03

Os poetas Antonio Cícero e Chacal discutem a Poesia Marginal em mais um encontro do ciclo Sarau de Ideias, do CCBB

Nos anos 1970, em plena ditadura militar, a Poesia Marginal crescia, solta e rebelde, à margem do mercado editorial brasileiro. Como os poetas da (mal)dita Geração Mimeógrafo produziam e distribuíam sua poesia? Qual sua contribuição para a poesia contemporânea?

Com o intuito de pensar esse importante momento da cultura brasileira, no dia 18 de setembro, às 18h30, o CCBB reúne os poetas Chacal, legítimo representante da Geração Mimeógrafo, e Antonio Cícero, que vai falar do assunto com essencial distanciamento, já que não participou do movimento. A mediação do encontro é do músico Charles Gavin e a plateia poderá participar fazendo perguntas aos debatedores ou mesmo apresentando músicas ou poesias relacionadas ao tema.

Sarau de Idéias tem por objetivo discutir alguns dos principais movimentos e manifestações culturais ocorridos no Brasil, no século XX, como a Semana de 22, o Concretismo, a cultura Hip-Hop, o Mangue Beat. Entre os artistas que devem participar do projeto, até o final do ano, estão Ellen Oléria, Moraes Moreira, Otto e Thaíde.

Debatedores

Antonio Cicero é autor, entre outras coisas, dos livros de poemas Guardar (Record, 1996), A Cidade e os Livros (Record, 2002) e Porventura (Record, 2012), bem como dos livros de ensaios filosóficos O Mundo Desde o Fim (Francisco Alves, 1995), Finalidades sem Fim (Companhia das Letras, 2005), e Poesia e Filosofia (Record, 2012). Em parceria com o artista plástico Luciano Figueiredo, ele escreveu o poema constante da obra de imagens e poesia, intitulada Livro de Sombras (+2 Editora, 2010). Organizou os livros de ensaios filosóficos Forma e Sentido Contemporâneo (Editora da UERJ, 2012) e, em parceria com o poeta Waly Salomão, O Relativismo Enquanto Visão do Mundo (Francisco Alves, 1994). Em parceria com o poeta Eucanaã Ferraz, organizou a Nova Antologia Poética de Vinícius de Moraes (Companhia das Letras, 2003).

Chacal é poeta, escritor, performer e produtor cultural. Em quarenta e um anos de carreira, participou de oito antologias e teve quatorze livros publicados, recebendo o Prêmio APCA, em 2008, por Belvedere (Cosacnaify e 7 Letras). Trabalhou como roteirista na Rede Globo e na TV Educativa. Tem parcerias musicais com Blitz, Lulu Santos, Barão Vermelho, Mimi Lessa, Cabeça, 14 Bis, Fernanda AbreuArnaldo Brandão, Jards Macalé, Moraes Moreira e Nanico do Cavaco, entre outros. É autor das peças Aquela Coisa Toda, do grupo Asdrúbal Trouxe o Trombone, Alguns Anos Luz Além, do Grupo Lua Me dá Colo, Recordações do Futuro, do Grupo Manhas & Manias, e Tontas Coisas, direção de Jaqueline Lawrence. Como produtor cultural e performer, idealiza, dirige ou se apresenta em diversos eventos no Brasil e em países como Estados Unidos, Argentina e Equador.

O debate Poesia Marginal terá duração de duas horas e as senhas para o evento podem ser retiradas na bilheteria uma hora antes do início. O CCBB fica na Rua Primeiro de Março 66, Centro, tel.: (21) 3808-2020. Outras informações podem ser obtidas no site WWW.bb.com.br/cultura

PROGRAMAÇÃO DO CICLO

23 OUTUBRO

A CULTURA HIP-HOP
Foi na década de 1980, em São Paulo, no embalo da Break Dance, que a cultura Hip-Hop ensaiou seus primeiros passos em solo brasileiro. Como o Hip-Hop e o Rap estão ajudando a incluir os jovens nas periferias dos grandes centros urbanos?
Ellen Oléria e Thaíde

13 NOVEMBRO

MANGUE BEAT
Articulando centro e periferia, popular e cultura pop, ritmos locais e rock-and-roll, o Mangue Beat foi uma das principais manifestações artísticas dos anos 1990. Qual a importância desse movimento para a nova MPB?
Moraes Moreira e Otto

SERVIÇO
Sarau de Idéias – Da Semana de 22 ao Mangue Beat
Patrocínio: Banco do Brasil
Realização: Centro Cultural Banco do Brasil
Idealização/Curadoria: Beatriz Carolina Gonçalves
Debate: Poesia Marginal
Data: 18.09.2012 – Terça-feira
Horário: 18h30
Debatedores: Antonio Cícero e Chacal
Mediação: Charles Gavin
Classificação indicativa: 12 anos
ENTRADA FRANCA – mediante retirada de senha, distribuída com uma hora de antecedência.

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 15 setembro, 2012 16:03


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Aprendiz de Espiã

Facebook