Fundação Clóvis Salgado dá continuidade à Série Concertos no Parque

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 5 junho, 2012 19:14

Fundação Clóvis Salgado dá continuidade à Série Concertos no Parque

Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, um dos corpos artísticos da Fundação Clóvis Salgado, dá continuidade neste domingo, 10 de junho, no Parque Municipal Américo Renée Gianetti, à Série Concertos no Parque, em edição especial dentro da programação do Festival Internacional de Teatro, Palco e Rua de Belo Horizonte (FIT-BH). No programa do concerto estão obras de grandes compositores da música erudita que têm sua origem no teatro de ópera ou na inspiração pictórica (imagens ou quadros), como RavelRossini e Mendelssohn. Com regência do maestro residente da OSMG, Gabriel Rhein-Schirato, a apresentação tem início às 10h e a entrada é gratuita.

O programa da manhã se inicia com duas aberturas de óperas de Rossini: “O Barbeiro de Sevilha” “Guilherme Tell”. Segundo o maestro Gabriel Rhein-Schirato, “a ópera é o encontro entre o teatro e a música onde os atores, ao invés de falar, devem cantar acompanhados por orquestra”. Em seguida, o público poderá conferir “Pavane para uma Princesa Morta”, de Ravel“Pavane” é um estilo de dança antigo, renascentista, e essa obra descreve com delicadeza essa curiosa imagem, comenta o maestro. Também de caráter pictórico, serão apresentadas “As Hébridas” de Mendelssohn, em que o compositor retrata em sons a assustadora Gruta de Fingal nas Ilhas Hébridas no litoral da Escócia. O segundo ato da ópera “Thais”, de Massenet, conhecida como “Meditação de Thais”, também fará parte do programa do concerto deste domingo.

Para encerrar o programa do dia, a Orquestra Sinfônica apresenta obras de dois compositores espanhóis: Arriaga, com um enérgico movimento de sua única sinfonia – Sinfonia em Re Maior, último movimento: Allegro con Moto  – Gimenez, grande compositor de operetas espanholas (chamadas zarzuelas) que escreveu um intermezzo divertido para “As Bodas de Luis Alonso” com temas alegres e de inspiração folcórica dentro do espírito da comédia tradicional espanhola.

Orquestra Sinfônica de Minas Gerais

A Orquestra Sinfônica de Minas Gerais é também um dos corpos artísticos da Fundação Clóvis Salgado. Considerada um dos mais importantes patrimônios artístico-culturais do Estado, foi fundada em 1976. Interpreta um repertório que compreende todos os períodos da história da música escrita para orquestra: óperas, balés, concertos, poemas sinfônicos e grandes obras sinfônico-corais. Entre os regentes titulares de sua história figuram os maestros Wolfang Groth, Emilio de César, Sérgio Magnani, Carlos Alberto Pinto da Fonseca, Aylton Escobar, David Machado, Afrânio Lacerda, Holger Kolodziej e Marcelo Ramos.

A OSMG diversificou sua atuação em óperas, balés, concertos, apresentações ao ar livre, na capital e no interior, executando um repertório que abrange todos os períodos da música sinfônica, do barroco ao contemporâneo.

O maestro Roberto Tibiriçá é o regente titular e Gabriel Rhein-Schirato é o atual regente residente.

Gabriel Rhein-Schirato

Nascido em São Paulo em 1977, fez seu bacharelado em piano com especialização em regência no Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, sob a orientação do pianista Gilberto Tinetti e do maestro Aylton Escobar. Prosseguiu por quatro anos seus estudos de especialização (Weiterbildungstudium) e pós-graduação (Künstlerische Ausbildung Zusatstudium) nas cidades de Stuttgart e Bremen (Alemanha), sob orientação de Patrick o’Byrne, tendo concluído em 2006 o seu Mestrado.

Ao longo de seus estudos, participou de inúmeros Master Classes de pianistas como: Arnaldo Cohen, Eri Ikezi (Japão), Ângela Toscheva (Bulgária), Richard Bishop (EUA), Daejin Kim (Corea), Koelner Trio (Colônia) e Patrick o’Byrne (deste último na sede da Steinway & Sons, em Hamburgo). Atua como pianista solista, camerista, correpetidor e regente em concertos por cidades do Brasil (Curitiba, São José dos Campos, São Paulo, etc) e da Europa (Bremen, Hamburgo, Turim, Pescara, etc). Em julho de 2007, atuou como solista do Concerto k.414 de W. A. Mozart sob regência de Olivier Toni. Como camerista, destaca-se seu trabalho junto ao “Trio per Mare”, formado na Alemanha. É, atualmente, maestro residente da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais.

SERVIÇO
Série Concertos no Parque
Data:
10/06 – Orquestra Sinfônica de Minas Gerais – 10h
Local: Parque Municipal Américo René Gianetti
Entrada gratuita
Classificação livre
Informações para o público: 3236 – 7400 / fcs.mg.gov.br

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 5 junho, 2012 19:14


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Angry Birds 2

Facebook

O Clube dos Canibais
Meu Nome é Daniel