Fundação Clóvis Salgado dá continuidade à Série Sinfônica no Museu

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 6 março, 2012 13:09

Fundação Clóvis Salgado dá continuidade à Série Sinfônica no Museu

Após o sucesso de público da primeira edição do ano do Projeto Sinfônica no Museu, que contou com aproximadamente 600 pessoas que lotaram o espaço, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais dá continuidade ao projeto e recebe desta vez o maestro convidado Masayuki Carvalho, japonês radicado na Alemanha. O evento acontece na próxima quinta-feira, 8 de março, no Museu Inimá de Paula, às 20h, e a entrada é gratuita. No programa da noite obras de Beethoven e Haydn.

 

Série Sinfônica no Museu é mais uma política da Fundação Clóvis Salgado voltada para a democratização do acesso ao público à música erudita, que promove encontro de grandes artistas com a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais nos palcos do Museu Inimá de Paula.

 

As próximas edições do Projeto acontecerão nos seguintes dias: 20 de abril, com a presença do maestro convidado Helder Trefzger, dia 21 de junho, sob a regência do maestro titular da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, Roberto Tibiriçá, e dia 22 de novembro,  em que a OSMG receberá o maestro convidado Jésus Figueiredo.

 

Orquestra Sinfônica de Minas Gerais

 

A Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, um dos Corpos Artísticos da Fundação Clóvis Salgado, é considerada um dos mais importantes patrimônios artístico-culturais do Estado. Fundada em 1976, interpreta um repertório que compreende todos os períodos da história da música escrita para orquestra: óperas, balés, concertos, poemas sinfônicos e grandes obras sinfônico-corais. Entre os regentes titulares de sua história figuram os maestros Wolfang Groth, Emilio De César, Sérgio Magnani, Carlos Alberto Pinto da Fonseca, Aylton Escobar, David Machado, Afrânio Lacerda, Holger Kolodziej e Marcelo Ramos.

 

Também regeram a OSMG personalidades como Eleazar de Carvalho, Isaac Karabtchevsky, Cláudio Santoro, Camargo Guarnieri, Benito Juarez, Alceo Bocchino, Marc Trautman, Roberto Duarte, Carlos Prates, Per Brevig, Roberto Schnorremberg, Johannes Homberg, Eugene Kohne e outros célebres maestros convidados. A OSMG diversificou sua atuação em óperas, balés, concertos, apresentações ao ar livre, na capital e no interior, executando um repertório que abrange todos os períodos da música sinfônica, do barroco ao contemporâneo.

 

O maestro Roberto Tibiriçá, que venceu pelo segundo ano consecutivo o Prêmio Carlos Gomes – ópera e música erudita na categoria regente sinfônico pelo seu trabalho à frente da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, é o regente titular e Gabriel Rhein Schireto é o atual regente residente.

 

Masayuki Carvalho

 

Com 13 anos deputou solando com a Osesp (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo). Aos 15 anos recebeu atenção da imprensa como um novo talento na cena da música clássica brasileira solando concertos para piano e orquestra de Saint-Saens e Chopin no Festival internacional de Campos de Jordão. Na sua juventude obteve primeiro prêmio em todos os seis concursos nacionais que participou, o que proporcionou concertos no Japão, Suíça , Hungria, Polônia, Itália , Grécia , Espanha, Franca e Alemanha.

 

Graduou-se em Piano na Faculdade de Freiburg –Alemanha, onde estudou também teoria e composição, mestrado na  Faculdade de Música de Dresden e em regência de orquestra  na renomada Academia de Musica Hanns Eisler em Berlin .

 

Na Alemanha trabalhou como regente assistente em diversos teatros como  na Ópera Estadual Unter den Linden em Berlim, Teatro Brandemburgo , Teatro Regensburg e no Teatro Nacional de Weimar, Opera de Lion na Franca na Alemanha, onde regeu diferentes orquestras como Swiss Young SymphonieOrchester, Berliner, Orquestra Filarmônica de Dortmund, Orquestra Sinfônica de Jena , Orquestra Sinfônica de Berlin, Orquestra Sinfônica de Hamburgo, Orquestra Filarmônica de Minas Gerais , Orquestra Sinfônica do Estado da Bahia, Orquestra Filarmônica de Wrozlav, Orquestra Sinfônica Trentino Orquestra Juvenil de Oxford, Swiss Young

 

Symphonie Orchester, Orquestra Filarmonica de Regensburg, Orquestra Sinfônica de NeuStrelitz, Chamberorquestra de Oasaka, Orquestra Filarmônica de Wrozlav, Orquestra Sinfônica Trentino e outros. Como compositor já trabalhou em Trilha sonora de filmes e outros projetos.

 

Programa

 

Joseph Haydn : Sinfonia Nº.92 em Sol Maior, “Oxford” 

Adagio – Allegro Spirituoso

Adagio

Minuetto- Allegretto

Presto

25’

 

Ludwig van Beethoven: Sinfonia Nº. 2 em Ré Maior op. 36

Adagio Molto –  Allegro com Brio

Larghetto

Scherzo – Allegro

Allegro Molto

32’

 

:::Serviço :::

Evento: Série Sinfônica no Museu

Data: 08.03 – quinta-feira | Horário: 20h

Local: Museu Inimá de Paula

(Rua da Bahia, 1201 – Centro – BH – MG)

Classificação etária: 12 anos

Entrada gratuita

Informações para o público: 3236-7400

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 6 março, 2012 13:09


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!