Teatro da Vertigem leva público a uma caminhada cênica em “Bom Retiro 958 metros”

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 14 junho, 2012 19:31

Teatro da Vertigem leva público a uma caminhada cênica em “Bom Retiro 958 metros”

O Teatro da Vertigem dá, aos lugares que ocupa em seus espetáculos, um significado que interfere na direção, na dramaturgia, na interpretação dos atores e no trabalho dos outros criadores. A junção de todos esses elementos na cena costuma produzir um tipo de teatro de caráter mais experiencial e imersivo.

Em novembro de 2012 o grupo completa 20 anos de uma estrada cheia de montagens controversas e premiadas. A trupe, nascida em 1992 com a estreia de O Paraíso Perdido, na Igreja Santa Ifigênia, centro de São Paulo, iniciou um trabalho que trouxe na sequência O Livro de Jó (1995), Apocalipse 1,11 (1999), BR-3 (2005), História de Amor (Últimos Capítulos) (2007), A Última Palavra é a Penúltima (2008), Dido e Enéas (Ópera – 2008) e Kastelo (2010). O Tetro da Vertigem conta com o patrocínio da Petrobras desde 2006, por meio da Lei de Incentivo à Cultura do Governo Federal.

Na continuidade desse pensamento investigativo, o grupo se debruça agora, em 2012, sobre as questões de um bairro marcado pelo multiculturalismo. Desde 2010 o grupo vem realizando seminários, ciclos de palestras e leituras públicas acerca da imigração e das relações de trabalho no bairro Bom Retiro, em São Paulo, caracterizado pelo intenso comércio de produtos têxteis e agora, em 15 de junho de 2012, estreia o espetáculo Bom Retiro 958 metros. A forte presença de diferentes grupos étnicos que caracteriza essa região, associada às tensões sociais ali detectadas, também são aspectos que estimularam a companhia a escolher esse bairro como objeto de sua pesquisa.

Bom Retiro 958 metros reflete o próprio histórico de criações do Vertigem: uma investigação de espaços públicos para a encenação de seus espetáculos, buscando um diálogo concreto com a cidade. Com direção de Antônio Araújo e dramaturgia de Joca Rainers Terron, a peça busca utilizar o espaço urbano como campo de experimentação artística e, para tanto, propõe ao público uma caminhada cênica no bairro paulistano, participando de um trajeto urbano que inclui um centro de lojas, ruas, calçadas, cruzamentos, e um teatro atualmente fora do circuito cultural da cidade. O Instituto Cultural Israelita Brasileiro – ICIB -, entidade mantenedora do teatro, passa atualmente por uma fase de reestruturação interna, mas atuou, ao longo do século XX, fortemente na esfera cultural: organizou palestras e conferências, foi sede de uma biblioteca e de uma escola – a Escola Sholem Aleichem – e marcou as artes cênicas, montando e apresentando peças teatrais.

Sinopse

O Bom Retiro é um lugar no qual predomina o comércio. Contudo, no final do expediente, as portas fecham e o Bom Retiro se torna um bairro fantasma. No limiar entre a noite e o dia, entre o final de um expediente e o início de outro, as ruas são tomadas por personagens assombrados pela História, pela febre do consumo, pela ânsia de transformação e pelo trabalho. Em seu novo espetáculo encenado nesse não lugar, o Teatro da Vertigem propõe revelar o que acontece quando nada acontece e o restante da população dorme.

O bairro Bom Retiro

O Bom Retiro é uma das mais importantes “portas de entrada” de São Paulo, além de ser um polo significativo da multiculturalidade desde início do século XX até hoje. Tomando como ponto de partida tais aspectos, o Teatro da Vertigem pretende materializar cenicamente o diálogo e o confronto entre os diferentes grupos étnicos ali residentes.

Ao ocupar lugares significativos do bairro, marcados tanto por aspectos históricos quanto pela importância econômico-social, o Teatro da Vertigem pretende trazer à tona camadas ocultas ou negligenciadas, provocando a experiência de redescoberta dessa parte da cidade.

O espetáculo, nesse sentido, é uma caminhada cênica pelas ruas do bairro e um mergulho em suas memórias.

O Teatro da Vertigem

O grupo Teatro da Vertigem, criado em 1991 na cidade de São Paulo, desenvolve um trabalho artístico com base em elementos característicos, que vão desde a utilização de espaços não convencionais da cidade, passando pela criação de espetáculos a partir do depoimento pessoal dos seus integrantes e de processo colaborativo entre atores, dramaturgo, encenador E demais criadores, até a pesquisa sobre os processos de interferência na percepção do espectador.

SERVIÇO
Espetáculo Bom Retiro 958 metros
Estreia: 15 de junho de 2012, temporada até 30 de setembro de 2012
Ponto de encontro: Oficina Cultural Oswald de Andrade – Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro – São Paulo/SP
Fone para informações: 011 3255 2713
Temporada: Quinta a sábado às 21h domingo às 19h (a produção recomenda ao público que chegue 15 minutos antes do início para a locomoção até o local do espetáculo)
Ingressos: R$ 30,00 inteira – vendidos somente pelo telefone 11 40035588, site www.ticketsforfun.com.br (os ingressos NÃO SERÃO vendidos no local)
Promoção de ingressos: Meia para estudantes, aposentados, e 50% de desconto para clientes do cartão Petrobras (na compra de até 2 ingressos)
Lotação: 60 lugares
Duração: 110 min sem intervalo
Recomendação: 16 anos
Informações IMPORTANTES ao público: O público será recepcionado na Oficina Oswald de Andrade, para, na sequência, ser encaminhado ao local do espetáculo. Recomenda-se aos espectadores ir com sapatos confortáveis e sem bolsa ou sacola, e, em dias de frio, ir agasalhado. O espetáculo será cancelado em dias de chuva.

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 14 junho, 2012 19:31


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Aprendiz de Espiã

Facebook