Espetáculo Regina no Centro da Liça em Curitiba

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 2 agosto, 2011 03:34

Espetáculo Regina no Centro da Liça em Curitiba

A atriz e produtora revive momentos marcantes de sua história no espetáculo “Regina no Centro da Liça”, dirigido por Jacqueline Daher e Maurício Vogue. A peça cumpre temporada todas as quartas-feiras de agosto, às 21 horas, no Espaço Teatro Regina Vogue (Shopping Estação).

 

Todas as quartas-feiras de agosto, às 21 horas, a atriz e produtora Regina Vogue sobe ao palco do teatro que leva o seu nome – no Shopping Estação – para reviver momentos especiais de sua trajetória como artista. Ao lado de Maureen Miranda, Gabriel Manita e do filho, Maurício Vogue (que faz uma participação especial na montagem), ela comemora 50 anos de carreira com a peça Regina no Centro da Liça.

 

A produção, dirigida por Jacqueline Daher e Maurício Vogue, foi construída a partir de longas conversas e relatos da artista. “Esse espetáculo, nesse momento, significa pra mim um começo de vida, um novo ciclo”, explica Regina Vogue.

 

A peça é baseada no monólogo Passado… Um Sonho (1993), que cumpriu temporada de sucesso no Mini-Guaíra (Auditório Glauco Flores de Sá Brito). À época, a direção também ficou sob responsabilidade de Jacqueline Daher e Maurício Vogue.

 

Em Regina no Centro da Liça, Jacqueline Daher, que também é responsável pela dramaturgia e concepção cênica, aposta numa linguagem poética. “O conceito está na ideia de que liberdade é você conhecer os cordéis (fios) que nos manipulam”, comenta.

 

O espetáculo também é fruto de inúmeras conversas que Jacqueline teve com Regina durante pouco mais de duas décadas. “Em comparação ao monólogo, nesse momento Regina teve toda uma evolução profissional, consequentemente emocional, que vão aparecer no espetáculo. Regina fez-se protagonista da sua própria história, fazendo dela uma linda aposta e venceu”, completa a diretora.

 

História

 

Regina no Centro da Liça revela detalhes importantes da trajetória da atriz e produtora. Aos 16 anos, ela deixou Porto Alegre para ir atrás de um sonho. Passou pelo circo, pelo teatro de pavilhão e chegou a Curitiba – no final dos anos 70 – com dois filhos pequenos a tiracolo.

 

Batalhadora, persistente e muito corajosa, Regina Vogue superou obstáculos e se tornou referência na produção de espetáculos para crianças na cidade. Foi responsável por montagens inesquecíveis e por suas peças passaram artistas e diretores reconhecidos nacionalmente – como o saudoso Mário Schoemberger, Alexandre Nero, Simone Spoladore, Katiuscia Canoro e Fabiula Nascimento.
Reconhecida por suas atividades, em 2004 a artista ganhou seu próprio espaço cultural – o Teatro Regina Vogue, no Shopping Estação. Tão importante conquista se deve ao olhar atento do empresário Miguel Krigsner, fundador do Grupo Boticário e grande admirador do trabalho realizado pela atriz e produtora.

Regina comemora a boa fase e quer mais. “Não gosto de ficar parada”, brinca. Apaixonada por tudo que faz, a artista dedica o espetáculo às mulheres valentes, que como ela abriram mão de muitas coisas em nome de um sonho e dos próprios filhos. “A arte é minha vida e o teatro é a minha casa”, declara.

 

Em setembro, deve ainda ser lançado o livro No Centro da Liça – Regina Vogue, escrito a partir dos depoimentos da artista à escritora Viviane Burger.

 

Elenco

 

“Destino – vida – lar”. É assim que Regina Vogue resume o teatro em sua vida. Para o elenco do espetáculo, conviver com Regina é um aprendizado constante.

 

O filho Maurício que o diga. “Ela está numa fase muito bacana. Engraçada, brincalhona o tempo todo”, comenta.

 

Para o artista, o grande barato da peça é ver a história de uma vida ganhando uma personalidade no palco. “Aí que você percebe o quão poderosa a arte é. Os atores criando, tentando se identificar com aquelas situações. De repente, aquilo não é mais seu, mas sim do mundo inteiro.

 

E espero que fique para o público a ideia de que todas as histórias são importantes”, comenta Maurício Vogue, que em agosto retorna com nova temporada de shows da banda Denorex 80 (intitulada “A banda mais sacana da cidade”) e outros projetos em teatro.

 

Para Maureen Miranda, interpretar Regina e ainda dividir o palco com a artista é emocionante. “Tem sido um imenso prazer. A Regina é uma mulher experiente, forte, corajosa, uma mulher que viveu mil coisas difíceis de se viver e deu a volta por cima, literalmente!!!

 

Confesso que identifico-me com ela em muitos aspectos e um deles é o amor aos animais”, comenta a artista, que também cumpre temporada com a peça Orinoco, na qual divide o palco com Raquel Rizzo, sob direção de Diego Fortes.

 

Para Gabriel Manita, há um ponto que chama bastante a atenção no perfil de Regina Vogue. “Essa coisa que a impulsiona, a forma que se preocupa com o passado, de ter um passado, é  surpreendente. Ainda mais que ela tem a ausência total de autopiedade”, completa o jovem ator, que ainda participa da banda Ecos, que em breve lança CD – com 10 faixas próprias.

 

Para a diretora Jacqueline Daher, Regina é inspiradora. “Ela é uma mulher corajosa, que dia-a-dia se reiventa e que vive intensamente tudo que faz. Por isso transforma a realidade numa verdade absoluta”, analisa.

 

Exposição

 

Quem for conferir a peça Regina no Centro da Liça também terá a oportunidade de conferir, no foyer do teatro, uma exposição fotográfica assinada por Roberta Beck – “Meu Querido Vira-Lata”.

 

Curiosidades

 

Uma das histórias mais famosas de Regina Vogue é a do macaco. O animal mordeu seu pé no circo e ela acabou demitida pelo dono do espaço circense. Um estranho a ajudou, pois ela estava machucada e sem dinheiro para voltar pra casa. Foi nesse dia que Regina descobriu o real sentido da palavra solidariedade.

 

A encenação contará ainda com a participação especial de várias atrizes (voz off), que gravaram textos especialmente para a peça. Yara Sarmento, Marli Got, Letícia Guimarães, Fátima Ortiz, Giovana de Liz, Cristiane Macedo, Eliane Campelle, Gilda Elisa, Regina Bastos, Ivete Bozaski, Claudete Pereira Jorge, Nena Inoue, Raquel Rizzo, Léa Albuquerque, Laura Haddad, Olga Nenevê e Rosana Stavis narram momentos importantes da trajetória da artista.

 

Um dos momentos mais emocionantes do espetáculo para Regina e Maurício é a citação de “O Ébrio”, peça do teatro de pavilhão inspirada na famosa canção de Vicente Celestino. Essa é uma das lembranças afetivas mais fortes na trajetória de Regina como atriz. Maurício e a mãe têm vontade de montar esse espetáculo novamente.

 

O espetáculo também conta com interferências em vídeo.

 

Jacqueline e Regina tiveram grandes parcerias de trabalho. As duas, por exemplo, atuaram em projetos do saudoso Raul Cruz, morto há 18 anos. O artista plástico e dramaturgo é homenageado com as montagens “Uma Entre Mil Histórias de Amor” e “END”, de Rafael Camargo, que cumpriu temporada no miniauditório do Teatro Guaíra (Glauco Flores de Sá Brito) até o fim de julho.

 

Com lançamento previsto para setembro, o livro No Centro da Liça – Regina Vogue, escrito a partir dos depoimentos da atriz e produtora à escritora Viviane Burger, fecha as comemorações pelos 50 anos de carreira da artista.

 

::: Serviço :::

 

Regina no Centro da Liça
Às quartas-feiras, às 21 horas, no Espaço Teatro Regina Vogue (Shopping Estação – Avenida Sete de Setembro, 2.775).
Ingressos: R$20,00 e R$10,00 (meia-entrada). “Campanha Meia da Meia”: R$5,00 – mediante a doação de um quilo de ração canina. Até o dia 31 de agosto.
Classificação: 12 anos
Informações: (41) 2101-8292
www.reginavogue.com.br
Garanta já seu ingresso!!
Compre seu ingresso on-line ou pelo call center (4003-1212)

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 2 agosto, 2011 03:34


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Homem Aranha - Longe de Casa

Facebook

Kardec