Orquestra Buena Vista Social Club® em Curitiba

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 18 outubro, 2011 02:56

Orquestra Buena Vista Social Club® em Curitiba

Após turnês de estrondoso sucesso em todo o mundo, incluindo apresentações nos prestigiados Paris Olympia, London´s Royal Albert Hall, Barcelona´s Liceu e Konzerthaus em Vienna, a Orquestra Buena Vista Social Club® com Omara Portuondo chega ao Brasil neste mês com suas guajiras, mambos, salsas, rumbas, merengues, cha-cha-chás, sóns, danzóns e muitos outros estilos produzidos na rica e diversa cultura de Cuba.

 

Com realização da Seven Entretenimento e Top Link, a escala em Curitiba está marcada para o dia 22 de outubro, em única apresentação no Grande Auditório do Teatro Positivo às 21 horas.

 

A formação da orquestra conta com dois artistas conhecidos pela participação no documentário do alemão Wim Wenders – lançado em 1999 e que imortalizou os veteranos do ritmo latino – a frente do grupo, o trompetista Guajiro Mirabal, e o trombonista e diretor musical Jesús “Aguaje” Ramos, além de uma nova geração de músicos cubanos como o conhecido cantor  Carlos Calunga e o virtuoso pianista Rolando Luna. A cantora Omara Portuondo, membro original do grupo, que ganhou o Grammy Latino com seu álbum Gracias, acompanha os músicos neste grande espetáculo.

 

Omara  canta e atua desde sua adolescência em Cuba nos anos 40. Prova de sua qualidade e atemporalidade, o jornal The New York Times se refere a Gracias, seu último disco, como se os anos não tivessem passado para a artista: “Sua voz… é rica, formada, dinâmica e ainda sensual”.

 

Los Angeles Times descreveu sua voz como “formidavelmente intensa e como um instrumento muito potente para a idade que tem”. Enquanto Oakland Tribune considerou a obra um dos melhores álbuns de 2008, destacando que “durante seus 100 minutos de espetáculo em São Francisco (em outubro 2009), mostrou que ainda é grande em cima do palco”.

 

No repertório, estão previstos clássicos como “Chan chan”, “El cuarto de tula”, “Dos gardenias”, “Veinte años”, “Candela”, “Amor de loca juventud”, “De camino a la vereda”, “Guantanamera”  e outras surpresas.

 

O Buena Vista Social Club® lançou seu único álbum de estúdio, produzido por Ry Cooder, em 1997 e resultou em êxito instantâneo. O álbum, que apresentava um grupo de músicos cubanos muito unidos, foi impulsionado graças ao filme de Wim Wenders e uma série de turnês internacionais e álbuns solos. Buena Vista Social Club® se converteu em um fenômeno.

 

As atuações da Orquesta Buena Vista Social Club® têm sido elogiadas pela imprensa britânica por “levar a atmosfera até um nível de se deixar sem ar” (The Independent), deixando o público “sobrecarregado” (The Financial Times). No grupo Guajiro Mirabal, e Jesús “Aguaje” Ramos são conhecidos também por participar do filme de Buena Vista Social Club®.

 

A personalidade que o envolve enquanto toca fez o trompetista Guarijo Mirabal ganhar o nome de “O Trompeta de Cuba”. Seu tributo ao compositor Arsenio Rodriguez em ‘Buena Vista Social Club Presents Manuel Guajiro Mirabal’ foi nomeado aos prêmios Grammy e Grammy Latino, e seu lançamento foi recebido com louvor.

 

O trombone de Jesús ‘Aguaje’ Ramos tem integrado as gravações cubanas de World Circuit, durante mais de uma década. Suas habilidades como músico e diretor são essenciais nas incursões de Ibrahim Ferrer e Omara Portuondo.

 

Ganhou reconhecimento nos palcos internacionais quando apareceu como diretor musical de Omara Portuondo y Ruben Gonzalez: “ele entende realmente como se toca um trombone” (Boston Globe).

 

Os últimos anos têm sido tremendamente exitosos para a Orquestra. Esgotaram os ingressos em salas famosas como Olympia em Paris, Royal Albert Hall em Londres, o Liceo de Barcelona e a Konzerthaus em Viena; a Orquesta Buena Vista Social Club® também tocou em prestigiados festivais como o North Sea Jazz.

 

Hoje em dia, a banda segue participando em concertos por toda a Europa entregando sua música a uma audiência que nunca falha. Cada um destes artistas tem seu próprio estilo e emprestam suas características pessoais ao som, danças, cha cha cha, boleros e jazz cubano.

 

Durante muitos anos tem afinado suas técnicas e aguçado suas paixões pela música. Este conjunto excepcional de gigantes demonstra a exuberância e energia de sempre nos palcos.

 

O Buena Vista Social Club®

 

Na Cuba de 1940, amantes da música, da dança e da boemia se reuniam em Havana no Buena Vista Social Club. O lendário clube era o espaço onde toda a diversidade rítmica da Ilha encontrava livre expressão e coro para seus maiores expoentes. Gente como Compay Segundo, Celina & Reutilio, Ibrahim Ferrer, Silvio Rodriguez, Ernesto Lecuona, Pablo Milanes, Omara Portuondo, César Portillo de la Luz e Chucho Valdes fazendo boleros, guajiras, mambos, salsas, rumbas, merengues, cha-cha-chás, sóns, danzóns e muitos outros estilos que ficaram guardados na memória dos cubanos e de certa forma alheios ao conhecimento do mundo.

 

Cerca de quarenta anos após o fechamento do clube, em 1997, o produtor e guitarrista norte-americano Ry Cooder, em visita a Cuba, reuniu os veteranos músicos da Ilha para a gravação do disco “Buena Vista Social Club”. O sucesso foi imediato e o grupo passou a excursionar em turnês pelo mundo. Foi quando o diretor de cinema alemão Wim Wenders filmou apresentações da orquestra na Holanda e no mítico Carnegie Hall em Nova York e depois fez entrevistas com os músicos em Cuba para então produzir o documentário indicado ao Oscar, vencedor de “melhor documentário” do European Film Awards e aclamado por público e crítica de todo o mundo.

 

O fenômeno Buena Vista reacendeu o interesse do público pela rica cultura cubana e o talento de seus músicos, que continuam a se apresentar com extraordinário sucesso em todo o mundo.

 

ORQUESTRA BUENA VISTA SOCIAL CLUB ® COM OMARA PORTUONDO

 

Omara Portuondo – vocal
Guajiro Mirabal  – trompete
Jesus Aguaje Ramos – trombone e vocais
Pedro Pablo – baixo
Rolando Luna – piano
Papi Oviedo – Três
Idania Valdés – vocais e percussão
Carlos Calunga – vocais
La Noche – bongô
Filiberto Sanchéz – timbaus
Angel Terry  – congas
Luis Alemany  – trompete
Guajirito Mirabal – trompete

 

::: Serviço :::

ORQUESTRA BUENA VISTA SOCIAL CLUB® COM  OMARA PORTUONDO
Data: 22 de outubro de 2011 (Sexta)
Local: Teatro Positivo – Grande Auditório (R. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5.300) .
Horários: abertura do teatro – 20hs / Início do show: 21hs
Tempo do Espetáculo: 80 min
Classificação etária: 14 anos
Informações p/ o público: (41) 33150808 / 33173107

Ingressos
Pplateia inferior (filas 01 a 15) – R$254,00 (inteira) e R$129,00 (meia-entrada)

Plateia superior (filas 16 a 28) – R$ 204,00 (inteira) e R$104,00 (meia-entrada).

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 18 outubro, 2011 02:56


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!