Aclamado mundialmente, Balé Folclórico da Bahia chega ao Rio de Janeiro com espetáculo “Herança Sagrada”

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 7 junho, 2012 10:03

Aclamado mundialmente, Balé Folclórico da Bahia chega ao Rio de Janeiro com espetáculo “Herança Sagrada”

O Balé Folclórico da Bahia (BFB), única companhia profissional de dança folclórica do país em atividade, apresenta seu espetáculo “Herança Sagrada – A Côrte de Oxalá”, nos próximos dias 21, 22, 23 e 24 de junho, no Teatro Carlos Gomes, às 19h30. A temporada no Rio de Janeiro integra a turnê nacional do Balé, iniciada em janeiro, em Salvador, com patrocínio da Oi e apoio cultural do Oi Futuro. A turnê, que também inclui São Paulo, é um marco nos 24 anos de história do grupo, que possui uma intensa agenda no exterior e prestígio internacional, mas enfrentava dificuldade para percorrer o Brasil. É a primeira vez que a companhia consegue patrocínio de uma empresa brasileira para realizar uma turnê nacional. “Já apresentamos o Balé ao mundo, queremos propagar nosso trabalho no Brasil”, afirma Walson Botelho, fundador e diretor geral do Balé, mais conhecido como Vavá Botelho.

Após ser aplaudido nos Estados Unidos, Europa e Caribe, o espetáculo “Herança Sagrada – A Côrte de Oxalá” chega repaginado aos palcos brasileiros com 26 bailarinos, músicos e cantores, com movimentos vibrantes e sonoridade arrebatadora. Inspirado em rituais do Candomblé, o espetáculo circulou recentemente por 30 cidades americanas, em uma temporada de três meses, e foi visto por mais de 100 mil pessoas.

“Ao patrocinar a turnê nacional do Balé Folclórico da Bahia, a Oi pretende dar ao público brasileiro a oportunidade de aplaudir um espetáculo já consagrado em palcos estrangeiros, reafirmando o compromisso do Oi Futuro com a democratização do acesso à cultura e a valorização da diversidade cultural”, diz Maria Arlete Gonçalves, diretora de Cultura do Oi Futuro.

Em “Herança Sagrada”, os bailarinos – exuberantes, vibrantes, incansáveis e donos de movimentos virtuosos – reproduzem com fidelidade sequências de movimentos de alguns dos mais importantes rituais do Candomblé, numa coreografia baseada em danças do culto afro-brasileiro. A segunda parte do espetáculo reúne coreografias clássicas do repertório do Balé, que traduzem as mais importantes manifestações folclóricas baianas, em “Puxada de Rede”, “Capoeira” e “Samba de Roda”, além de “Afixirê”, coreografia inspirada na influência dos escravos africanos na cultura brasileira. O espetáculo tem 90 minutos de duração.

Nas comemorações dos 20 anos do BFB, em 2008, o espetáculo “Herança Sagrada” chegou a ser apresentado uma vez no Teatro Castro Alves, em Salvador, mas posteriormente sofreu diversas mudanças durante a turnê de três meses pelos Estados Unidos e agora volta aos palcos totalmente remodelado. Nos EUA, o espetáculo foi assistido por celebridades como a cantora lírica Jessye Norman, a cantora Gloria Estefan, o ator Danny Glover, o coreógrafo David Parsons, a atriz Anne Hathaway, o cantor Harry Belafonte e o cineasta Steven Spielberg.

BFB promove oficina gratuita de Dança Afro no Centro Coreográfico do Rio de Janeiro 

Como parte da programação de sua turnê nacional, o Balé Folclórico da Bahia (BFB) promove uma oficina de dança afro no dia 23 de junho, no Centro Coreográfico do Rio de Janeiro, das 11 às 13 horas. Durante a oficina, os alunos terão contato com a técnica de dança afro contemporânea desenvolvida e utilizada pelo BFB como base para suas montagens coreográficas e preparação de elenco, assim como ensinamentos de danças afro religiosas (Dança dos Orixás) e danças folclóricas baianas. A oficina, dirigida a profissionais ou bailarinos com nível intermediário em dança, será ministrada por Nildinha Fonseca, professora de dança afro, bailarina solista e assistente de coreografia da companhia. Nildinha é formada pela Faculdade de Dança da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e tem cursos de especialização em danças africanas em diversos países da África, Estados Unidos e Caribe.

A aula será acompanhada de música ao vivo com os percussionistas do Balé Folclórico. Vagas limitadas para 30 pessoas. As inscrições são gratuitas e serão realizadas no próprio dia da oficina, 23 de junho, na recepção do Centro Coreográfico, das 10h às 11 horas. Para mais informações: (21) 3238- 0357 / 3238-0601. Site: http://centrocoreografico.wordpress.com e e-mail: ccoreografico@gmail.com

O Balé Folclórico da Bahia

O premiado Balé, que completa 24 anos em agosto de 2012, já se apresentou em 182 cidades e em 24 países, incluindo Estados Unidos, Itália, Canadá, Dinamarca, Austrália, Alemanha, França, Holanda, Suíça, México, Chile, Colômbia e África do Sul, dentre outros.

“Com quase 24 anos de existência, é a primeira vez que o Balé consegue o patrocínio de uma empresa brasileira para uma turnê,” comemora Vavá Botelho.“Manter uma equipe que se dedica à dança em regime integral, com intenso preparo técnico, preparo físico e muita pesquisa, é uma luta diária. Poucas companhias de dança privadas sem patrocinador regular conseguem existir por tanto tempo, mantendo um nível de excelência técnica tão elevado e respeito do público e da crítica”, destaca Vavá.

Com sede no Pelourinho, em Salvador, atualmente, o BFB funciona em regime integral de seis horas de trabalho por dia. Os 40 integrantes da companhia – dançarinos, músicos e cantores – recebem preparação técnica para dança, música e teatro. Para preservar e divulgar as principais manifestações folclóricas da Bahia, o Balé desenvolveu uma linguagem cênica que parte dos aspectos populares e atinge questões contemporâneas. O Balé também possui um segundo corpo de baile, que realiza espetáculos, diariamente, no Teatro Miguel Santana, no Pelourinho, tendo como público, principalmente, turistas estrangeiros e de outros estados do Brasil.

SERVIÇO
Espetáculo: Herança Sagrada – A Côrte de Oxalá – Balé Folclórico da Bahia
Local: Teatro Carlos Gomes
Endereço: Rua Pedro I, nº 4, Praça Tiradentes, Centro, Rio de Janeiro, RJ
Data: 21 a 24 de Junho
Horário: 19h30
Ingressos:
Quinta a sábado (dias 21, 22 e 23) – R$ 60,00 (plateia) e R$ 30,00 (balcão)
Domingo (dia 24) – R$ 1,00
Duração: 90 minutos
Classificação etária: 12 anos

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 7 junho, 2012 10:03


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Dora e a Cidade Perdida

Facebook

O Clube dos Canibais
Meu Nome é Daniel