Projeto História Permanente do Cinema exibe clássicos de Visconti, Bergman, Lean e Woody Allen na programação de maio

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 9 maio, 2012 11:23

Projeto História Permanente do Cinema exibe clássicos de Visconti, Bergman, Lean e Woody Allen na programação de maio

O projeto História Permanente do Cinema, realizado pela Fundação Clóvis Salgado, apresenta em maio, no Cine Humberto Mauro, no Palácio das Artes, quatro longas-metragens de importantes diretores internacionais. As sessões acontecem sempre às quintas-feiras, às 17h, e têm comentários de pesquisadores e críticos de cinema após o término da exibição.

Abrindo a programação do mês, no dia 10 será exibido o filme Leopardo, de 1963, dirigido pelo italiano Luchino Visconti. Vencedor de uma Palma de Ouro no Festival de Cannes e indicado ao Oscar e aoGlobo de Ouro, o longa é estrelado por Burt Lancaster, Alain Delon e Claudia Cardinale. A sessão terá comentários do crítico Leonardo Amaral.

No dia 17 será a vez de O Sétimo Selo, notável filme do dramaturgo e cineasta sueco Ingmar Bergman. Lançado em 1957, o longa é estrelado pelo ator Max von Sydow, que depois realizou muitos outros trabalhos com o diretor. A sessão será comentada pelo escritor e pesquisador Mário Alves Coutinho.

Desencanto, filme de 1945 dirigido pelo inglês David Lean, é o escolhido para a quinta-feira seguinte, dia 24. O longa foi vencedor do Grande Prêmio do Festival de Cannes, que equivale à atual Palma de Ouro do mesmo festival. A sessão terá comentários do pesquisador Fábio Feldman.

No dia 31 de maio, encerrando a programação do mês, será exibido o longa Manhattan, do premiado diretor americano Woody Allen. Clássico do cineasta, o filme apresenta dois aspectos comuns a muitos de seus filmes: é ambientado em Nova York e tem o jazz como destaque na trilha sonora. O filme terá comentários da cineasta Marília Rocha após o término.

Realizada desde 2010 no Cine Humberto Mauro, a História Permanente do Cinema tem como foco os filmes em sua individualidade (das mais variadas escolas, tendências, períodos, países e diretores). Sua programação é inspirada em um projeto que leva o mesmo nome, realizado pela Cinemateca portuguesa.

As sessões têm entrada gratuita e os ingressos podem ser retirados na bilheteria do cinema, meia hora antes de cada exibição.

Programação e sinopses 

10/05 – 17h | O Leopardo, de Luchino Visconti | (14 anos) | 185´| Sessão comentada pelo crítico Leonardo Amaral
O Leopardo – Sicília, século XIX. O príncipe Salina (Burt Lancaster) percebe que o movimento de unificação italiana – Risorgimento – vai diminuir seu poder e influência. Com ajuda de seu sobrinho, Tancredi (Alain Delon), que ficou noivo de uma jovem burguesa, ele passa a aceitar a mudança dos tempos.

17/05 – 17h | O Sétimo Selo, de Ingmar Bergman | (16 anos) | 96´ | Sessão comentada pelo escritor e pesquisador Mário Alves Coutinho
O Sétimo Selo – Após ficar dez anos distante, um cavaleiro (Max Von Sydow) retorna das Cruzadas e encontra o país devastado pela peste negra. Sua fé em Deus é sensivelmente abalada, e, enquanto reflete sobre o significado da vida, a Morte (Bengt Ekerot) surge à sua frente querendo levá-lo, pois sua hora havia chegado. Objetivando ganhar tempo, o cavaleiro a convida para um jogo de xadrez, que decidirá se ele deve ou não partir com ela. Tudo depende da sua vitória no jogo; e a Morte concorda com o desafio, já que não perde nunca.

24/05 – 17h | Desencanto, de David Lean | (12 anos) | 86´ | Sessão comentada pelo pesquisador Fábio Feldman
Desencanto – Laura (Celia Johnson) e Alec (Trevor Howard) se conhecem por acaso em uma estação de trem. Ele é um médico, ela é uma dona de casa. Ambos são de classe média, têm meia-idade e são razoavelmente felizes em seus casamentos. Em pouco tempo passam a se encontrar todas as quintas-feiras  , mas apenas como bons amigos. Gradativamente surge uma paixão mútua e eles continuam a se encontrar regularmente, apesar de saberem que este amor é impossível.

31/05 – 17h | Manhattan, de Woody Allen | (12 anos) | 96´ | Sessão comentada pela cineasta Marília Rocha
Manhattan – Um escritor de meia-idade divorciado (Woody Allen) se sente em uma situação constrangedora quando sua ex-mulher decide viver com uma amiga e publicar um livro, no qual revela assuntos muito particulares do relacionamento deles. Neste período ele está apaixonado por uma jovem de 17 anos (Mariel Hemingway), que corresponde a este amor. No entanto, ele sente-se atraído por uma pessoa mais madura: a amante do seu melhor amigo, que é casado.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 9 maio, 2012 11:23


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Angry Birds 2

Facebook

O Clube dos Canibais
Meu Nome é Daniel